CSN (CSNA3) anuncia recompra de ações; Magalu (MGLU3) informa aquisição

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / Site CSN

A Companhia Siderúrgica Nacional, CSN (CSNA3) aprovou nesta segunda-feira (21), em reunião do Conselho de Administração, a abertura do Programa de Recompra de Ações de emissão da companhia.

O objetivo é a aquisição, no período de 22 de junho a 21 de dezembro de 2021, de até 24.154.500 ações ordinárias.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

A Recompra colocará as ações adquirida em tesouraria, para posterior alienação ou cancelamento.

Magazine Luiza (MGLU3) compra a Plus Delivery

A Magazine Luiza (MGLU3) informou hoje a aquisição da empresa Plus Delivery, uma das “maiores plataformas de food delivery do país.

Segundo o comunicado ao mercado, a Plus Delivery é “uma plataforma completa especializada no delivery de diversos tipos de comida, recebendo e gerenciando pedidos por meio de um aplicativo rápido, prático e seguro”.

Está presente em mais de 30 cidades, sendo uma das líderes de entrega de comida no estado do Espírito Santo. “A plataforma opera no modelo de unidades próprias e processou, no último mês, aproximadamente 250 mil pedidos, preparados por cerca de 1.500 restaurantes parceiros”.

Em setembro de 2020, a Magazine Luiza (MGLU3) comprou a AiQFome, plataforma de ​food delivery, presente em mais de 350 municípios distribuídos de 21 estados.

“Com uma estratégia de expansão inovadora, a AiQFome cresceu com foco em cidades pequenas e médias no interior”, disse à época o comunicado ao mercado.

Em abril, a Magalu comprou o app Tonolucro e da plataforma GrandChef, para reforçar serviços e operações de entrega de alimentos e supermercados.

“Nove meses após aaquisição pelo Magalu, a AiQFome já está presente em 580 cidades, sobretudo pequenas e médias, com uma operação que atingiu mais de 2,7 milhões de pedidos no último mês, preparados por cerca de 28 mil restaurantes parceiros”, ressalta a empresa. A nova aquisição, lembra o comunicado, “representa mais um importante passo na estratégia da companhia de digitalização do varejo brasileiro”.

Petrobras (PETR3 PETR4) informa sobre arrendamento de Terminal de Regaseificação de GNL

A Petrobras (PETR3 PETR4) informou que foi realizada no último 14 de junho a Sessão Pública presencial para abertura das propostas comerciais dos licitantes interessados no arrendamento do Terminal de Regaseificação de GNL da Bahia (TR-BA) e instalações associadas.

A Excelerate se apresentou, com “todos os relatórios e declarações necessários para aceitação do envelope contendo sua proposta comercial nos termos do Edital”.

“A Comissão de Licitação verificou que se tratava de uma proposta vinculada à inclusão de nova condição rescisória, ainda que a empresa tenha assinado a Declaração Unificada declarando expressamente a aceitação de todos os termos do Edital. Dada a oportunidade de remoção da condição adicional, a empresa manteve seu posicionamento”, explicou a Petrobras.

Assim, a proposta apresentada pela Excelerate foi desclassificada durante a etapa de verificação de sua efetividade.

Agora, a Excelerate possui 5 dias úteis para a apresentação de recurso administrativo, cujo prazo se encerrará em 28 de junho, segunda-feira.

De acordo com a petrolífera, o TR-BA consiste em um píer tipo ilha com todas as facilidades necessárias para atracação e amarração de um navio FSRU (Floating Storage and Regasification Unit) diretamente ao píer e de um navio supridor a contrabordo do FSRU. A transferência de GNL é feita diretamente entre o FSRU e o supridor na configuração side by side. A vazão máxima de regaseificação do TR-BA é de 20 milhões m³/d (@ 1 atm e 20°C). O FSRU não faz parte do processo de arrendamento do TR-BA.

Petz (PETZ3) compra Cansei de Ser Gato

A Petz (PETZ3) celebrou contrato de aquisição do Cansei de Ser Gato (CDSG), “uma das maiores plataformas digitais de conteúdo e produtos exclusivos para gatos no Brasil”.

A plataforma foi fundada em 2013, com conteúdos bem humorados e educativos, além de produtos exclusivos para gatos.

“A entrada do CDSG no ecossistema da Petz, com a permanência das fundadoras na operação, fortalece nosso posicionamento de liderança no setor Pet com uma plataforma especializada em gatos, categoria essa que tem se destacado pelas taxas de crescimento, através da produção de conteúdo e curadoria, além de maior interação com o público em momentos de ‘não compra'”, ressalta a Petz.

O valor da transação não foi informado.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3