Microsoft (MSFT34): receita líquida sobe 38% no 1T21

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A Microsoft (MSFT34) anunciou hoje os resultados do trimestre encerrado em 31 de março de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020 e a receita ficou em US$ 41,706 bilhões, um aumento de 19%. A receita operacional foi de US$ 17,048 bilhões, 31% a mais.

A receita líquida ficou em US$ 14,837 bilhões, acréscimo de 38% em relação ao primeiro trimestre de 2020.

CASES DA BOLSA

Aprenda análise fundamentalista na prática, inscreva-se no evento!

O lucro diluído por ação foi de US$ 2,03 GAAP e de US$ 1,95 não-GAAP, o que representa um aumento de 45% e 39%, respectivamente.

Ganhos estão acelerando

“Ao longo de um ano de pandemia, as curvas de adoção digital não estão diminuindo. Eles estão acelerando e é apenas o começo”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft. “Estamos construindo a nuvem para a próxima década, expandindo nosso mercado e inovando em todas as camadas e tecnologia para ajudar nossos clientes a serem resilientes e se transformarem”.

Bem como no caso da Alphabet (GOGL34), a Microsoft também se beneficiou com a política do fique-em-casa adotada pela maioria dos países preocupados em conter a disseminação da Covid-19.

Destaques da Microsoft

A receita da área Produtividade e Processos de Negócios foi de US$ 13,6 bilhões e aumentou 15%, puxados por produtos como Office Commercial e serviços em nuvem, cuja receita aumentou 14%, impulsionada pelo crescimento da receita comercial do Office 365 de 22%.

A receita de produtos e serviços em nuvem do Office Consumer aumentou 5% e os assinantes do Microsoft 365 Consumer aumentaram para 50,2 milhões. Já a do LinkedIn aumentou 25%.

A dos produtos Dynamics e serviços em nuvem aumentou 26%, impulsionada pelo crescimento da receita do Dynamics 365 de 45%.

A receita em Intelligent Cloud foi de US$ 15,1 bilhões e aumentou 23%, destacando-se produtos de servidor e serviços em nuvem, que aumentou 26%, com o Azure subindo 50%.

A receita de produtos comerciais e serviços em nuvem do Windows aumentou 10%. A do Xbox, 34%.

No trimestre anterior, a Microsoft reportou lucro líquido de US$ 15,5 bilhões. Ou seja, aumento de 33% a mais, mostrando que de fato a curva segue em crescimento.