Gol (GOLL4) aumenta capital; GPA (PCAR3) aprova dividendos

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Gol

A Gol (GOLL4) anunciou nesta quarta (28) que está iniciando um aumento de capital de até aproximadamente R$ 512 milhões, liderada pelos acionistas controladores, os irmãos Constantino.

Os acionistas controladores da Gol informaram ao Conselho de Administração da Companhia que pretendem subscrever até aproximadamente R$ 270 milhões em novas ações da companhia, representativas de seu valor pro rata, a um preço por ação preferencial (GOLL4) de R$ 24,19.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

O valor, diz a Gol, se baseia em o preço do fechamento desta quarta e representa um prêmio de 9,13% sobre o preço médio ponderado pelo volume de 30 dias das ações preferenciais da companhia.

BTG (BPAC11) reitera recomendação de compra para GOL (GOLL4) após prévia operacional

Constantino de Oliveira Junior, presidente do Conselho de Administração da Gol afirmou: “Temos toda a confiança na recuperação do mercado de transporte aéreo e na liderança da empresa no Brasil. Por isso estamos investindo no futuro da companhia.”

Costantino acrescenta: “Antes da pandemia, a Gol já era a companhia aérea mais competitiva, de menor custo e financeiramente mais sólida da América do Sul. À medida que a Gol se prepara para a recuperação pós-pandemia, esse aumento de capital fornecerá recursos para a próxima fase de crescimento, com maior penetração nos mercados existentes, assim como novas oportunidades de expansão.”

O anúncio do um aumento de capital de até R$ 512milhões é o primeiro passo neste processo, diz ele.

Em linha com essa visão para o futuro da Gol, prossegue o comunicado da empresa, o aumento de capital contribuirá para a criação de valor tanto mediante o suporte à gestão credit-accretive de passivos (liability management) quanto à aquisição “earnings-accretive”de aeronaves.

Segundo a Gol, desde a fundação da aérea em 2000, os irmãos Constantino fizeram investimentos de mais de US$ 250 milhões em capital na empresa em momentos críticos de seu crescimento.

“A administração acredita que o aumento de capital é uma demonstração da confiança inequívoca dos acionistas controladores nas perspectivas da companhia e seu compromisso de longo prazo com o sucesso da Gol”.

Gestão operacional e financeira

O aumento de capital é um “acréscimo às melhores práticas de gestão operacional e financeira da Gol, ao seu Programa de Financiamento Garantido e às obrigações existentes de dívidas não garantidas no mercado de capitais”.

O comunicado pontua ainda: “Quando combinada com a eventual consolidação bem-sucedida da Smiles (SMLS3), o negócio de fidelidade da empresa, a Gol terá implementado um plano de capitalização que permitirá à companhia aérea navegar com sucesso através da pandemia.”

Desde o início da pandemia, a Gol diz que manteve de forma consistente seus níveis médios de liquidez em aproximadamente R$ 2,0 bilhão.

Além disso, afirma ter reduzido seu endividamento em aproximadamente R$ 4 bilhões, evitou renegociações não favoráveis de contratos com parceiros, canibalização de receitas e lucratividade futuras e captações em condições não atraentes.

A aérea lembra que-“priorizou a manutenção e o crescimento de seu CASK, líder de mercado, PRASK de qualidade e equilíbrio financeiro, com custos unitários que são os mais baixos em seus mercados e um prêmio PRASK sobre os concorrentes;-utilizou estrategicamente ativos não onerados para financiar a gestão credit-accretive de passivos;-e preservou seus ativos circulantes não monetários e opções de financiamento, e minimizou seu passivo circulante.”

Gol: notes

Em dezembro de 2020, a administração criou o programa, com base em mais de US$ 800 milhões de garantias, levantando um valor inicial de US$ 200 milhões de 8,0% de Senior Secured Notes com vencimento em 2026.

Como parte da estratégia de capitalização planejada, a companhia afirma que usará oportunamente o Programa para levantar capital adicional de longo prazo.

“O programa dá à Gol a flexibilidade de levantar Senior Secured Notes e/ou Senior Exchangeable Secured Notes de até US$ 330 milhões adicionais na garantia existente subjacente ao Programa”, lembra o comunicado.

“Além disso, a Gol tem flexibilidade para adicionar garantias adicionais, o que aumentaria ainda mais o montante de capital adicional que poderia levantar no âmbito do Programa.”

Em março de 2021, a Gol finalizou as aprovações dos acionistas para a aquisição da participação minoritária na Smiles.

“Os benefícios desta transação são múltiplos, incluindo maior RASK, fluxo de caixa e flexibilidade financeira, e a transação deve ser concluída na segunda quinzena de junho. O fechamento da transação Smiles também fornecerá uma fonte adicional de garantias que poderão ser adicionadas ao Programa”, adiciona.

GPA (PCAR3) aprova dividendos e JCP de R$ 583,65 mi

A Companhia Brasileira de Distribuição, GPA (PCAR3), informou que, em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, foi aprovada a distribuição de dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP) no montante total de R$ 583,65 milhões, referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2020.

A distribuição será feita dessa forma, conforme explica a GPA:

  • o valor de R$ 127,56 milhões, correspondentes a R$ 0,475788964 por ação, será pago a título de dividendos;
  • o valor bruto de R$ 456,08 milhões, correspondente a R$ 1,701093954 por ação, será pago como JCP. Desse montante, será deduzido o montante relativo ao Imposto de Renda Retido na Fonte, com exceção dos acionistas imunes e/ou isentos.

Para os detentores de ações do GPA negociadas na B3 (B3SA3) o pagamento será efetuado em 15 de junho de 2021, com base na posição acionária de 05 de maio de 2021 (inclusive).

Já para os detentores de American Depositary Receipts (ADR) negociados na New York Stock Exchange (NYSE), o pagamento será efetuado em 22 de junho de 2021 por meio do JPMorgan Chase Bank, banco depositário dos ADRs.

Terão direito ao pagamento os titulares de ADR à data-base de 7 de maio de 2021 (inclusive).

As ações de emissão do GPA serão negociadas ex-juros na B3 e na NYSE a partir de 06 de maio de 2021.

 

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo