Fundos imobiliários: confira os FIIs recomendados para dezembro

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Foto: Reprodução

As recomendações de Fundos Imobiliários (FIIs) das principais casas de investimento para dezembro são puxadas pelos fundos BTG Pactual Corp Office (BRCR11), BTG Pactual Logística (BTLG11) e Alpha Fundo de Fundos (RBRF11).

Os fundos apareceram em carteiras recomendadas de Mirae, Nova Futura, Guide, BTG, Ativa, BB Investimentos e Necton Investimentos.

Em novembro, os fundos imobiliários CSHG Real (HGRE11) e o CSHG Logística (HGLG11) estavam entre os mais recomendados para o mês.

Invista em suas Escolhas. Conheça os Melhores Investimentos 2021.

Indústria de Fundos Imobiliários

O principal índice de Fundos Imobiliários, IFIX, iniciou o mês de novembro em alta, acompanhando o Ibovespa, com notícias a respeito do desenvolvimento de vacinas e do desfecho das eleições norte-americanas. A partir do dia 10 passou a andar de lado, encerrando o mês com valorização de 1,51%.

De acordo com a Mirae Asset, o setor imobiliário começou a mostrar recuperação no segundo trimestre de 2019, com a retomada de lançamentos residenciais em todo o país.

Em paralelo, as obras voltadas para o segmento residencial aceleraram desde o final do ano passado em decorrência da queda da taxa de juros e a maior demanda por financiamento imobiliário pela população.

Para o setor de lajes corporativas a Mirae não descarta um aumento de vacância ainda no curto prazo, com o aumento do modelo de home office sendo praticado e o impacto da crise em alguns inquilinos, agravado pela forte alta do IGPM neste ano. Por conta deste fator, a casa de análise não recomenda investimentos em ativos desse segmento.

No entanto, a Mirae segue otimista com o segmento de galpões de logística, fundos de fundos e espera recuperação nas vendas dos shoppings, que já vêm aumentando desde julho, com expectativa de crescimento ainda maior no quarto trimestre de 2020.

“Com as recentes quedas na taxa Selic, o dividend-yield dos fundos deverá continuar superior e até mesmo aumentando seu ganho em relação à taxa Selic, escreveu a Mirae.

BTG Pactual Corp Office (BRCR11)

O fundo BTG Pactual Corporate Office tem como objetivo obter ganhos pela aquisição e exploração comercial de edifícios comerciais.

A Guide Investimentos acredita que os ativos do BRCR11 são ideais para se estar posicionado no segmento de lajes corporativas, com dois terços de seus ativos classificados como AAA. Historicamente, esses imóveis apresentam características mais defensivas em momentos de crise.

“Desde o início da pandemia, o fundo tem provado sua resiliência, porém, ainda negocia a um desconto grande em termos de valor patrimonial, havendo potencial significativo para valorização da cota”, escreveu a Guide.

O fundo possui 13 ativos, com receita concentrada quase que exclusivamente nas regiões corporativas mais dominantes de São Paulo. Os ativos têm uma boa diversificação de inquilinos, tendo maior exposição ao setor financeiro e automobilístico.

Alpha Multiestratégia Real Estate (RBRF11)

O fundo Alpha foca em FIIs de imóveis prontos com potencial de valorização, bem como em FIIs mais sensíveis às oscilações de curto prazo do quadro macro econômico.

O fundo também investe em CRIs, dívidas imobiliárias com garantias e recebíveis no setor.

No mês passado, o fundo divulgou a expectativa de manter os dividendos de R$ 0,75/cota até dezembro de 2020.

Em termos de alocação do portfolio, o fundo encerrou outubro com 100% dos recursos alocados em FII ou CRI, tendo o setor corporativo como a maior posição no Alpha.

BTG Pactual Logística (BTLG11)

O BTLG11 é um fundo logístico, que possui 6 imóveis alugados para 6 empresas diferentes. São elas: Koch (8%), Supermarket (19%), Itambé (15%), Magna (12%), Ceratti (19%) e Femsa (27%).

Segundo a Guide, o segmento logístico tem apresentado o perfil mais defensivo entre os segmentos imobiliários. “Acreditamos nos fundamentos do setor e gostamos da resiliência que tem apresentado”, reforça.

A Guide enxerga o BTLG11 como o melhor nome para se estar posicionado, visto seu amplo pipeline de aquisições. “Grande parte dos contratos são atípicos de longo prazo e apresenta qualidade nos locatários. Além da diversificação de setores da indústria”, explica a Ativa Investimentos.

O BTG afirmou que sua recomendação de compra do BTLG11 é pautada nos seguintes pilares: portfólio diversificado em diversas regiões; carteira de locatários pulverizada; grande exposição a contratos atípicos; e boa liquidez.

Confira as carteiras recomendadas para dezembro

Mirae

XPML11, HGLG11, BTLG11, RBRF11 e BCFF11.

Nova Futura

HFOF11, VISC11, BRCR11 e HGRE11.

Guide Investimentos

BRCR11, BTLG11, HGCR11, HGRE11, OUFF11, RBIV11, RBRR11, TRXF11, VISC11 e XPLG11.

Ativa Investimentos

RBED11, IBFF11, VGIP11, BTLG11, HGRU11, HGRE11, TGAR11, RMAI11, JSER11, RECR11, TRXF11 e RBRP11.

Necton carteira de renda 

MCCI11, VGIP11, RBRF11 e PLCR11.

Necton carteira ganho de capital

BRCR11, JSRE11, PVBI11 e VILG11.

BTG Pactual

XPML11, HSML11, RBRR11, BTCR11, KNCR11, CPTS11, XPLG11, BTLG11, RBRP11, KNRI11, BRCR11 e RCRB11.

BB Investimentos

MFII11, HFOF11, RBRF11, HGRU11, VILG11, XPLG11, BCRI11 e RECR11.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.