Radar traz Telefônica (VIVT4), Santander (SANB11), CSN (CSNA3) e Assaí (ASAI3)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Radar Corporativo desta quarta-feira (28) destaca os resultados positivos da temporada de balanços.

A Telefônica (VIVT4) registrou um aumento de 20,9% no lucro do segundo trimestre de 2021, acumulando R$ 1,35 bilhão no trimestre.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

O Assaí (ASAI3) teve lucro líquido de R$ 305 milhões, com alta de 62% sobre o mesmo período de 2020.

Já a Companhia Siderúrgica Nacional – CSN (CSNA3) registrou um lucro líquido de R$ 5,5 bilhões no primeiro trimestre de 2021. Também anunciou que pagará R$ 1,75 bilhão em dividendos aos acionistas a partir do dia 10 de agosto.

O Santander (SANB11) teve lucro líquido de R$ 4,171 milhões, maior patamar histórico do banco, ante R$ 2,102 milhões do segundo trimestre de 2020, com aumento de 98,4%.

A Vamos (VAMO3) registrou lucro líquido de R$ 100 milhões no segundo trimestre, uma alta de 154,8% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

A Weg (WEGE3) testa uma rede de conexão 5G própria, antes mesmo da tecnologia estar disponível no Brasil.

Enquanto isso, a Cemig (CMIG4) assinou com a Cobra Energia a compra de 100% das ações da Sete Lagoas Transmissora de Energia.

Já o Banco Santander (SANB11) e a Weg (WEGE3) aprovaram a distribuição de proventos.

A Camil (CAML3) anunciou que adquiriu negócios de produção e processamento de arroz da Agroindustrias Dajahu.

Por fim, a CM Hospitalar (Viveo) informou que está avaliando a possibilidade de realizar IPO.

Veja a cobertura completa do Radar Corporativo:

Cias abertas

Weg (WEGE3) testa conexão de rede 5G própria

A Weg (WEGE3) testa uma rede de conexão 5G própria, antes mesmo da tecnologia estar disponível no Brasil. Segundo informação do Estadão, vem fazendo os testes em uma rede privativa, em Jaraguá do Sul (SC), criada em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Oi (OIBR3) precifica notes no mercado internacional

A Oi (OIBR3) informou que nesta terça-feira (27) foi precificada oferta no mercado internacional de notes units, compreendidas por sênior notes a serem emitidas pela sua controlada direta Oi Móvel S.A.

A Emissora espera que a emissão das Notes seja concluída até o dia 30 de julho de 2021.

As notes serão emitidas no mercado internacional no valor de US$ 880milhões, terão vencimento em30 de julho de 2026 e farão jus a juros remuneratórios semestrais de 8.750% ao ano.

Os recursos serão utilizados para o pagamento das debêntures da 1ª emissão da Oi Móvel, com vencimento em janeiro de 2022 e valor principal de R$ 2,5 bilhões e o restante para fins corporativos gerais.

Camil (CAML3) adquire Agroindustrias Dajahu

A Camil (CAML3) anunciou que sua controlada Camilatam Ecuador adquiriu os ativos, direitos, marcas e contratos relacionados aos negócios de produção e processamento de arroz da Agroindustrias Dajahu e a totalidade das ações de emissão da companhia Transportes Ronaljavhu no Equador.

O valor da operação é de US$ 36,5 milhões, equivalente a aproximadamente R$ 189,0 milhões, o qual está sujeito a ajuste na data de fechamento da operação.

A conclusão da operação está sujeita a condições usuais a este tipo de operação.

Balanços

CSN (CSNA3): lucro líquido salta 1.136% no 2TRI21

A Companhia Siderúrgica Nacional – CSN (CSNA3) registrou um lucro líquido de R$ 5,5 bilhões no primeiro trimestre de 2021, crescendo 1.136% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando esse número foi de R$ 446 milhões.

O crescimento do lucro da CSN foi impulsionado, principalmente, pelo crescimento da receita líquida, que totalizou R$ 15,3 bilhões, alta de 147% na comparação com o trimestre de junho de 2020.

Santander (SANB11): lucro líquido cresce 98% no 2TRI21

O lucro líquido gerencial do Santander (SANB11) ficou em R$ 4,171 bilhões no segundo trimestre de 2021 (2TRI21). Ou seja, 98,4% acima dos R$ 2,102 bilhões do 2TRI20.

Telefônica (VIVT3) lucra 20,9% a mais no balanço do 2TRI21

A Telefônica (VIVT3) registrou um aumento de 20,9% no lucro do segundo trimestre de 2021, acumulando R$ 1,35 bilhão no trimestre.

Segundo a companhia, a alta se deu em função do crescimento da receita e do melhor desempenho operacional no período.

No semestre, o lucro líquido foi de R$ 2,28 bilhões, alta de 0,9% sobre a base anual.

Assai (ASAI3) lucra 62% a mais no balanço do 2TRI21

A Assai (ASAI3) registrou um lucro líquido de R$ 305 milhões no balanço do segundo trimestre de 2022.

Os números representam uma alta de 62% sobre o mesmo período de 2020, com lucro de R$ 188 milhões.

Carrefour (CRFB3) vê lucro líquido cair 16,8% no 2TRI21

Grupo Carrefour Brasil (CRFB3) lucrou de forma líquida e ajustada R$ 592 milhões no segundo trimestre de 2021, com queda de 16,8% na comparação com o mesmo período de 2020, quando R$ 712 milhões foram faturados.

A queda do lucro se deu mesmo com as vendas consolidadas crescendo 10,7% na base anual, chegando a R$ 19,5 bilhões.

“O desempenho se deu em meio a um ambiente volátil, com a pandemia da covid-19 impactando o segundo trimestre de 2021 com restrições variando em cada região do país, inflação alta (de 15,3% no setor de alimentação em domicílio em 12 meses) e uma base comparável difícil”, explicou a companhia no documento publicado após o fechamento do pregão desta terça-feira (27).

Vamos (VAMO3) lucra 154,8% a mais no balanço no 2TRI21

A Vamos (VAMO3) registrou lucro líquido R$ 100 milhões no segundo trimestre de 2021 (2TRI21). Os números refletem uma alta de 154,8% sobre o mesmo período do ano passado, com lucro líquido de R$ 39,3 milhões.

Balanços Estrangeiros

Apple (AAPL34) vê lucro crescer 30% no 2TRI20

A Apple (AAPL34) lucrou no segundo trimestre quase 30% a mais do que o que era projetado pelo mercado. Os ganhos por ação foram de US$ 1,30, contra US$ 1,01 do consenso de Wall Street. 

As vendas da Apple aumentaram 36% na base anual, com destaque para as vendas do iPhone, que foram 50% maiores do que no período de abril a junho de 2020. Com isso, a receita cresceu 36% – ficando em US$ 81,41 bilhões, ante US$ 73,30 do consenso. 

Google (GOGL34), apresenta receita 62% maior no 2TRI21, em relação a um ano

A Alphabet, controladora do Google (GOGL34), divulgou o balanço referente ao segundo trimestre de 2021 (2TRI21), com um lucro por ação de US$ 27,26, acima dos US$ 19,34 esperados pelo mercado. No 1T21, o lucro por ação foi de US$ 26,29. Há um ano, foi de US$ 10,13.

A empresa decola também na receita, que saiu de US$ 55,314 bilhões no 1T21 para US$ 61,880 bilhões no 2T21, acima dos US$ 56,160 bilhões esperados pelos analistas. É um aumento de 62% com relação aos US$ 38,297 bilhões do mesmo período em 2020.

Microsoft (MSFT34) supera expectativa e registra alta de 21% nas receitas

A Microsoft (MSFT34) divulgou nesta terça-feira (27) que teve alta de 21% nas receitas quando comparado ao trimestre anterior. Assim sendo, a companhia acumulou no 2TRI21 US$ 46,15 bilhões enquanto analistas esperavam US$ 44,24 bilhões.

O segmento de Nuvem Inteligente da Microsoft, que inclui a nuvem pública do Azure, o Windows Server, o SQL Server e o GitHub, produziu US$ 17,38 bilhões em receita, alta de 30% na base anual.

Proventos

CSN (CSNA3) paga R$ 1,7 bilhão em dividendos

A CSN (CSNA3) pagará R$ 1,75 bilhão em dividendos aos acionistas a partir do dia 10 de agosto. Esse pagamento será feito com base nos lucros apurados em 30 de junho.

Santander (SANB11) paga JCP; Weg (WEGE3) distribui dividendos

O Santander (SANB3 SANB4 SANB11) aprovou nesta terça-feira (27) a distribuição de Juros sobre o Capital Próprio (JCP), no montante bruto de R$ 3,400 bilhões. Após Imposto de Renda, o valor líquido passa a ser de R$ 2,890 bilhões.

O valor líquido por ação ordinária (SANB3) é de R$ 0,36893819697; o valor líquido por preferencial (SANB4), de R$ 0,40583201667;e o por unit (SANB11), R$ 0,77477021364.

Farão jus aos JCP os acionistas da base acionária no final do dia 4 de agosto de 2021. Dessa forma, a partir do dia seguinte, 5 de agosto de 2021, as ações serão negociadas “Ex-Juros Sobre Capital Próprio”.

Santander tem novo presidente do Conselho

O Santander também informou hoje que Sérgio Rial assumirá a presidência do Conselho de Administração, a partir de 1º de janeiro de 2022 e, assim, deixará sua posição de Diretor Presidente da companhia em 31 de dezembro de 2021.

Rial permanece no Conselho do Grupo Santander na Espanha, e mantém sua posição de chairman no Brasil.

O atual presidente do Conselho de Administração, Álvaro de Souza, deixa o cargo e permanece como membro independente do Conselho do Grupo Santander na Espanha.

Na dança das cadeiras, o futuro Diretor Presidente, que sucede Rial, será o atual Vice-Presidente da área de empresas, Mario Roberto Opice Leão. Ele assume a Presidência Executiva também no primeiro dia de 2022. Adicionalmente, Leão será indicado para uma vaga no Conselho de Administração.

Weg (WEGE3) aprova pagamento de dividendos intermediários

O Conselho de Administração da Weg (WEGE3) aprovou pagamento de dividendos intermediários no valor total de aproximadamente R$ 663,691 milhões.

Tal montante corresponde a R$ 0,158175000 por ação, aos titulares de ações em 30 de julho de 2021. De 2 de agosto de 2021 em diante, as ações serão negociadas “ex-dividendos intermediários”.

Emissões e dívidas

2W Energia: controlada emite R$ 475 milhões

A 2W Energia informou que sua controlada Anemus Wind Holding concluiu a liquidação da sua 1ª  emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, com esforços restritos, no valor de R$ 475 milhões.

Suzano (SUZB3) conclui resgate de notes

A Suzano (SUZB3) concluiu o resgate da totalidade das 5,250% Notes de sua emissão, com vencimento em 2024. O valor total da operação ficou em US$ 352,793 milhões.

“Com a conclusão do Resgate das Notes 2024”, informa a empresa, “a Suzano segue aprimorando o cronograma de amortização de sua dívida a custo competitivo, em linha com sua estratégia de liability management, tendo utilizado como fonte de recursos para as operações a emissão do Sustainability-linked bond“.

BR Properties (BRPR3) fecha acordo com a BMX no valor de R$ 28 milhões

A BR Properties (BRPR3) celebrou acordo com BMX para a aquisição de três edifícios comerciais destinados à ocupação de varejo (restaurantes e outros serviços), que compõem o Complexo Parque da Cidade, localizado na capital paulista.

A aquisição tem área bruta locável (ABL) de 2.286 metros quadrados, ao preço total de R$ 28 milhões.

A conclusão da aquisição está sujeita a superação de determinadas condições resolutivas, ressalta a BR Properties.

Mudança acionária

Schulz (SHUL4) tem alteração acionária

A Real Investor Gestão de Recursos informou que em 20/07/2021 a soma das ações detidas pelo conjunto de fundos de investimentos sob sua gestão representava 4.959.160 ações, equivalentes a 4,85% do total das ações preferenciais (SHUL4) emitidas pela Schulz.

Livetech da Bahia (LVTC3) informa que FIP Plus atingiu 10% do capital da empresa

A Livetech da Bahia (LVTC3) comunicou que recebeu correspondência do Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Plus comunicando que adquiriu a quantidade de 6.465.000ações ordinárias de emissão da Companhia, correspondentes a 10,071% das ações representativas do capital social da companhia.

Aquisições

BR Properties (BRPR3) adquire edifícios comerciais por R$ 28 milhões

A BR Properties (BRPR3) acertou com a BMX Realizações Imobiliárias a compra de três edifícios comerciais destinados ao varejo por R$ 28 milhões. A aquisição contempla uma área locável de 2.286 metros quadrados e os prédios compõem o Complexo Parque da Cidade, em São Paulo (SP).

Cemig (CMIG4) compra Sete Lagoas Transmissora por R$ 41,3 milhões

A Cemig (CMIG4) assinou com a Cobra Energia a compra de 100% das ações da Sete Lagoas Transmissora de Energia. O valor da aquisição é de R$ 41,3 milhões. A companhia tem sob sua responsabilidade a construção do Lote H, arrematado em leilão de transmissão de 2014. Este consiste na construção de uma subestação, cujo contrato de concessão tem vigência até 2041.

IPO

Viveo volta a avaliar a possibilidade de realizar um IPO no Brasil

A CM Hospitalar, ou Viveo, informou hoje que está avaliando a possibilidade de realizar uma oferta pública de distribuição primária e secundária de ações, com esforços restritos de colocação no Brasil.

A empresa ressalta que “a potencial oferta restrita está sujeita, entre outros fatores, à obtenção das aprovações necessárias, incluindo as respectivas aprovações societárias, às condições favoráveis dos mercado de capitais brasileiro e internacional, às condições políticas e macroeconômicas favoráveis, ao interesse de investidores, dentre outros fatores alheios à vontade da companhia”.

Portanto, ainda não há qualquer definição sobre a efetiva realização da oferta, o volume a ser captado, o preço por ação e seus demais termos e condições.

Estude e compare seus investimentos em FIIs

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado