Radar traz Vale (VALE3), Petrobras (PETR3; PETR4) e BRF (BRFS3)

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

O Radar Corporativo desta sexta-feira (17) informa que a Vale (VALE3) anunciou o pagamento de R$ 40 bilhões em dividendos aos acionistas e encerrou as ações que possuía em tesouraria.

A Petrobras (PETR3; PETR4) deu início à fase vinculante da venda de sua participação na Deten Química. A petroleira possui 27,88% de participação na empresa, que fica no Polo de Camaçari, na Bahia.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

O BTG Pactual (BPAC11) anunciou a venda de sua participação na Credpago.

A Gol (GOLL4) conclui termos de refinanciamento de dívida de R$ 1,2 bi.

A BRF (BRFS3) fechou um contrato de parceria para a produção de energia elétrica renovável junto com a Intrepid Participações, com um prazo de 15 anos.

O Assaí (ASAI3) comunicou que celebrou parceria digital com Cornershop by Uber.

A Neogrid (NGRD3) comunicou que fechou acordo para aquisição da totalidade da Arker.

Por fim, Lojas Renner (LREN4) anunciou o pagamento de proventos.

Cias abertas

Petrobras (PETR3; PETR4) dá início a fase vinculante da venda da Deten Química

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou que deu início à fase vinculante da venda de sua participação na Deten Química. A petroleira possui 27,88% de participação na empresa, que fica no Polo de Camaçari, na Bahia.

Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão carta-convite com instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligencee para o envio das propostas vinculantes.

A Deten fabrica e comercializa as principais matérias-primas para a produção de detergentesbiodegradáveis líquidos e em pó. É a única produtora nacional do Linear Alquilbenzeno (LAB), precursor do Ácido Linear Alquilbenzeno Sulfonato (LABSA), do qual também é fabricante. Produz ainda o Alquilado Pesado (ALP), utilizado em aditivos lubrificantes e óleo têxtil.

BTG Pactual (BPAC11) vende participação na Credpago

O BTG Pactual (BPAC11) anunciou a venda da totalidade de sua participação na Credpago Serviços de Cobrança, correspondente a 49% do capital social, para a Loft Brasil Tecnologia.

BRF (BRFS3) faz parceria com foco em energia renovável

A BRF (BRFS3) fechou um contrato de parceria para a produção de energia elétrica renovável junto com a Intrepid Participações, com um prazo de 15 anos.

O objetivo da parceria é a construção de um parque para auto geração de energia solar nas cidades de Mauriti e Milagres, Ceará, com capacidade instalada de 320 megawatts-pico (MWp).

Quando o projeto estiver finalizado, segundo a BRF, 88% de sua matriz energética será proveniente de energias renováveis. De acordo com a empesa, esse movimento concretiza mais um passo em direção à Visão 2030 e no compromisso de se tornar Net Zero em emissões de gases de efeito estufa (GEE) até 2040.

O empreendimento demandará investimentos de cerca de R$ 1,5 bilhão – a BRF fará um aporte de R$ 50 milhões.

Gol (GOLL4) conclui termos de refinanciamento de dívida de R$ 1,2 bi

A Gol (GOLL4) informa que concluiu termos e condições do refinanciamento da dívida da GLA Linhas Aéreas, unidade  operacional da Companhia, no valor de R$ 1,2  bilhão, com vencimento  final  em  2024.

O refinanciamento representa a última etapa do programa de liability management da aérea, o que permitirá que a companhia retorne ao seu menor patamar de dívida de curto prazo desde 2014 (aproximadamente R$ 0,5 bilhão ao final do 3T21).

Dimed (PNVL3) migra para o Novo Mercado da B3 (B3SA3)

A Dimed (PNVL3) informou que obteve da B3 (B3SA3) anuência para a migrar ao Novo Mercado da bolsa de valores. As ações da empresa passam a ser negociadas no novo segmento a partir do próximo dia 24.

Conselheiro da CPFL (CPFL3) renuncia

A CPFL (CPFL3) informou que recebeu hoje uma carta renúncia de Anselmo Henrique Seto Leal em relação ao seu cargo no conselho de administração da companhia.

Também hoje, o conselho da CPFL elegeu Zhao Yumeng como substituto.

Assaí (ASAI3) faz parceria com aplicativo ligado ao Uber

O Assaí (ASAI3) comunicou que celebrou parceria digital com Cornershop by Uber. Trata-se de movimento inédito de digitalização para trazer mais comodidade aos clientes em parceria da Cornershop by Uber.

Consumidores de mais de 25 cidades podem passar a fazer suas compras pelo aplicativo da Cornershop by Uber, ou por meio da funcionalidade Mercado, disponível no Uber e Uber Eats.

Os principais itens do catálogo de produtos da empresa atacadista estão disponíveis de forma online, com entrega em 90 minutos. Não há limite mínimo para a compra.

Todas  as compras serão realizadas  pelos  Shoppers,  entregadores autônomos,  que  selecionam, separam e entregam os itens. Além de receber atualizações de status sobre o pedido, é possível indicar preferências de produtos, como escolher o ponto preferido de uma fruta ou vegetal.

Isso tudo acontece em tempo real, e dessa forma é possível conversar com o Shopper antes ou durante a compra, em caso de algum pedido de última hora ou esquecimento.

Pelo aplicativo, ainda é possível salvar uma lista de compras para utilizar em um pedido futuro.

A empresa informou que, com a Cornershop by Uber, inicia a venda no ambiente online, oferecendo uma opção para quem deseja comprar sem sair de casa e receber os produtos encontrados no Assaí no conforto de casa, pagando o mesmo preço da loja física.

CBA (CBAV3) adere ao programa de Redução Voluntária de Demanda de Energia Elétrica

A CBA (CBAV3) informou que a companhia decidiu aderir ao programa de Redução Voluntária de Demanda de Energia Elétrica (RVD).

A participação no programa não impactará a produção de alumínio da CBA tendo em vista que a CBA realizará apenas um deslocamento da demanda do Sistema Interligado Nacional (SIN) durante as horas do dia conforme grade horária definida pelo Operador Nacional do Sistema(ONS).

O programa faz parte das medidas que buscam aumentar a segurança do suprimento eletroenergético do país em razão do cenário de escassez hídrica gerado pela pior seca dos últimos 91 anos.

Com a adesão ao programa, a CBA contribui para o alívio da carga do sistema interligado em horários críticos de suprimento e consequentemente para o aumento da confiabilidade do sistema.

A companhia informa ainda que atende o seu consumo de energia elétrica com a geração própria 100% renovável em adição a contratos de compra de energia, tendo alta competitividade em custos, melhor previsibilidade e segurança de fornecimentos além de possibilitara produção de um alumínio de baixo carbono.

A CBA possui gestão ativa de seu portfólio, responsável pelos ajustes de contratação de energia acurto e médio prazo no intuito de equilibrar elevações de produção com o aumento do consumo e, também, pela aquisição da energia para cobrir a sazonalidade da geração hídrica.

Para o 2º semestre de 2021, é esperado pela companhia a manutenção do consumo de energia na produção de alumínio em torno de 700MW médios, o que gerou a necessidade de compra de energia elétrica pela redução de geração própria.

Alteração acionária

Taurus (TASA3): Tauruspar aumenta participação

A Taurus (TASA3) informou que recebeu, no dia 15 de setembro de 2021, informe da BÝK Participações S.A. (atual razão social de Tauruspar Participações S.A.), comunicando que a BÝK converteu 3.074.640 bônus de subscrição da Série C em ações preferenciais, mediante pagamento do respectivo preço de exercício correspondente a R$ 6,00 por Bônus de Subscrição.

Em razão disso, a BÝK adquiriu 3.074.640 novas ações preferenciais da Taurus, representativas de aproximadamente 4,86% das ações preferenciais de emissão da companhia e 2,80% do capital social total da companhia.

Antes da realização da transação, a BÝK era titular de 38.649.840 ações ordinárias de emissão da companhia, representativas de 83,22% do capital social votante da companhia, e 2.665.589 ações preferenciais, representativas de 4,22% das ações preferenciais da companhia.  Dessa forma, a BÝK era titular de um total de 41.315.429 ações de emissão da companhia, representativas de 37,68% do capital social da Taurus.

Assim, agora, neste sentido, a BÝK passa a ser titular de 38.649.840 ações ordinárias de emissão da companhia, representativas de 83,22% do capital social votante da companhia, e 5.740.229 ações preferenciais de emissão da Taurus, representativas de 9,08% das ações preferenciais da companhia. A BÝK passa a ser titular de um total de 44.390.069 ações de emissão da companhia, representativas de 40,49% do capital social da companhia.

Aquisições

Traders Club (TRAD3) adquire RIWeb

O TC – Traders Club (TRAD3), fechou a compra da RIWeb por R$6,5 milhões – a serem pagos em uma primeira parcela de R$ 5 milhão, depositada na data de fechamento de transição, e outro R$ 1,5 milhão ao longo do próximo ano.

A RI Web é uma companhia que reúne na sua plataforma todas as atividades de comunicação do dia a dia do profissional de relações com investidores. Como por exemplo gerenciamento de sites, organização de contatos, disparos de e-mails, produção de webcasts e administração da base acionária. Ela tem, atualmente, 76 companhias abertas em suas listas de clientes.

A empresa informou que pretende transformar as relações com investidores, agregando ao mercado mais tecnologia e conteúdo multimídia, apoiados em modernas estratégias de interface do usuário e experiência do usuário.

Neogrid (NGRD3) adquire a totalidade da Arker Tecnologia

A Neogrid (NGRD3) comunicou que celebrou contrato de compra e venda entre sua controlada Neogrid Informática Ltda. e os acionistas da Arker Tecnologia e Desenvolvimento de Software Ltda, para confirmar a aquisição da totalidade do capital social da Arker.

Fundada em 2019, liderada por um time com mais de 11 anos de experiência no mercado de tecnologia para B2B, a Arker oferece um portfólio de soluções focadas em Revenue Growth, para auxiliar as empresas no impulsionamento e gestão das ações de Trade Promotion, com módulos de planejamento orçamentário e distribuição de verbas comerciais, além de inteligência e análise de dados sobre consumo, ciclo de vida de promoções, e efetividade das ações.

A Arker possui aproximadamente R$ 5,6 milhões em receita anual recorrente contratada, e está em estágio de crescimento, com taxa anual de cerca de 160%.

O preço da aquisição representa 3,5x o ARR projetado para dezembro de 2021, e é composto por um pagamento de R$ 20.000.000,00 na data de fechamento da operação, e parcela adicional findo o período de 360 dias, limitada ao valor de R$ 5.557.600,00, observando disposições contratuais.

Os fundadores da adquirida permanecerão na operação com cargo executivo, engajados na expansão dos negócios da Arker, e estimulados por cláusula de pagamento adicional a título de Earn Out, em caso de atingimento de metas de crescimento de receita recorrente e rentabilidade.

Neoenergia (NEOE3) alcança 98,8% das ações da Coelba

Neoenergia (NEOE3) adquire participações societárias da Previ em Coelba, Cosern e Afluente T, no valor total de R$ 220.458.756,14 em ações. No caso da Coelba, a Neoenergia alcançará, desta forma, 98,8%% da totalidade das ações da companhia.

Emissões

Lojas Renner (LREN4) encerra programa de recompra de ações

As Lojas Renner (LREN4) encerraram seu programa de recompra de ações, aprovado no ano passado. Foram compradas 2 milhões de ações ON, com preço médio de R$ 48,44. Os recursos obtidos irão para a tesouraria e podem ser vendidas novamente, canceladas, ou para fazer frente às obrigações da Companhia decorrentes de Plano de Incentivo de Longo Prazo.

O conselho também aprovou aumento de capital da empresa, R$ 1.230.759.076,65, sendo R$ 30.759.076,65 através da incorporação de parte do saldo da conta de Reservas de Capital; e R$ 1.200.000.000,00 através da incorporação de parte do saldo da conta de Reservas de Lucros.

A operação inclui ainda uma distribuição gratuita aos acionistas de bonificação de ações em 10%, o que corresponderá à emissão de 89.858.402 novas ações ordinárias, com custo unitário atribuído de R$ 13,35, sendo uma ova ação ordinária a ser emitida para cada 10 existentes.

Banco Mercantil (BMEB3; BMEB4) aprova desdobramento de ações

O conselho do Banco Mercantil (BMEB3; BMEB4) aprovou o desdobramento das ações do banco. Pelas regras, cada grupo de 100  ações será grupada em uma da mesma espécie e; ato contínuo, cada ação será desdobrada em 200 ações da mesma espécie.

A Administração esclarece que as Operações têm o objetivo de ajustar a base acionária do Banco. Hoje ela é composta por um grande número de acionistas que possuem participações inferiores ao lote padrão de 100 ações, cuja maioria encontra-se na condição de inativos. A ideia é gerar eficiência ao sistema de escrituração e promover a economia de custos operacionais e administrativos.

O segundo motivo é aumentar a liquidez das ações ordinárias e preferenciais do Banco no mercado. E o terceiro motivo é possibilitar um ajuste na cotação das ações de emissão do banco, para permitir um preço de ação mais atrativo e acessível a um número maior de investidores.

PBG (PTBL3) aprova emissão de R$ 300 milhões em debêntures

O conselho de administração da PBG (PTBL3) aprovou emissão de R$ 300 milhões em debêntures da companhia. Os papéis serão vendidos ao valor de R$ 1 mil cada um e serão distribuídas ao mercado, 300 mil debêntures. O prazo de vencimento dos papéis será de cinco anos.

Allied Tecnologia (ALLD3) estuda oferta subsequente de ações

A Allied Tecnologia (ALLD3) informou que estuda uma possível oferta subsequente de ações ao mercado. Para avaliar o tema, contratou bancos e corretoras, como o BTG Pactual (BPAC11).

A empresa esclareceu que a realização da potencial oferta está sujeita, entre outros fatores, às condições do mercado de capitais brasileiro e internacional; à obtenção das aprovações necessárias, incluindo as respectivas aprovações; e às condições políticas e macroeconômica favoráveis, ao interesse de investidores.

Proventos

Vale (VALE3) paga R$ 40 bilhões em dividendos e encerra ações em tesouraria

A Vale (VALE3) informou que o conselho de administração aprovou o pagamento de R$ 40 bilhões de dividendos aos acionistas referente ao primeiro semestre de 2021 no valor de R$8,108316476 por ação. O valor a ser distribuído foi apurado com base no balanço levantado em 30 de junho de 2021e refere-se à antecipação da destinação do resultado do exercício de 2021.

O pagamento será feito no dia 30. Terão direito os acionistas que possuírem ações da empresa no dia 22, no caso de papéis negociados na B3 (B3SA3). Já para quem possui ações negociadas na bolsa de Nova York (NYSE), terá como data de corte o próximo dia 24.

Além disso, o conselho também aprovou o cancelamento de 152.016.372 ações ordinárias de emissão da Companhia. Elas foram adquiridas em programas de recompra anteriores ao atualmente vigente e mantidas em tesouraria.

Em decorrência do cancelamento, o capital social da Vale passa a ser dividido em 5.132.458.398 ações ordinárias e 12 ações preferenciais de classe especial.

Lojas Renner (LREN3) pagará R$ 114 milhões em JCP

A Lojas Renner (LREN3) anunciou que irá distribuir R$ 114,4 milhões em juros sobre capital próprio (JCP) aos seus acionistas. Será pago R$ 0,127800 por cada ação. Os papéis são divididos em 895,7 milhões de papéis.

As ações da Lojas Renner passam a ser negociadas ex-JCP a partir do dia 22 deste mês e o pagamento ainda não tem data certa para ser realizado.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo