VALE3, VVAR3 e MGLU3 lideram recomendações para outubro

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Vale (VALE3)

A Eu Quero Investir compilou as recomendações de dez casas de investimentos, em quinze carteiras de ações para o mês de outubro, e comprovou que Vale (VALE3), Via Varejo (VVAR3), ambas com sete citações, e Magazine Luiza (MGLU3), com seis, são as ações mais recomendadas para o mês.

Foram analisadas as carteiras da Nova Futura, Santander (incluindo Small Caps), Terra Investimentos, Ativa Investimentos (três carteiras, incluindo ESG, voltada a empresas com preocupações com o meio ambiente), Mirae Asset (incluindo Small Caps), BTG Pactual, Planner, Wisir e BB Investimentos.

Foram recomendadas, no total, 66 ações, com 32 delas recebendo mais de uma citação.

Monitore completamente sua Carteira

Além das três, B3 (B3SA3) e Gerdau (GGBR4) tiveram cinco citações cada e Petrobras (PETR4) e Telefonica (VIVT4), quatro cada.

Vale (VALE3)

O Santander argumenta que “mesmo com a pandemia, a Vale está em boa posição na indústria de minério de ferro”.

E a demanda por minério de ferro de alta qualidade deve se manter elevada no curto prazo.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Isso, segundo o Santander, “em decorrência de medidas de estímulos econômicos adotadas na China, como a priorização de obras de infraestrutura”.

A Ativa Investimentos ainda lembra que “a retomada do pagamento de JCP (juros sobre capital próprio) em agosto e dividendos em setembro é mais um forte indicativo da saúde da empresa”.

Em setembro, a Vale (VALE3) ficou praticamente estável, com queda de 0,96%.

Via Varejo (VVAR3)

A Mirae Asset colocou a Via Varejo (VVAR3) na sua carteira de Small Caps de outubro.

A defesa é que “a empresa vem conseguindo fazer o seu dever de casa”.

Isso significa que está “aumentando as vendas online e melhorando cada vez mais o seu aplicativo”.

A Mirae espera que, assim, a companhia recupere o “espaço perdido no passado para as concorrentes”.

“No cenário de juros e de inflação baixos e melhora do seu canal digital, esperamos números ainda melhores para os próximos trimestres”, argumenta.

A Planner manteve o papel em sua carteira “após um mês de realização de lucro em consequência da forte valorização de suas ações nos últimos meses”.

“A expectativa é de melhora dos resultados da empresa, com o online a todo vapor e também lojas físicas abertas”, diz.

E lembra: “o último resultado reportado mostrou robustez”.

Entretanto, apesar desse quadro, em setembro, o papel encolheu 15,37%.

Magazine Luiza (MGLU3)

A Magazine Luiza (MGLU3) é uma das empresas mais antenadas do ponto de vista das necessidades da sociedade atualmente.

Seu recém-anunciado programa de trainee só para candidatos pretos foi muito bem aceito e repercutiu bem.

Com isso, a Wisir lembra que ela, “há vinte anos, integra a lista das melhores empresas para trabalhar no Brasil”.

O BTG Pactual ainda ressalta “seus esforços no desenvolvimento de uma plataforma de e-commerce com ampla variedade”.

Ou seja, “deve ser um dos vencedores em potencial no setor de e-commerce brasileiro”.

Em setembro, a performance do ativo apresentou uma queda de 4,31%.

Ibovespa e visão para outubro

Para a Mirae, a economia mundial deve seguir sua recuperação. A casa impõe um certo otimismo.

Entretanto, “a evolução não será uniforme para todos os países”.

“Temos que acompanhar a evolução da pandemia, já que há sinais de uma segunda onda em algumas regiões do planeta”, diz.

Por outro lado, a vacina deve estar próxima, segundo a casa.

Com relação ao Brasil, a Mirae espera “que os Executivo e Legislativo se entendam para retomar as reformas estruturais”.

Para seus analistas, o Ibovespa deve mostrar um mês de recuperação.

Já o Santander, acredita que, apesar de um novo ajuste negativo em setembro, “as variações continuam sendo contidas, com o
indicador não muito distante da marca psicológica dos 100 mil pontos”.

Ao final de setembro, o índice recuou 4,80%.

Embora ainda acumule ganhos perto de 30% desde março, mês usado como referência da magnitude da recuperação.

O BB Investimentos acredita que “a tendência é que a volatilidade continuará a permear não apenas o Ibovespa, mas as bolsas pelo mundo”.

“Isto acentua a dificuldade de identificar uma tendência mais clara para o índice doméstico, mas, mesmo assim, se sobressai um viés de baixa no curto prazo”, diz.

A eleição presidencial norte-americana, em 3 de novembro, será monitorada de perto pelos investidores.

É assunto predominante no cenário para os mercados.

O BB lembra que as pesquisas mostram indefinição na preferência do eleitorado.

Todas as carteiras

Aqui você confere as treze carteiras para outubro, das nove casas de investimentos analisadas:

Ativa Strategy

Vale (VALE3), B3 (B3SA3), Gerdau (GGBR4), Petrobras (PETR4), Telefonica (VIVT4), Bradesco (BBDC4), Yduqs (YDUQ3), Itaú Unibanco (ITUB4), BR Distribuidora (BRDT3), Banco do Brasil (BBAS3), Sabesp (SBSP3), Lojas Renner (LREN3), Pão de Açúcar (PCAR3), Sul América (SULA11) e Unidas (LCAM3).

Ativa Valor

Yduqs (YDUQ3), Carrefour (CRFB3), Movida (MOVI3), Usiminas (USIM5) e Lojas Americanas (LAME4).

Ativa ESG

Telefonica (VIVT4), Engie (EGIE3), Itaú Unibanco (ITUB4), Natura (NTCO3) e Movida (MOVI3).

BB Investimentos 5+

Magazine Luiza (MGLU3), Weg (WEGE3), Natura (NTCO3), Duratex (DTEX3) e CSN (CSNA3).

BTG Pactual

Vale (VALE3), Magazine Luiza (MGLU3), B3 (B3SA3), Gerdau (GGBR4), Petrobras (PETR4), Cyrela (CYRE3), Duratex (DTEX3), TIM (TIMP3), Taesa (TAEE11) e Oi (OIBR3).

Eleven Small Caps

Movida (MOVI3), Arezzo (ARZZ3), Trisul (TRIS3), Localweb (LWSA3), Camil Alimentos (CAML3), Irani (RANI3), Log (LOGG3) e Santos Brasil (STBP3).

Mirae

Vale (VALE3), Via Varejo (VVAR3), Magazine Luiza (MGLU3), Gerdau (GGBR4), Marfrig (MRFG3), Randon (RAPT4), Cosan (CSAN3), Klabin (KLBN11), Romi (ROMI3) e Iochpe-Maxion (MYPK3).

Mirae Small Caps

Via Varejo (VVAR3), Magazine Luiza (MGLU3), Marfrig (MRFG3), Banco Inter (BIDI11), Metalúrgica Gerdau (GOAU4), AES Tietê (TIET11), Bradespar (BRAP4), Energias do Brasil (ENBR3), Fleury (FLRY3) e Taesa (TAEE11).

Nova Futura

Vale (VALE3), Via Varejo (VVAR3), Magazine Luiza (MGLU3), Gerdau (GGBR4), B3 (B3SA3), Petrobras (PETR4), Cyrela (CYRE3), Engie (EGIE3), Weg (WEGE3) e Cosan (CSAN3).

Planner

Via Varejo (VVAR3), Telefonica (VIVT4), Engie (EGIE3), Itaú Unibanco (ITUB4), BR Distribuidora (BRDT3), C&A (CEAB3), Trisul (TRIS3), BR Properties (BRPR3), Ecorodovias (ECOR3) e Copasa (CSMG3).

Santander

Vale (VALE3), Via Varejo (VVAR3), Bradesco (BBDC4), Marfrig (MRFG3), Carrefour (CRFB3), Klabin (KLBN11), Totvs (TOTS3), BTG Pactual (BPAC11), B2W (BTOW3) e Petrobras (PETR3).

Santander Small Caps

Yduqs (YUDQ3), Banco Inter (BIDI11), Randon (RAPT4), EzTec (EZTC3), C&A (CEAB3), Arezzo (ARZZ3), Qaulicorp (QUAL3) e São Martinho (SMTO3).

Terra

Vale (VALE3), Via Varejo (VVAR3), Gerdau (GGBR4), B3 (B3SA3), Petrobras (PETR4), Telefonica (VIVT4), Bradesco (BBDC4), EzTec (EZTC3), JBS (JBSS3) e Rumo (RAIL3).

Wisir

Vale (VALE3), Via Varejo (VVAR3), Magazine Luiza (MGLU3), Gerdau (GGBR4), Cyrela (CYRE3), Weg (WEGE3), Natura (NTCO3), Totvs (TOTS3), CSN (CSNA3) e Raia Drogasil (RADL3).

Wisir Small Caps

Banco Inter (BIDI11), Randon (RAPT4), Duratex (DTEX3), Qualicorp (QUAL3), Metalúrgica Gerdau (GOAU3), Localweb (LWSA3), SLC Agrícola (SLCE3) e BrasilAgro (AGRO3).