Petrobras (PETR4) anuncia ampliação na produção de diesel S-10

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução / BR Distribuidora

A Petrobras (PETR4) confirmou, nesta quarta-feira (3), que vai ampliar a produção de diesel S-10, cumprindo o plano de lançar produtos com menor impacto ao meio ambiente.

O uso do diesel S-10 promove a melhoria do desempenho do combustível nos motores, com impactos positivos na redução de emissões de material particulado. Ou seja: polui menos.

Para dar início à ampliação, a estatal vai realizar obras na Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

“As intervenções irão aumentar a qualidade do diesel produzido nesta unidade, promovendo a redução do teor de enxofre (de 500 ppm para apenas 10 ppm), visando atender especificações do mercado local e internacional, além de requisitos ambientais”, informou a empresa, em nota.

“A expectativa é aumentar a produção de diesel S-10 em até 16.500 m3/dia com a implantação desses projetos adicionais”, complementou a Petrobras.

Alexandre Coelho, gerente-geral da Reduc, endossou a importância do plano da Petrobras.

“Este projeto é de grande relevância para continuarmos competitivos, fornecendo derivados de alto valor agregado, operando de maneira sustentável e em sinergia com nossos ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas.

Os investimentos serão na ordem de R$ 140 milhões, e outros centros, além do de Duque de Caxias, deverão ser contemplados no futuro.

Segundo a Petrobras, haverá adequação na capacidade de produção de diesel S-10 em duas refinarias no estado de São Paulo: na Refinaria de Paulínea (Replan) e na Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos.

O diesel no S-10 no País

A participação do diesel S-10 da Petrobras no mercado foi de 54,9% em dezembro do ano passado, com as refinarias Replan, Refap, RPBC e Regap registrando recordes mensais de produção durante todo o ano.

A Petrobras ressaltou que, além da diferença no teor de enxofre, o diesel S-10 tem maior nível de cetano, índice que mede a qualidade de ignição, ou seja, quanto maior melhor.

A conclusão das obras previstas para o segundo semestre de 2023, e elevará a capacidade de produção de diesel S-10 na Reduc dos atuais 5.000 m³/dia para 9.500 m³/dia.