Apple (AAPL34) vê lucro crescer 30% no 2TRI20

José Azevedo
Jornalista especializado em economia.
1

Crédito: Pexels/Pixabay

A Apple (AAPL34) lucrou no segundo trimestre quase 30% a mais do que o que era projetado pelo mercado. Os ganhos por ação foram de US$ 1,30, contra US$ 1,01 do consenso de Wall Street. 

As vendas da Apple aumentaram 36% na base anual, com destaque para as vendas do iPhone, que foram 50% maiores do que no período de abril a junho de 2020. Com isso, a receita cresceu 36% – ficando em US$ 81,41 bilhões, ante US$ 73,30 do consenso. 

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Principais números da Apple

Lucro por ação

  • Resultado: US$ 1,30
  • Estimado: US$ 1,01

Receita líquida

  • Resultado: US$ 81,41 bilhões
  • Estimado: US$ 73,30 bilhões

Receita de serviços também chama atenção

Fora o iPhone, a receita de serviços (que inclui, por exemplo, Apple TV e iTunes), também chamou atenção, crescendo 33%, ficando em US$ 17,48 bilhões. O número de assinantes dos serviços da big tech está, agora, em 700 milhões, aumento de 150 milhões em um ano.

Entre as regiões destaques, as vendas na América do Norte cresceram 33%. China, Taiwan e Hong Kong viram o número de produtos vendidos avançarem 57%.

A margem bruta da Apple ficou em 43,3%, ante 41,9% esperado pelo consenso.

Ao contrário de várias outras companhias, a Apple, no segundo trimestre de 2020, não teve um desempenho ruim. Com muitas pessoas passando a trabalhar em casa, os produtos e serviços da companhia, pelo contrário, tiveram desempenho recorde no trimestre de junho do ano passado. 

A Apple está crescendo, então, mesmo na comparação com uma base forte. E o crescimento poderia ser melhor, se a escassez de chips não tivesse afetado alguns produtos da companhia – Mac e iPad, principalmente, foram produzidos em menor número. Apesar disso, Tim Cook, CEO, afirmou acreditar que a companhia conseguiu reverter bem o problema.

Apple anuncia dividendos

Além de divulgar seu balanço, a Apple também declarou o pagamento de dividendos, de US$ 0,22 por ação. Foram US$ 29 bilhões de retorno aos acionistas no período. 

Apesar dos bons números, a ação da companhia cai cerca de 2,41% na negociação pós-fechamento.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3