Selic: mercado já revê projeções para próxima reunião do Copom

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Após divulgação da ata do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa Selic, o mercado está revisando para cima as projeções. No documento, o comitê admitiu que poderá fazer mais um aumento de 0,75 ponto percentual. Mas não descartou uma elevação mais ampliada.

O banco BTG Pactual (BPAC11) explicou que o documento aponta para um crescimento de preços mais acentuado do que o previsto.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

“As expectativas para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, adotado como a inflação oficial) de 2022 podem ser contaminadas, caso a política monetária permaneça em grau estimulativo”, informou a análise do BTG.

Para o comitê, entre os preços que têm se revelado acima do esperado estão os bens industriais. O banco informou ainda que a ata trouxe mais clareza sobre a decisão de alta em 0,75 ponto.

Selic: ata denota atuação hawkish do Copom

Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, avaliou que a ata pode ser considerada neutra. Isso porque já era esperado que a autoridade monetária explicasse o motivo do aumento da reunião passada.

Porém, segundo o economista, é esperado que o Copom siga por um caminho de austeridade fiscal.

“De todo modo vale pontuar que a discussão entre elevar o juro ao passo de 0,75 ou 1 ponto já nessa reunião deve ser considerado hawkish, bem como a preocupação externada com relação à inflação de serviços”, completou ele.

Com isso, o economista-chefe da Ativa prevê que os juros possam chegar a 6,5% já em outubro.

Aumento de 1 ponto já está nas projeções

Neste cenário, o aumento de até 1 ponto na taxa na Selic já é uma projeção considerada. Entre as corretoras que já preveem este tipo de aumento estão a Garde Asset e a MAG Investimentos.

Estes consideraram o momento de austeridade para embasar suas projeções. A Guide Investimentos também considerou a ata hawkish.

O Bradesco (BBDC4) elevou a projeção da taxa para o fim do ano. O banco esperava um patamar de 5,75% ao ano para o fim de 2021. Mas após a divulgação da ata, já prevê que chegue ao fim do ano em 6,5%. O Itaú Unibanco também aponta para um aumento de 6,5% para o fim do ano

Os bancos Opportunity e Original, porém, mantiveram suas projeções de elevação em 0,75 ponto na reunião de agosto.

Já o Reach Capital aponta que o Banco Central opte por três altas de 0,75 ponto. Mas não descarta que em agosto, possa ocorrer uma elevação em 1 ponto.

A Asa Investimentos prevê um aumento ainda maior. Aponta que para o fim do ano, a taxa de juros atinja 7%.

Quer ficar por dentro do mercado financeiro? Preencha o formulário abaixo para um assessor da EQI Investimentos conversar com você sobre opções de investimentos para a sua carteira.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo