Petrobras (PETR4): venda de participação na BR (BRDT3) será mantida

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Rerprodução / Flickr

A Petrobras (PETR4) informou que a venda da integralidade de sua participação remanescente de 37,5% no capital social da BR Distribuidora (BRDT3) será mantida e realizada por meio de uma oferta pública secundária de ações (follow-on).

Diz a Petrobras: “O Conselho de Administração da companhia aprovou, em comunicado ao mercado no dia 26 de agosto de 2020, a operação. Não é correta a informação de que a venda será realizada por meio de leilão.”

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Petrobras (PETR4) conclui venda da NTS por R$ 1,8 bilhão

A nota da estatal se refere a notícias divulgadas na mídia sobre um suposto leilão que teria sido aprovado sob a gestão do novo presidente da companhia, Joaquim Silva e Luna. O montante a ser arrecadado com a oferta pública dependerá do resultado da precificação da transação.

Petrobras (PETR4) conclui emissão de US$ 1,5 bilhão em títulos globais

“A oferta está sujeita às condições de mercado, à aprovação dos órgãos internos da Petrobras, notadamente quanto ao preço, e à análise da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e demais órgãos reguladores e autorreguladores, nos termos da legislação aplicável”, acrescenta a Petrobras.

A Petrobras havia anunciado em 26 de agosto sobre a proposta de venda da integralidade de sua fatia na BR Distribuidora (BRDT3), mencionando a operação com follow-on.

Segundo a BR Distribuidora, “o momento do lançamento da referida oferta será definido posteriormente”.

História

A BR foi criada em 12 de novembro de 1971.

O objetivo era “exercer a atividade de distribuição de derivados de petróleo e álcool carburante, em caráter competitivo e em igualdade de condições com as demais empresas distribuidoras em funcionamento no Brasil”.

Ações de petroleiras: os desafios de investir no setor sob riscos e lucros

Na época, a rede de postos contava com 840 unidades.

A empresa tem vários símbolos, como os lubrificantes Lubrax e a bomba de combustível em “T”.

As marcas da Petrobras e da BR se fundiram em 1994, com a adoção do símbolo BR por todas as empresas do Sistema Petrobras.

A abertura de capital aconteceu em 2017. O IPO foi de 28,75% das ações.

Por fim, em 2019, por meio da oferta pública subsequente de ações (Follow on), a BR tornou-se efetivamente uma empresa privada com capital pulverizado na B3 (B3SA3).

 

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.