Trocar banco por corretora vale a pena?

As pessoas que têm o hábito de investir o seu dinheiro estão sempre em busca das melhores oportunidades que esse mercado pode oferecer.

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Crédito: Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By koldunov

Entre menores taxas e maiores rendimentos, bancos e corretoras de investimentos travam uma verdadeira batalha para oferecer os melhores produtos e serviços de modo a atrair a maior quantidade de clientes possível.

Quem já possui o hábito de investir nos grandes bancos do varejo pode se sentir um pouco desconfortável quando o assunto é a troca da instituição financeira que cuidará de seu patrimônio.

Mesmo que as corretoras de investimentos apresentem produtos e serviços melhores e mais rentáveis que os bancos, muitos se perguntam: trocar banco por corretora vale a pena?

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By koldunov

Para responder a essa pergunta é preciso fazer uma análise mais profunda acerca das vantagens e desvantagens que envolvem essa mudança e é isso que explicaremos ao longo deste artigo. Confira!

Por que as pessoas investem em bancos?

No geral, os bancos são a primeira opção de muitos investidores por conta de um fator primordial: a comodidade.

Se você já recebe o seu salário, paga suas contas e realiza os mais diversos tipos de transações por meio de uma instituição bancária em que possui relacionamento é comum que, ao começar a investir, você queira se manter na mesma instituição.

Essa comodidade de não precisar se preocupar com transferências ou mesmo memorizar uma série de senhas e códigos de acesso é o que faz a maior parte das pessoas continuar investindo nos seus bancos de relacionamento.

No entanto, toda essa comodidade pode ter um custo: o baixo retorno das aplicações. Isso porque, no geral, as carteiras de investimentos oferecidas pelos gerentes dos bancos são bastante específicas e restritas, o que pode não atender a todas as necessidades dos mais diferentes perfis de investidores.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel

Sendo assim, é possível que você esteja investindo em um produto que não é o mais adequado ou mesmo que não irá fazer o seu dinheiro render com todo o potencial possível de se alcançar.

Por que devo considerar investir em uma corretora?

Diferente dos bancos, as corretoras de investimentos são instituições especificamente voltadas ao público investidor e, por isso, contam com uma maior variedade de produtos.

Além disso, nas corretoras você pode contar com a ajuda de um assessor de investimentos, que é um profissional qualificado para atuar nesse mercado e acostumado a lidar com os diferentes perfis de investidor.

A maior diversificação de produtos permite que você encontre melhores opções para fazer o seu dinheiro render.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By arthurhidden

É seguro investir em uma corretora?

No quesito segurança, tanto as corretoras de investimentos quanto os grandes bancos ocupam um patamar bastante semelhante.

Isso porque o sistema financeiro do Brasil conta com uma série de regulações que protegem o dinheiro das pessoas dos riscos que envolvem as instituições financeiras.

Outro ponto que vale a pena destacar é que as corretoras de investimentos funcionam basicamente como distribuidoras de produtos, ou seja, uma espécie de canal pelo qual você tem acesso aos mais diversos tipos de investimentos.

Nesse sentido, como cada tipo de aplicação financeira possui as suas regras próprias de segurança, isso acaba garantindo uma maior tranquilidade, visto que qualquer problema envolvendo a corretora não impactará diretamente os seus investimentos.

É melhor investir em banco ou corretora?

Como você pode observar até agora, a principal diferença entre os bancos e as corretoras independentes está na oferta de aplicações financeiras, principalmente porque as corretoras têm acesso a uma gama maior de aplicações oferecidas pelos bancos e gestoras de investimentos.

Por outro lado, por contarem com um número maior de clientes, os grandes bancos não precisam fazer muito esforço para atrair novos investidores. Isso porque a comodidade, em regra, faz com que essas pessoas não busquem por outras opções para investir.

Mas o que isso significa na prática?

No geral, enquanto as corretoras de investimentos precisam chamar a atenção das pessoas para atrair novos clientes, os bancos já possuem uma imensa carteira de clientes, o que torna mais fácil para eles encontrar pessoas interessadas em investir.

Por conta disso, as corretoras de investimentos precisam se esforçar mais para oferecer aplicações cuja remuneração seja mais atrativa e que contem com taxas menores.

Já os bancos, por sua vez, não costumam se esforçar para oferecer rendimentos tão vantajosos ou mesmo para reduzir as suas taxas, pois contam com o comodismo das pessoas a seu favor.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By liufuyu

Vantagens de se investir em uma corretora

Migrar para uma corretora de investimentos pode ser a melhor escolha para quem deseja ver o seu dinheiro render cada vez mais. Isso porque há uma vasta gama de vantagens em fazer essa troca, dentre as quais podemos citar: diversificação, menores taxas, facilidade e o aprendizado.

Como as corretoras possuem acesso a várias aplicações de renda fixa e renda variável, nelas é possível montar uma carteira mais diversificada com aplicações voltadas para a realização de planos de curto, médio e longo prazo.

Além disso, os assessores de investimentos podem ser bastante úteis no momento em que você monta a sua carteira. Isso porque oferecem uma consultoria especializada e voltada para o seu perfil como investidor. Ou seja, com essa ajuda será mais fácil atingir os seus objetivos.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By halfpoint

Outra característica importante das corretoras envolvem as taxas que são cobradas dos investidores.

Por se tratar de um seguimento muito concorrido, as corretoras precisam oferecer os melhores produtos para os seus clientes a taxas competitivas.

Isso porque as pessoas que normalmente investem por meio de corretoras estão sempre em busca de rendimentos melhores e as taxas influenciam diretamente nesse ponto.

Pensando nisso, algumas corretoras chegam a isentar seus clientes de taxas em alguns tipos de investimentos.

Algo que faz com que a maioria das pessoas ainda invistam nos bancos é a facilidade, pois basta uma rápida conversa com o gerente para iniciar uma nova aplicação financeira. No entanto, as corretoras de investimentos não ficam para trás no quesito facilidade.

As corretoras normalmente disponibilizam uma plataforma simples e intuitiva em que você pode acompanhar o rendimento de todas as suas aplicações. Além disso, o sistema permite que você controle as suas aplicações, compre e venda ativos com poucos cliques, seja por meio de um computador, celular ou tablet.

A segurança dessas plataformas também é algo que você deve considerar no momento de escolher uma corretora, portanto, o ideal é que você sempre verifique se a corretora disponibiliza um ambiente seguro em que você possa fazer essas transações.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By garloon

Por fim, dentre as vantagens de se investir em corretoras, outro ponto que pode ser destacado é o aprendizado que você obtém ao fazer essa escolha.

Diferentemente dos bancos, em que você precisa apenas dar um “ok” para aplicar o seu dinheiro, nas corretoras você realmente aprende a lidar com o dinheiro, isso com a ajuda dos assessores de investimentos ou por meio das plataformas de estudos que são oferecidas pelas corretoras.

Assim, ao aprender a lidar com o seu dinheiro, fica muito mais fácil escolher as melhores opções de investimentos e garantir melhores rendimentos no futuro.

[yotuwp type=”videos” id=”tZerPJGU8P4″ ]

Quais são as taxas cobradas pelas corretoras?

Uma das principais dúvidas das pessoas que desejam migrar para as corretoras envolve as taxas que são cobradas por elas.

Como o objetivo das corretoras é sempre atrair o maior número de pessoas, isso significa que precisarão oferecer taxas competitivas e melhores rendimentos das aplicações, pois, caso contrário, as pessoas não irão terão interesse em fazer essa migração.

A XP Investimentos, por exemplo, adota uma política de taxas muito interessante para o investidor, pois grande parte das aplicações oferecidas pela corretora contam com taxa zero.

Nesse sentido, se você deseja investir por meio da XP Investimentos em produtos de renda fixa como CDB, LCI, LCA, CRI, CRA, Tesouro Direto, entre outros, não terá que se preocupar com taxas, pois todos são isentos de custos para o investidor.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By stevanovicigor

Vale lembrar que alguns produtos estão sujeitos a cobranças que ocorrem independentemente da instituição financeira que os administra. É o caso, por exemplo, do Tesouro Direito, pois possui uma taxa de custódia de 0,25% ao ano que é cobrada pela B3 (antiga BM&F Bovespa).

Na XP os fundos de investimentos também contam com taxa zero, contudo, os próprios fundos podem cobrar uma taxa de administração e/ou uma taxa de performance. Portanto, o ideal é que você procure conhecer o regulamento de cada fundo antes de investir.

Como eu faço a migração para uma corretora?

Migrar para uma corretora é simples, pois todo o procedimento pode ser feito sem que você precise sair de casa.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By BrianAJackson

O primeiro passo é escolher a sua corretora de investimentos e, para isso, você deve levar em consideração quais são os produtos oferecidos por ela, a rentabilidade dessas aplicações e as taxas que são cobradas.

Veja: Como abrir uma conta na XP Investimentos