Fintech: o que é e quais as suas vantagens?

Carla Carvalho
Graduada em Ciências Contábeis pela UFRGS, pós-graduada em Finanças pela UNISINOS/RS. Experiência de 17 anos no mercado financeiro, produtora de conteúdo de finanças e economia.
1

Crédito: Pixabay

Há poucas décadas, era impossível imaginar serviços bancários sem uma rede de agências e que pudessem ser feitos por meio de um celular, não é mesmo? Esse é o universo da fintech, que veio para revolucionar o sistema financeiro tradicional.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

E as inovações não param por aí. Autonomia para reduzir ou aumentar o limite do cartão de crédito, ou realizar transações pelo celular a qualquer dia e horário também fazem parte desse novo mundo de facilidades tecnológicas.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

O termo já não é mais desconhecido, mas será que você sabe realmente o que é uma fintech? Continue a leitura, e saiba mais sobre o assunto!

O que é uma fintech?

Mesmo sem saber de fato o que representam, muitas pessoas já utilizam fintechs no dia a dia. O termo surgiu da combinação de duas palavras em inglês: financial (financeiro) e technology (tecnologia).

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Na prática, o verdadeiro significado do que é uma fintech vai muito além de tecnologia financeira. Fintech é uma startup que trabalha para inovar e otimizar serviços do setor financeiro em diversas áreas.

Uma fintech oferece serviços como conta digital, cartões de crédito e débito, investimentos, crédito, e pagamentos, por exemplo. Nesse sentido, a maioria das fintechs permite que o cliente tenha o controle de todos esses produtos pelo smartphone. Ou seja, tudo o que o cliente precisa pode ser resolvido pela internet, sem que haja a necessidade de ir a uma agência física.

Características de uma fintech

Algumas das características básicas das fintechs são as seguintes:

Sofisticação tecnológica

Toda a estrutura de uma fintech está baseada no desenvolvimento tecnológico. Como vimos, as contas digitais permitem que todas as transações sejam executadas tanto por smartphones quanto por desktops. Isso elimina as tradicionais filas, o manuseio de dinheiro e toda a burocracia que conhecemos do sistema bancário tradicional.

Inovação

Outro ponto muito importante das fintechs diz respeito à inovação que essas estruturas trazem. Isso porque a tecnologia não é o único fator capaz de romper paradigmas. Para que isso ocorra, deve-se promover uma mudança no pensamento e nos hábitos das pessoas e empresas de forma geral.

Essa mudança de hábitos cria a necessidade de novos serviços e de investimentos em capacitação e treinamento para que possam ser executados. De forma mais ampla, é a isso que se refere a inovação.

Atuação segmentada

Diferentemente dos bancos tradicionais, as fintechs costumam atender a segmentos específicos do mercado.

Uma fintech pode ser especializada em investimentos, criptoativos, crédito ou pagamentos, por exemplo. Há também estruturas que atuam na organização financeira, oferecendo aplicativos para que os usuários consigam listar as suas despesas e fazer o planejamento financeiro doméstico.

Ao atuarem em nichos bem específicos, não significa que os serviços das fintechs sejam limitados. Ao contrário, essa segmentação é pensada justamente para melhor atender à00s necessidades dos usuários, de forma a oferecer algo além dos serviços bancários tradicionais.

Principais benefícios das fintechs

O principal objetivo das fintechs é proporcionar inovação aliada à tecnologia. Por isso, elas conseguem oferecer serviços customizados e mais alinhados às necessidades do mercado.

Além disso, a forma de atuação segmentada faz com que uma parte maior dessas necessidades sejam atendidas, se compararmos aos tradicionais serviços financeiros.

As fintechs também podem ser uma importante forma de impulsionar a economia, Isso porque muitas delas são voltadas ao empreendedorismo, fomentando atividades de pequenos e médios empresários.

Por fim, há que se falar na inclusão financeira que as fintechs proporcionam. Nesse sentido, oferecem acesso a serviços financeiros com custos bem mais baixos do que os praticados pelas instituições financeiras tradicionais.

Quer saber sobre onde aplicar suas economias? Então, preencha o formulário para que um assessor da EQI Investimentos entre em contato!

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.