Money Week: estratégias para investir em ações no curto prazo

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

Ter controle emocional, saber ganhar e perder, e só entrar em operação com uma estratégia definida são algumas das dicas para quem quer operar com day trade.

O tema foi abordado em minicurso da Money Week nesta quarta-feira (25).

Kleber Falchetti (sócio da EQI Investimentos e agente autônomo) e Raphael Figueiredo (Sócio e analista da Eleven Financial), ministraram o minicurso técnico “Investindo em Renda Variável no Curto Prazo”.

Conheça planilha que irá ajudar nas escolhas, gestão e diversificação de suas ações

Investidor x trader

Antes de dar dicas para aqueles que querem operar day trade, Raphael e Kleber explicaram as diferenças do investidor (focado no longo prazo) e no trader (focado em operações de curto prazo).

Um trader não pode ter cabeça de investidor, e investidor não pode ter cabeça de trader. São coisas como água e vinho, não vão se misturar. Quem está olhando o curto prazo, precisa ter visão de curto prazo”, diz Raphael.

Ele explica que o trader está preocupado com movimentos intraday. “Assim, ele vai operar mais vezes. É uma pessoa de adaptabilidade, de pensamento rápido, que consegue fazer contas rápidas, e sabe sair de uma situação que não está muito boa”, explica.

Já o investidor de longo prazo, é muito mais paciente, tem visão de no mínimo 12, 18 meses.  “Quando o papel cai é oportunidade para ele comprar mais e trazer o preço médio pra baixo”, explicam os especialistas da Money Week.

Desta forma, segundo Kleber, o trader usa análise gráfica e outras ferramentas de valor para sua tomada de decisão, enquanto o investidor observa os múltiplos das empresas.

Controle emocional faz parte da estratégia

Para evitar cair nas armadilhas de quem opera com day trade, Raphael dá a dica: estratégia e tática são 15% do trader, enquanto que os outros 85% são a cabeça, o emocional.

Ou seja, o controle emocional é uma das partes fundamentais de todo trader.

No fundo o trader tem ele mesmo como maior adversário. Você é o seu maior adversário. É preciso entender os seus limites, entender a capacidade que você tem de se colocar naquela posição e aguentar”, explica Raphael, ao lembrar que é preciso também ter uma dose de ganância na veia.

Dicas para operar daytrade

No curso da Money Week, Raphael e Kleber deram dicas de como operar com day trade.

Eles lembraram que perfeição em investimentos de renda variável não existe. E que é importante operar com uma estratégia bem definida e segui-la à risca.

Raphael ressalta que o trader deve ser disciplina, deve saber ganhar e também perder. Você pode se permitir errar, mas você tem que ou corrigir rápido ou saber que você está errado rápido”, aconselha Raphael. “O excesso de confiança pode te levar por água abaixo”, alerta ele.

Os especialistas fazem uma analogia do trader com o futebol, onde também são necessárias tática e estratégia para ganhar.

A estratégia é fazer gol, mas de que forma você vai fazer gol no adversário? Qual esquema tático você vai montar? O treinador, que é a cabeça pensante, é você investidor”, compara Kleber.

Ele diz que um dos problemas mais comuns do trader é entrar em uma operação sem saber quando sair. “Qual é o melhor prejuízo? O melhor prejuízo é sempre o primeiro. Se você não sabe o tamanho do gain (o quanto ganhou), jamais vai saber o tamanho do loss (o quanto perdeu)”, avalia Kleber.

O sócio da EQI lembrou ainda na Money Week que não é por que você está operando daytrade que precisa necessariamente operar todos os dias. O trader monitora o mercado diariamente para tomar a decisão de quando vai efetivamente entrar e operar.

Money Week: minicurso com Kleber Falchetti e Raphael Figueiredo

Raphael Figueredo e Kleber Falchetti na Money Week

Erros dos traders

O sócio da Eleven Financial lembra que é importante o trader saber diferenciar o movimento que ele faz no mercado por ser uma tática operacional em relação àquela que se faz para te salvar.

Não tem nada de errado o trader fazer o preço médio desde que as movimentações sejam táticas”, explica ele. “Se tiver ganhando 20, 30, 40, onde vou encerrar? E se cair? Onde vou encerrar no prejuízo? São perguntar que quem é trader tem que saber antes de montar a posição”, aconselha Raphael.

Outro erro comum de quem se diz um trader, explica ele, é montar a operação sem qualquer movimento tático. Ou seja, toma decisões sem estratégicas por achar que a coisa ia bem e ficar a mercê dos movimentos do mercado.

99,9% dos casos para quem opera desta maneira vai ficar ou no zero a zero ou vai perder na Bolsa. Isso não dá certo. Você entra num sistema randômico de preços, com ruídos do mercado, que é praticamente impossível ganhar dinheiro nessas situações. Nunca use o preço médio para tentar salvar uma operação que você começou sem tática”, disse Raphael na Money Week.

Ganhar e perder

Os especialistas também desmistificaram a ideia de que o trader é aquele que só ganha. Pelo contrário.

Existem táticas e modelos de operação que você só precisa acertar 3 vezes em 10 operações. 90% das pessoas que estão começando conhecem a análise técnica para tomar conhecimento de que tipo de estratégia podem ser colocadas no dia a dia. Mas você pode usar médias móveis, indicadores de volume, de volatilidade. Cada indicador vai ter uma função específica”, explica Raphael.

Kleber aconselha que as pessoas separem previamente o dinheiro que será opera para day trade assim como fazem com as contas da casa, por exemplo. Assim, essa é uma forma de se expor menos ao risco de perder tudo.

A partir do momento que você faz isso você está se dando liberdade até mesmo para errar. O trader de sucesso é aquele que tem muito bem desenhado na cabeça dele o alvo e o dinheiro separado para que ele possa trabalhar”, diz o sócio da EQI.

Por fim, Kleber dá a última dica: “O mercado não vai para onde a gente quer, ele vai pra onde tem que ir”.

Veja o que está rolando na Money Week:

Entenda como é possível ganhar na renda fixa!

Felipe Massa revela o lado investidor disciplinado e conservador.

Gestores revelam como se protegem de perdas na Bolsa de Valores.

Quer saber sobre como investir e as melhores aplicações? Preencha o formulário abaixo!