Previdência Privada ou Tesouro Direto: Qual é Melhor Para Você

Angélica Weise
Colaborador do Torcedores

Crédito: Pixabay

Quando se fala em investimento a longo prazo é comum as dúvidas sobre a Previdência Privada ou o Tesouro Direto. Qual é a melhor opção?

Vamos apresentar cada um, falar dos seus diferencias para que você consiga tomar a decisão de forma tranquila.

Tanto a Previdência Privada, quanto o Tesouro Direto são boas alternativas de investimento a longo prazo, como por exemplo, ao pensar em sua aposentadoria.

O que é a Previdência Privada?

A Previdência Privada é uma aposentadoria que não está ligada ao sistema do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O seu objetivo é que o investidor planeje sua aposentadoria a partir de investimentos frequentes.

Você contribui com uma quantia em dinheiro por um determinado período e esse valor fica rendendo. O indicado é que esse investimento seja feito o mais cedo possível e que assim o valor investido renda por muitos anos.

Sendo assim, o objetivo é acumular e depois resgatar. Ela é composta por dois formatos:

Plano Gerador de Benefícios Livre (PGBL) – o valor pago é abatido no Imposto de Renda;

Vida Gerador de Benefícios Livre (VGBL) – não pode ser abatido do Imposto de Renda.

Por exemplo. Você pode contribuir uma única vez com valor de R$1.200 ao ano ou parcelar esse valor em mensalidades de R$100. O importante é a constância.

Quais as vantagens da previdência privada?

  • não entrar em inventários;
  • ter boa rentabilidade;
  • não pagar ITCMD;
  • oferecem riscos reduzidos.

O importante, assim como qualquer investimento a longo prazo é não resgatar esse dinheiro antes da hora. Dependendo do período, você pode acabar pagando mais imposto.

O que é o Tesouro Direto?

Ao investir em Tesouro Direto você estará investindo em títulos públicos. De forma resumida, estará emprestando dinheiro para o governo.

Este tipo de investimento oferece diferentes níveis de risco e cada vez mais tem sido uma opção para investimento de longo prazo. Mesmo a “Poupança” que é vista por muitos como mais seguro, apresenta mais risco do que o Tesouro Direto, uma vez que o banco pode quebrar.

O interessante é que você pode começar imediatamente, investindo a partir de apenas 30 reais, e a rentabilidade é superior quando comparada a Poupança.

E no Tesouro Direto há títulos de curto, médio e longo prazo. Você poderá adquirir títulos públicos prefixados e pós-fixados. Confira a tributações do Imposto de Renda

  • 22,5%para aplicações com prazo de até 180 dias;
  • 20%para aplicações com prazo de 181 dias até 360 dias;
  • 17,5%para aplicações com prazo de 361 dias até 720 dias;
  • 15%para aplicações com prazo acima de 720 dia.

Quais as vantagens do Tesouro Direto?

  • variedade de títulos;
  • liquidez (dependendo da escolha);
  • rentabilidade;
  • segurança.

Como investir no Tesouro Direto?

1.   Abra conta em uma corretora de valores

Para investir no Tesouro Direto é preciso abrir  uma conta na corretora de valores. A lista com as corretas está aqui.

Os Títulos do Tesouro estão divididos em 3 grandes grupos: Tesouro SelicTesouro PrefixadoTesouro IPCA.

2.   Solicite acesso ao Tesouro Direto

Faça o cadastro aqui.

3.Faça a transferência de valores

Através da corretora de valores, transfira o valor de forma contínua.

Previdência Privada ou Tesouro Direto: como escolher?

Os dois são investimentos seguros e prometem bons retornos.  No caso do Tesouro Direto, este se apresenta como uma forma de investimento mais versátil, que varia de acordo com o perfil mais conservador e com maiores retornos. E para Previdência Privada é mais indicado para quem não quer ficar se preocupando com a gestão do investimento, e apenas investir, principalmente se for a longo prazo, sem objetivo de resgate.

De qualquer forma são dois bons investimentos a longo prazo. A dica é, em caso de dúvida, procurar por ajuda profissional para que ele possa esclarecer qual pode ser o melhor investimento considerando o seu perfil de investidor, de acordo com o seu objetivo.

O mais importante quando é investimento a longo prazo é a constância. É preciso o comprometimento com o investimento, sem pensar em um resultado imediato e com resultados incríveis.

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.