NotreDame (GNDI3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 27,9 milhões no 1TRI21

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Crédito: NotreDame /Divulgação

A NotreDame (GNDI3) registrou prejuízo líquido de R$ 27,9 milhões no balanço do primeiro trimestre de 2021 (1TRI21), revertendo lucro do mesmo período do ano passado.

O número de beneficiários cresceu 7,9% no primeiro trimestre de 2021, atingindo 6,6 milhões de vidas.

O ticket médio mensal de planos de saúde passou de R$ 223,7 no primeiro trimestre do ano passado para R$ 234,8 no 1TRI21, uma variação de 5,0%,

NotreDame (GNDI3): principais números do balanço do 1TRI21

Lucro líquido

Prejuízo 1TRI21: R$ 27,9 milhões
Lucro 1TRI20: R$ 160,4 milhões

Ebitda

  • Ebitda 1TRI21: R$ 189,3 milhões
  • Ebitda 1TRI20: R$ 400,8 milhões

Receita

  • Receita 1TRI21: R$ 2,903 bilhões
  • Receita 1TRI20: R$ 2,559 bilhões

Ebitda

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 189,3 milhões no balanço do 1TRI21, redução de 52,8% na comparação ano a ano.

Conforme a NotreDame (GNDI3), o resultado foi beneficiado pelo crescimento da linha de negócio de planos de saúde e planos odontológicos.

Enquanto isso, a margem Ebitda ajustada foi de 6,5%, baixa de 9,1 p.p. em relação ao mesmo período de 2020.

Receita cresce 13,4%

A receita líquida atingiu R$ 2,903 bilhões no período, uma elevação de 13,4% na comparação anual.

O lucro bruto da NotreDame (GNDI3) caiu 23,9% no balanço do 1TRI21, atingindo R$ 572,6 milhões.

Investimentos

A NotreDame (GNDI3) investiu R$ 514 milhões no balanço do 1TRI21. Os aportes foram direcionados para aquisições, reformas, melhorias e adequações da rede própria.

Dívida

A dívida líquida da NotreDame (GNDI3) encerrou março em R$ 423 milhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida ajustada/Ebitda ajustado, ficou em 0,8 vez no final de março de 2021. Um ano antes era de 0,1 vez.

Confira os destaques do balanço da NotreDame (GNDI3):