Small Caps Summit recebe Sérgio Zimerman, presidente da Petz (PETZ3)

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.
1

Crédito: LinkedIn pessoal/Divulgação

Sergio Zimerman, presidente da Petz (PETZ3), maior empresa de produtos e serviços para animais de estimação do Brasil, estará  na próxima edição da Small Caps Summit, que será realizada nos dias 28 e 29 de julho, 100% online e totalmente gratuita.

Fundador da rede Petz, Zimerman é formado em administração pela UNIP, com cursos de extensão realizados na Europa e nos Estados Unidos e MBA em Varejo (pela FIA – USP).

Em 2018, ele foi premiado como empresário do ano pela Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings).

Tem ainda na bagagem a tentativa como empresário de fazer virar outras empresas, mas após a falência de todas, encontrou com a Petz o nível de maturidade necessário para encarar o mercado e se tornar um gigante no meio.

Se você quer conhecer mais sobre as small caps do setor financeiro, inscreva-se no Small Caps Summit. O evento é totalmente online e gratuito, e acontece entre os dias 27 e 28 de julho, clicando aqui!

Números pós-pandemia

No 1º trimestre deste ano, segundo a Exame Invest, a rede registrou um crescimento de 52,8% no faturamento, alcançando R$ 537,5 milhões.

E esses números são bem justificáveis, visto que, segundo o Instituto Pet Brasil, o setor de produtos e serviços para animais de estimação, faturou R$ 40 bilhões no ano passado, alta de 7% sobre 2019.

A empresa, que é líder do setor, viu seu lucro mais do que dobrar entre janeiro e setembro de 2020 sobre igual intervalo do ano anterior, chegando a R$ 46,8 milhões.

Em setembro, entrou na B3, a Bolsa de Valores brasileira, com uma oferta pública inicial (IPO) que movimentou R$ 3 bilhões.

Salto no e-commerce da Petz

O destaque veio das vendas digitais, que mais que triplicaram em relação ao mesmo período do ano passado. Atualmente, de cada R$ 10 faturados pela rede de produtos pet, quase 3 vêm do e-commerce.

E em entrevista ao porta Exame Invest, Zimerman afirmou que o digital está em trajetória ascendente, e que foi registrado um crescimento substancial do online, acima da média do mercado.

Expansão no país

A Petz inaugurou cinco lojas no primeiro trimestre deste ano, e nos último meses alcançaram o objetivo de abrir mais de 30 lojas.

A empresa está marcando presença em 16 estados e no Distrito Federal, e o objetivo é chegar aos 10 estados restantes até 2025.

Para aumentar a capilaridade da marca, de acordo com a Exame Invest, a abertura de lojas nos próximos anos será focada no que a empresa chama de “espalhamento”.

Ao invés de buscar reforçar presença em grandes centros urbanos, a Petz pretende chegar a regiões novas.

De cada 4 lojas abertas, 3 atenderão ao critério de “espalhamento”.

Oferta de mais serviços e aquisição de concorrentes

Além da força no varejo, a Petz também quer criar uma plataforma integrada de serviços para pets, como day care, dog walker e adestramento.

O atendimento nas clínicas, que cresceu mais de 50% no primeiro trimestre, é um exemplo disso.

O executivo conta que o caminho mais provável para o crescimento será pela aquisição de pequenos concorrentes, e que isso poderá ser feito com a própria estrutura de caixa que a Petz tem, não demandando captações adicionais.

Se quiser conhecer mais sobre a história da Petz, é simples. Basta se inscrever na próxima edição da Small Caps Summit. É rápido, grátis e 100% online.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo.