Radar FII: TRNT11 comunica inadimplência de locatárias; MAXR11 realiza despejo de imóvel

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Unsplash

O BTG Pactual, administrador do FII Torre Norte (TRNT11), comunicou que o Fundo ainda não recebeu de algumas de suas locatárias o pagamento do aluguel, referente à competência de abril/2021.

Além disso, o Fundo comunicou que após tratativas e negociações para regularização do pagamento dos aluguéis, recebeu os valores de locatárias inadimplentes referente a competência de março/2021.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Portanto, considerando o impacto conjunto da inadimplência e da adimplência, a distribuição de rendimentos foi impactada positivamente em, aproximadamente, R$ 0,08 por cota.

FII Max Retail (MAXR11) realiza a diligência de despejo de imóvel

O BTG Pactual, na qualidade de administrador do FII Max Retail (MAXR11), comunicou que ao realizar a diligência de despejo do imóvel ocupado pela locatária Cursos Preparatórios Exatas, constatou-se que o mesmo foi abandonado, não havendo prejuízo da entrega do Imóvel.

O BTG informou ainda que o recurso de apelação do Curso Exatas não foi admitido e transitou em julgado recentemente.

Com esta saída, a vacância do imóvel passa a ser de 11,20%.

Por fim, o BTG declarou que cobrará da locatária os referidos valores em aberto e, após o recebimento, os mesmos serão distribuídos aos cotistas do Fundo.

FII RB Capital Renda I (FIIP11B) concede isenção do aluguel à C&A

O FII RB Capital Renda I (FIIP11B) informou que, devido à continuidade das medidas de isolamento social impostas no Estado de São Paulo no mês de Abril, o Fundo concederá a isenção do aluguel à C&A referente ao período de 01 de Abril a 17 de Abril.

Sem descontos e isenções, o contrato representa 10,7% da receita imobiliária total do Fundo.

FII Atrio Reit Recebíveis Imobiliários (ARRI11) abre 2ª emissão de cotas

A Oliveira Trust, administradora do FII Atrio Reit Recebíveis Imobiliários (ARRI11), comunicou a abertura da 2ª emissão de cotas, que pretende captar até R$ 63 milhões.

A nova emissão será de até 653.121 cotas, podendo a quantidade de novas cotas ser reduzida em virtude da distribuição parcial, ou aumentada em razão da emissão das cotas adicionais.

O preço de aquisição por cota da 2ª emissão foi definido em R$ 99,59, já considerado o custo unitário.

A administradora informou que o início do período para exercício do direito de preferência (tanto na B3 quanto no escriturador) é de 20 de maio, com encerramento em 01 de junho, na B3.

Os recursos a serem captados no âmbito da Oferta serão destinados à aquisição dos ativos alvo, observada a política de investimento do Fundo.

A Oferta Pública, com esforços restritos, é destinada exclusivamente aos investidores profissionais.

IFIX

O IFIX fechou o pregão de quinta-feira (13) em queda de 0,12%, aos 2827,60 pontos.

No acumulado de maio o IFIX registra queda de 1,17%, no ano cai 1,22%.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.