VALE3 e MGLU3 puxam recomendações para novembro

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Vale/Agência Brasil

A preocupação com o cenário fiscal no Brasil, as eleições presidenciais nos EUA e a segunda onda de contágio de Covid-19 pesaram nas carteiras recomendadas de analistas para o mês de novembro. Esse período também terá influência da temporada de balanços, com as divulgações do terceiro trimestre já em curso.

As incertezas devem continuar afetando a valorização dos ativos na bolsa brasileira. Isso já aconteceu em outubro, quando o Ibovespa registrou queda pela terceira vez no ano. No mês passado, o índice caiu 0,69%, contra queda de 29,90% no terceiro mês do ano.

Considerando esse cenário, as carteiras recomendadas pelos analistas para novembro são puxadas pela Vale (VALE3) e Magazine Luiza (MGLU3), cada uma com 8 menções. Em seguida, aparece a Petrobras (PETR4), com 6 recomendações.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Para fazer esse levantamento, compilamos as recomendações de ações de 15 casas de investimentos.

Outros papéis que também tiveram menções relevantes foram B3 (B3SA3), Gerdau (GGBR4) e Locaweb (LWSA3).

Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) tem aparecido mês após mês no topo do ranking de recomendações dos analistas. Nesse sentido, o câmbio tem jogado a favor da empresa, além da demanda chinesa aquecida. O preço do minério continua acima de US$ 100, o que também beneficia companhia brasileira que é uma das três maiores mineradoras do mundo.

A ativa afirma que sobram motivos para contestar o alto desconto pelo qual o Ebitda de 2021 é negociado (3,8x), na comaparação com seus pares. Essa relação é de 6,1x na Rio Tinto  e de 6,4x na BHP.

De acordo com a Ativa, a retomada do pagamento de juros sobre capital próprio (JCP), em agosto, e de dividendos em setembro é mais um forte indicativo da saúde da empresa.

Para Mirae, o resultado da Vale no terceiro trimestre superou as expectativas.

O faturamento do trimestre atingiu R$ 58 bilhões, alta de 43% sobre o segundo trimestre.

Enquanto o Ebitda da Vale foi de R$ 33 bilhões, aumento de 81% sobre o trimestre anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, a alta é de 79%. Esse resultado também superou as projeções do mercado.

Magazine Luiza (MGLU3)

Em relatório, a Mirae Asset escreveu que a base de clientes no e-commerce da Magazine Luiza continua surpreendendo positivamente.

Além disso, o resultado operacional ficou acima da expectativa.

A Mirae acredita que Magazine Luiza terá um cenário favorável nos próximos meses, com melhora de margens e de resultado. Entre os fatores que explicam esse otimismo com a empresa estão:

  • A abertura das lojas físicas
  • Forte crescimento no e-commerce
  • Aumento significativo na base de clientes
  • Expectativa de um cenário de recuperação gradual da economia, com cenário de juros e de inflação baixos

O BTG compartilha da mesma visão da Mirae.

De acordo com o BTG, a varejista está bem posicionada para continuar crescendo acima do mercado.

Por fim, a Mirae espera que a Magazine Luiza continue estudando novas aquisições e inaugurando novas lojas ao longo dos próximos meses.

Petrobras (PETR4)

De acordo com a Ativa, apesar de o resultado do terceiro trimestre ter vindo abaixo das expectativas, os números apontam um prognóstico mais animador para a companhia no médio prazo.

Os analistas veem um ganho de performance com a condições mercadológicas mais favoráveis neste segundo semestre.  Isso porque a petroleira mostrou resiliência operacional e disciplina financeira para suportar a queda da demanda e a fraqueza do preço do petróleo nos últimos meses.

O BTG também ressalta a resiliência da Petrobras. Segundo o banco, mesmo sob um ‘novo normal’ para os preços do petróleo, a empresa sustentou resultados e manteve uma produção de primeira linha.

Embora o BTG permaneça conservador sobre o ritmo de recuperação no preço do petróleo, o foco da estatal em projetos de alto retorno na área do pré-sal significa que deve ser capaz de reduzir o breakeven do petróleo abaixo de US$ 30. Isso abre caminho para lucros sustentáveis.

Quer saber como investir no mercado de ações? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para lhe ajudar