Petrobras (PETR4) conclui venda da NTS por R$ 1,8 bilhão

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Rerprodução / Flickr

A Petrobras (PETR4) informou nesta quarta (28) que o Conselho de Administração aprovou a venda de sua participação remanescente de 10% na Nova Transportadora do Sudeste (NTS) para a Nova Infraestrutura Gasodutos Participações.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

A empresa é formada pelo Nova Infraestrutura Fundo de Investimentos em Participações Multiestratégia (FIP), fundo gerido pela Brookfield Brasil Asset Management Investimentos, e pela a Itaúsa (ITSA4), atuais acionistas controladores.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

Petrobras (PETR4) tem queda de 5% na produção de petróleo, gás e LGN no 1TRI

Segundo a Petrobras, a assinatura do contrato de compra e venda e a conclusão da operação ocorrerão, de forma simultânea, nos próximos dias.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

O valor da transação é de R$ 1,8 bilhão.

Acrescenta a Petrobras: “Considerando o desconto de dividendos, juros sobre capital próprio e restituição por meio de redução de capital recebidos pela companhia ao longo do ano de 2020 e de 2021 e os demais ajustes previstos no contrato em função da data-base, estima-se que a entrada de caixa seja de R$ 1,5 bilhão, a serem quitados integralmente na data de assinatura e conclusão da operação.”

A operação, prossegue a estatal em comunicado ao mercado, está alinhada com o Termo de Compromisso de Cessação (TCC) assinado com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), em julho de 2019, para promoção de concorrência no setor de gás natural no Brasil.

Petrobras (PETR4) confirma pagamento de R$ 10,272 bi em dividendos

A empresa lembra ainda que a operação está ajustada com a estratégia e a otimização do portfólio, além da melhora de alocação do capital da companhia, “visando a geração de valor para os nossos acionistas”.

Sobre a NTS

A NTS é uma companhia que atua no setor de transporte de gás natural, detendo atualmente autorizações de longo prazo para operar e administrar um sistema de gasodutos de cerca de 2 mil km e com capacidade para transportar 158,2 MMm³/d de gás natural.

Os gasodutos da NTS ficam nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo (responsáveis por 50% do consumo de gás natural no Brasil) e se conectam ao gasoduto Brasil-Bolívia, à rede de transporte da TAG, ao terminal de regaseificação de GNL da Baía de Guanabara e às plantas de processamento de gás natural produzido na Bacia de Campos e no pré-sal da Bacia de Santos.

Atualmente, os outros sócios da NTS são o FIP, fundo de investimentos gerido pela Brookfield Brasil Asset Management Investimentos Ltda., com 82,35% de participação acionária, e a Itaúsa com 7,65%.

Petrobras: interesse nos excedentes de Atapu e Sépia

A Petrobras (PETR4) informou que manifestou hoje ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) o interesse no direito de preferência na Segunda Rodada de Licitações dos Volumes Excedentes da Cessão Onerosa no regime de Partilha de Produção.

A Diretoria Executiva da companhia aprovou a manifestação de interesse no direito de preferência nas áreas de Atapu e Sépia, com percentual de 30%.

Os valores correspondentes aos bônus de assinatura a serem pagos, caso haja confirmação dos percentuais de participação pelo CNPE, serão de R$ 1,2 bi para Atapu e R$ 2,14 bilhões para Sépia.

A manifestação do interesse está em linha com o Plano Estratégico da companhia, com foco na concentração dos seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, diz a petroleira.

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.