PicPay vai utilizar Inteligência Artificial para captar mais clientes

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / Site PicPay

A PicPay, fintech controlada pelo Banco Original, do Grupo J&F, planeja utilizar Inteligência Artificial (IA) como forma de atrair novos clientes. A ideia é que a ferramenta faça o número de clientes saltar quase dez vezes, de 14 milhões para 100 milhões.

Isaac Ben-Akiva, doutor pela Universidade de Toronto e ex-diretor de aprendizado de máquina do banco britânico Barclays, será o chefe da empreitada, que espera reunir 50 cientistas de dados até o fim do ano.

“A aplicação que teremos de IA não será conservadora. O grande objetivo é entender o cliente. Se você consegue uma boa representação, você tem a possibilidade de criar modelos preditivos mais fortes e precisos. Isso possibilita entender características psicossociais e trazer para a economia comportamental”, disse ao Estadão.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

Com os algoritmos trabalhando de forma efetiva é possível customizar os produtos financeiros e fazer com que a PicPay consiga um share maior de mercado.

Pontapé inicial da PicPay

“O PicPay tem um elemento social, que permite o cadastro de amigos e, com ele, movimentações financeiras. Com isso, é possível fazer correlações que permitem oferecer produtos”, explica o presidente Gueitiro Genso da fintech, também para o Estadão.

O pontapé inicial da IA do PicPay será no primeiro semestre de 2020. Será uma modalidade nova do chamado cashback, termo que designa o retorno de parte do pagamento ao cliente. Ele se adequará a necessidade real de quem terá o benefício.

“Não adianta, por exemplo, dar um cashback em bilhetes de metrô para quem não usa transporte público’, diz Genso.

Com informações do Portal UAI e do Estadão.

LEIA MAIS
Fintechs levantaram US$ 34 bilhões de aportes em 2019

Banco Central cria núcleo de aceleração para a criação de fintechs