Vale (VALE3): mineradora deve ter um ano bastante positivo pela frente

Ana Paula Schuster
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: https://pixabay.com/pt/photos/po%C3%A7o-minas-buraco-aberto-pedreira-984037/

A Vale (VALE3) está entre as três maiores empresas mineradoras do mundo. Dada sua relevância, seus papéis são negociados nas bolsas de valores de Hong Kong, Nova York e Paris, além da B3, bolsa brasileira. 

A empresa é exportadora, sendo que a China é destino da maior parte de sua produção. Mas a empresa está presente em mais de 20 países.

Conheça, neste artigo, mais sobre a Vale e se vale a pena investir nos seus papéis.

Vale (VALE3): que empresa é essa?

A Vale (VALE3) é uma empresa nacional, tendo sido chamada inicialmente de Companhia Vale do Rio Doce. A mudança para Vale S.A ocorreu em 1997. Ela tem atuação em quatro setores industriais, que são:

  • Logística; 
  • Siderurgia;
  • Mineração;
  • Energia. 

No setor de mineração, a Vale se destaca por ser a maior produtora mundial. Ela produz também níquel, cobre, carvão, ferroligas e manganês. 

O setor de logística da Vale (VALE3) é responsável pela integração da rede que liga ferrovias, portos, navios e minas. Além da estrutura no Brasil, a empresa também atua em outros países como:

  • Moçambique;
  • Omã;
  • Indonésia; 
  • Argentina; 
  • Filipinas.

A área de energia é responsável pelo consumo próprio, que atende cerca de 54% da energia que a empresa necessita. Já o setor siderúrgico produz aços, principalmente os laminados.

Vale (VALE3) no mercado financeiro 

Listada na B3 com o código VALE3, é negociada por ações ordinárias. Além disso, seus ativos têm uma correlação com o índice Ibovespa. 

A empresa é apontada como uma boa pagadora de dividendos para este ano. Em 2021, a Vale deverá pagar cerca de R$ 2,2 bilhões de dividendos ao seus acionistas. Este pagamento poderá ocorrer ainda no mês de março. Cada fração de ação poderá receber o valor de R$ 4,26. 

Desempenho em 2020 da Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) registrou um lucro líquido de US$ 739 milhões no quarto trimestre de 2020, contra prejuízo de US$ 1,562 bilhões no mesmo período de 2019.

O resultado foi afetado negativamente pelo pagamento de US$ 4,73 bilhões relativos a Brumadinho e à doações para combater a pandemia e em US$ 1,2 bilhão por impairment dos ativos de carvão e níquel.

No ano, o lucro líquido somou R$ 4,881 bilhões, ante prejuízo de US$ 1,683 bilhão na comparação com 2019.

A Vale gerou US$ 4,9 bilhões em fluxo de caixa livres das operações no quarto trimestre de 2020.

Conforme a Vale, o resultado foi impulsionado pelo Ebitda proforma ainda mais forte e impactado negativamente por investimentos sazonalmente maiores e aumento do capital de giro.

O resultado financeiro foi negativo em US$ 681 milhões no quarto trimestre do ano passado, redução de 18,9% na comparação com as perdas financeiras do quarto trimestre de 2019.

As despesas operacionais somaram US$ 5,681 milhões, retração de  em relação ao quarto trimestre do ano passado.

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida) ajustado somou US$ 4,240 bilhões no quarto trimestre de 2020. Isso representa um crescimento de 19,9% na comparação ano a ano.

Enquanto isso, a margem Ebitda ajustado foi de 29%, baixa de 6 p.p.

Receita sobe 48,2%

A receita líquida atingiu US$ 14,769 bilhões no período, uma elevação de 48,2% na comparação anual.

O lucro bruto subiu 108,5% no quarto trimestre do ano passado, atingindo US$ 9,036 bilhões.

A margem bruta ficou em 61,2% no trimestre, alta de 17,7 pontos percentuais.

Investimentos

O total de investimentos para o quarto trimestre de 2020 totalizaram US$ 1,444 bilhões, ficando US$ 549 milhões maior que o terceiro trimestre deste ano, explicado por um aumento de US$ 515 milhões em manutenção das operações e US$ 34 milhões em execução de projetos, à medida que a Vale avançava com investimentos em plantas de filtragem, projetos do Sistema Norte 240 e Gelado nos negócios de Minério de Ferro e projetos Salobo III e VBME nos negócios de Metais Básicos.

Em 2021, a Vale espera investir US$ 5,8 bilhões, um aumento de 31% comparado a 2020.

A Vale reduziu projeção de produção de cobre em 2021, de 390 mil toneladas para entre 360 mil e 380 mil.

Dívida

A dívida líquida expandida da Vale encerrou o quarto trimestre em US$ 13,334 bilhões.

Enquanto a alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/ Ebtida ajustado, ficou em 0,8 vez no final de dezembro. Um ano antes a alavancagem era de 1,2 vez.

Índices das ações da Vale3 

As ações da Vale (VALE3) fazem parte de vários índices. Certamente, o mais famoso é o Ibovespa, sendo o principal da bolsa de valores brasileira, a B3. Mas ela também faz parte dos seguintes índices: 

  • IBrx 100;
  • MLCX;
  • IBrx 50;
  • ITAG;
  • IBrA;
  • IMAT;
  • IBXL;
  • IGNM;
  • IBXX;
  • IGCX.

Origem da Vale (VALE3) 

A companhia Vale surgiu no ano de 1942, sendo uma empresa estatal criada pelo então governo de Getúlio Vargas. Ela foi criada para abastecer a indústria bélica, durante a Segunda Guerra, com minério de ferro. 

Com o capital misto a empresa teve a sua criação devido a um decreto de lei, tendo como controle acionário o próprio governo federal.  

A Vale (VALE3) teve sua expansão de forma lenta e gradual. Sua principal função era fornecer a matéria prima para diversas siderúrgicas nacionais. Contudo, a partir dos anos 1960, a companhia começou sua modernização, conquistando então novos mercados. 

Foi criada, em 1962, a empresa de navegação Docenave. Já no ano de 1966, foi inaugurado o Porto de Tubarão. Em 1976, ela alcançava a liderança mundial em exportação de ferro. 

Durante o governo Fernando Henrique Cardoso, em 1997, a empresa foi privatizada. Já no ano de 2007, a empresa mudou seu nome para Vale S.A. Além de ter tornado seu capital aberto. 

Hoje, a companhia opera em 13 estados e também em cinco continentes. E possui mais de 10 mil quilômetros de malha rodoviária, além de ove portos próprios.  

Desempenho da Vale (VALE3) durante a crise 

Queridinha de muitos acionistas, a Vale (VALE3) mostrou-se preparada durante a crise do Covid-19. Mesmo diante de uma queda generalizada das ações pelo mundo, os papéis da companhia continuaram registrando altas. Isto aconteceu porque a mineradora pode continuar suas atividades durante a pandemia. E, com a retomada econômica acelerada da China, exportou muito minério de ferro para este país asiático, que é, por sinal, seu principal cliente.   

Valorização das ações VALE3 

Ao comparar o período de 12 fevereiro de 2020 até 12 de março de 2021, temos uma valorização de 129% das ações da Vale. Ela foi de R$ 42,28 para R$ 97.  

Para diversos especialistas, a ação da Vale pode até mesmo chegar em R$ 130 no terceiro trimestre de 2021, dada a demanda cada vez maior por minério de ferro.