Guedes diz que há “sinais por toda a parte” sobre retomada da economia

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Wikimedia

O anúncio do Cage sobre a criação de mais de 260 mil novas vagas de emprego no País em janeiro animou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Depois da divulgação dos números oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Guedes deu sua opinião sobre o assunto.

“Há sinais por toda parte de que a economia brasileira está de novo decolando”, afirmou o ministro.

O chefe da pasta econômica citou ainda outros números positivos de janeiro, como o IBC-Br, que veio acima do esperado, e a arrecadação de tributos federais, que, segundo o ministro, deverá ser recorde.

Para seguir retomando o cenário pré-pandemia, Guedes admitiu a necessidade de acelerar o ritmo de vacinação.

De acordo com o ministro, apenas desta forma os “invisíveis”, parte da população mais vulnerável, terão segurança.

“Vamos vacinar em massa para garantir o retorno seguro ao trabalho”, afirmou.

Caged que animou Guedes foi melhor do que o previsto

Os números que tanto animaram Paulo Guedes ficaram bem acima do que esperavam os analistas do time Macro Research, do BTG Pactual. A projeção deles era para a criação de cerca de 150 mil novos postos.

O melhor resultado entre as 24 unidades da Federação que registraram resultado positivo foi em São Paulo, com a abertura de 75.023 novos postos de trabalho. Alagoas, por sua vez, ficou na outra extremidade, fechando 198 vagas formais em janeiro.

A abertura líquida de 260.353 vagas de trabalho com carteira assinada em janeiro no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi puxada pelo desempenho da indústria geral no mês, com a criação de 90.431 postos formais, seguida pelos serviços, que recuperaram 83.686 vagas.

“O resultado mostra que o país continuou com a recuperação econômica após o pico de casos de covid de 2020, que fechou parte das atividades econômicas no país”, avaliou o Ministério da Economia.

Previsão para fevereiro é menos otimista

O time da Macro Research, do BTG Pactual, concordou com a análise da pasta chefiada por Paulo Guedes sobre o cenário de recuperação apresentado em janeiro pelos dados do Caged, mas fez um alerta.

De acordo com os especialistas, “com as novas medidas de restrição de mobilidade social, a tendência é que os números de fevereiro não repitam o bom resultado, principalmente no setor de serviços”.

Os dados divulgados nesta terça informaram ainda que em janeiro foram criados 3.083 novos postos de trabalho intermitente.

Esse tipo de vaga diz respeito à modalidade criada pela reforma trabalhista, que permite jornadas de trabalho em dias alternados ou por horas determinadas.