FII: IFIX recua 0,12% pressionado por SPTW11 e RCRB11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Em mais um dia de queda, o IFIX fechou a sessão desta quinta (13) em baixa de 0,12%, aos 2827,60 pontos.

Na mínima do dia, o índice bateu em 2825,40 pontos, enquanto a máxima foi de 2834,12 pontos.

No acumulado de maio o IFIX registra queda de 1,17%, no ano cai 1,22%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 242,32 milhões.

Descubra novos caminhos para multiplicar seu patrimônio. Aprenda hoje a investir R$ 300 mil com os melhores desempenhos.

Destaques do dia

As maiores altas do IFIX foram em: XP Corporate Macaé (XPCM11), Bradesco Carteira Imobiliária Ativa (BCIA11), Santander Renda de Aluguéis (SARE11), JS Real Estate Multigestão (JSRE11), XP Selection (XPSF11).

Na contramão, as maiores quedas foram em: SP Downtown (SPTW11), Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11), REC Renda imobiliária (RECT11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), Valora CRI Índice de Preço (VGIP11).

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
XPCM11R$ 40,441,07%
BCIA11R$ 100,700,93%
SARE11R$ 100,350,87%
JSRE11R$ 89,850,67%
XPSF11R$ 97,770,66%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SPTW11R$ 53,30-2,00%
RCRB11R$ 143,50-1,93%
RECT11R$ 72,20-1,77%
HGFF11R$ 85,99-1,67%
VGIP11R$ 104,51-1,44%

Confira as últimas notícias sobre FII

FII Hedge Recebíveis Imobiliários (HREC11)

A Hedge Investments, administradora do FII Hedge Recebíveis Imobiliários (HREC11), comunicou a abertura da 3ª emissão de cotas que pretende captar até R$ 149 milhões.

A nova emissão será de até 1,5 milhão de cotas, podendo a quantidade de cotas ofertadas ser aumentada em até 500 mil.

O preço de aquisição por cota da 3ª emissão foi definido em R$ 98,65.

A administradora informou que o início do período para exercício do direito de preferência (tanto na B3 quanto no escriturador) é de 17 de maio, com encerramento em 27 de maio, na B3.

Vale destacar que a Oferta Restrita é destinada exclusivamente aos cotistas do Fundo.

FII CSHG Logística (HGLG11)

O Credit Suisse, na qualidade de administrador do FII CSHG Logística (HGLG11), comunicou que o Fundo firmou dois contratos para aquisição de ativos.

Dessa forma, o Fundo desembolsou o valor total de R$ 167,69 milhões na aquisição da totalidade das ações de uma sociedade de propósito específico (SPE) detentora de um ativo logístico multiusuário.

O imóvel é objeto de contratos de locação celebrados com empresas de grande e médio porte, localizado em Ribeirão Preto/SP.

Além disso, o Fundo adquiriu outro ativo pelo valor de R$ 109,26 milhões detentor de um ativo logístico multiusuário, com área bruta locável de aproximadamente 48.000 m².

O referido imóvel está localizado na cidade de Duque de Caxias, estado do Rio de Janeiro.