JP Morgan (JPMC34), Goldman Sachs (GSGI34) e Wells Fargo (WFCO34) têm resultados acima do esperado

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Goldman Sachs

O JP Morgan (JPMC34), Goldman Sachs (GSGI34) e Wells Fargo (WFCO34) puxaram a fila de balanços de Nova York e surpreenderam positivamente o mercado.

As ações americanas subiram para níveis recordes nesta quarta-feira, com os investidores digerindo o primeiro lote de fortes lucros corporativos.

As três instituições financeiras reportaram resultados acima do consenso de mercado, com grande destaque para o Goldman Sachs.

O Goldman Sachs reportou lucro líquido de US$ 6,84 bilhões no primeiro trimestre, equivalente a US$ 18,60 por ação, bem acima das expectativas

O lucro líquido esperado era de US$ 10,22 por ação.

A registra receita do Goldman Sachs foi de US$ 17,7 bilhões no primeiro trimestre, ante projeção de US$ 12,56 bilhões.

As ações do Goldman Sachs disparam 3,7% após o banco superar as expectativas dos analistas com lucro líquido recorde no primeiro trimestre e receitas com o forte desempenho das unidades de negociação de ações e banco de investimento da empresa.

JP Morgan (JPMC34)

O JP Morgan registrou lucro de US$ 14,3 bilhões no primeiro trimestre de 2021, ou US$ 4,50 por ação. A previsão era de US$ 3,09 por ação.

Já receita totalizou US$ 32,3 bilhões no primeiro trimestre, ante projeção de US$ 30,49 bilhões.

O lucro inclui US$ 5,2 bilhões em reversão de provisões; provisões atuais, de US$ 26 bilhões, são prudentes, diz banco.

A liberação de US $ 5,2 bilhões em reservas pelo JPMorgan é o maior sinal de que o setor bancário dos EUA agora espera ter menos perdas com empréstimos do que no ano passado, quando reservou dezenas de bilhões para inadimplências previstas na pandemia do coronavírus. Um ano atrás, a empresa havia adicionado US $ 6,8 bilhões às reservas de crédito.

Os papéis do JP Morgan recuam 1,11%.

Wells Fargo

A Wells Fargo teve lucro líquido de US$ 4,7 bilhões no primeiro trimestre, ou US$ 1,05 por ação.

A projeção do lucro era de US$ 0,71 por ação. Ou seja, o resultado da Wells Fargo também veio acima do consenso de mercado

A Wells Fargo registrou receita de US$ 18,06 bilhões no primeiro trimestre, antes consenso de US$ 17,52 bilhões.

Os resultados do Wells Fargo foram ajudados por um benefício líquido de US $ 1,05 bilhão das liberações de reservas. Os bancos aumentaram suas reservas para perdas de crédito no ano passado, quando a pandemia levou a economia dos EUA a uma recessão aguda, mas as empresas financeiras começaram a liberar essas reservas conforme a recuperação toma forma.

Com isso, a ação da empresa sobe 3,35%.