O que esperar das ações das empresas de varejo em 2021?

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O ano de 2020 foi do e-commerce, que cresceu de maneira bastante significativa devido à pandemia, com as pessoas ficando em casa para conter a propagação da Covid-19. Já para 2021, a expectativa é que haja um retorno maior às lojas de rua, conforme a vacinação se torne realidade. Neste cenário, a tendência natural seria a de que as ações das empresas de varejo de rua se favorecessem com a circulação de pessoas retornando aos padrões pré-pandemia.

Em sentido contrário, as ações do varejo eletrônico deveriam perder atratividade. No entanto, apontam os analistas, o contexto de 2021 será mais complexo do que isso.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

“Minha visão é de recomendação neutra para negativa para o varejo”, afirma Fernando Siqueira, gestor da Infinity Asset.

Para ele, os investidores precisarão ser bastante seletivos, porque haverá oscilação e algumas empresas, sejam do comércio físico ou do e-commerce, tendem a se beneficiar mais do que outras.

Isso porque, ele explica, existe sim um cenário favorável de vacinação e retomada do crescimento. As estimativas dão conta de Produto Interno Bruto (PIB) próximo de 4%. Mas, por outro lado, existe a retirada do auxílio emergencial do governo, chamado de coronavaucher, que deve frear as vendas.

Vacinação e fim do auxílio emergencial

O auxílio emergencial de R$ 600 mensais (depois reduzidos a R$ 300) para trabalhadores informais impulsionou, junto com o aumento do crédito, o consumo das famílias. E contribuiu para uma retomada da economia no terceiro trimestre.

Com a retirada do coronavaucher, o consumo das famílias deve cair consideravelmente. “Ao longo do ano, se economia e emprego voltarem a crescer, o efeito tende a ser compensado, mas será no mínimo um início de ano bastante difícil”, afirma.

Para que o caminho do crescimento seja retomado, será preciso que o governo realize as reformas econômicas necessárias para equilibrar as contas públicas, atraia investimentos e gere empregos.

“Temos que continuar mantendo o fiscal organizado e realizar uma reforma tributária que ao menos minimize os impostos”, afirma Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos.

A vacinação é outro ponto sensível para as varejistas. O governo brasileiro demorou a apresentar um plano nacional de imunização contra o coronavírus. Enquanto o presidente Jair Bolsonaro diz que não é preciso ter pressa para vacinar a população, estados e municípios têm aval do STF para iniciar o processo desde que os imunizantes tenham sido aprovados por autoridades estrangeiras.

“Vamos nos unir para fazer a vacina chegar e não ser um jogo político”, disse Luiza Trajano, em dezembro, lembrando da necessidade do empresariado ter responsabilidade social. “Nós temos que assumir o Brasil”, afirmou.

Varejo: venda de eletroeletrônicos deve recuar

Outro ponto de atenção, diz Fernando Siqueira, será avaliar o quanto alguns segmentos irão desacelerar em 2021, simplesmente porque já foram muito favorecidos em 2020. Este seria o caso dos eletroeletrônicos, por exemplo.

“Houve uma mudança no padrão de consumo devido à pandemia. Muita gente precisou se ajustar à nova realidade, adquirindo eletroeletrônicos. As vendas neste segmento foram muito expressivas, mas não vão se repetir em 2021”, ele explica, já que são bens duráveis.

A queda nas vendas, portanto, deverá ser uma realidade, já que a base de comparação – 2020 – será muito elevada.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos pode ajudar em sua jornada.