C&A (CEAB3) reverte prejuízo e lucra R$ 69,2 milhões no balanço do 2TRI21

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Foto: C&A Brasil (CEAB3): gestora mantém recomendação e preço-alvo em R$ 15

A C&A (CEAB3) registrou lucro líquido de R$ 69,2 milhões no balanço do segundo trimestre (2TRI21), revertendo o prejuízo de R$ 192,1 milhões na comparação anual.

No entanto, no acumulado semestral a varejista passou de um prejuízo de R$ 247,4 milhões no primeiro semestre de 2020 para um prejuízo de R$ 69,3 milhões um ano depois.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O resultado financeiro líquido totalizou uma receita líquida de R$ 18,6 milhões no 2TRI21 ante despesa líquida de R$ 41,2 milhões no 2TRI20.

C&A (CEAB3): principais números do balanço do 2TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 2TRI21: R$ 69,2 milhões
  • Prejuízo 2TRI20: R$ 192,1 milhões

Ebitda 

  • Ebitda 2TRI21: R$ 223,7 milhões
  • Ebitda 2TRI20: – R$ 97,1 milhões

Receita líquida

  • Receita 2TRI21: R$ 1,17 bilhão
  • Receita 2TRI20: R$ 294,5 milhões

Receita é quatro vezes maior

No balanço do 2TRI21, a C&A (CEAB3) registrou uma receita líquida de R$ 1,17 bilhões, alta de 300% sobre a base anual.

A companhia destacou que no 2TRI20 todas as lojas foram fechadas em função da pandemia, o que ocasionou impacto relevante sobre as vendas.

No acumulado semestral, a receita líquida alcançou R$ 1,95 bilhão, expansão anual de 53,5%.

Ebitda 

O Ebitda da companhia atingiu R$ 223,7 milhões no 2TRI21 ante um Ebitda negativo de R$ 114,9 milhões de um ano antes.

A margem Ebitda atingiu 19%, 58 p.p. superior ao apurado no 2TRI20.

A C&A (CEAB3) encerrou o trimestre com dívida bruta de R$ 1,35 bilhão e dívida líquida de R$ 470,4 milhões.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

Confira os principais destaques do balanço da C&A (CEAB3)