Microsoft (MSFT34): como investir via BDR na empresa de Bill Gates

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Capacitar pessoas e organizações para conquistar mais. Essa é a filosofia da Microsoft, uma das gigantes de tecnologia, fundada pelo bilionário Bill Gates, e fabricante do sistema operacional mais utilizado no mundo inteiro: o Windows.

Sabia que é possível investir na Microsoft diretamente pela bolsa brasileira, via Brazilian Depositary Receipts (BDRs)?

Até outubro deste ano, esses papéis eram restritos a instituições financeiras e pessoas com mais de R$ 1 milhão em investimentos. Agora, estão acessíveis a qualquer pessoa física.

Consulte os melhores diálogos e insights da Money Week.

Na B3, os investidores brasileiros podem negociar BDRs da Microsoft sob o código MSFT34.

Conheça a empresa e veja se vale a pena investir.

Números da Microsoft

A Microsoft abriu capital em 1986, na Nasdaq, com cotação de US$ 21 por ação. Hoje, é cotada a mais de US$ 220. Em um ano, as ações da companhia se valorizaram 38% (janeiro a 5 de novembro).

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Microsoft

Reprodução/Google

Já os BDRs são negociados a R$ 51,56 (cotação de 5 de novembro). Mas acumulam alta no ano de 91,4%.

Microsoft

Reprodução/Microsoft

O valor a companhia é atualmente de US$ 1,56 trilhão, sendo que foi no ano passado que ela superou a marca de US$ 1 trilhão.

Microsoft: resultado do trimestre

No último resultado divulgado pela Microsoft, do primeiro trimestre do ano fiscal de 2021 (finalizado em setembro), a companhia apontou que foi fortemente favorecida pela pandemia.

Isso porque a permanência de trabalhadores e estudantes em casa impulsionou a demanda por softwares e serviço em nuvem.

O Azure, nome dos serviços na nuvem da marca, registrou um crescimento de 47% no trimestre encerrado em 30 de junho, após um salto de 59% no trimestre anterior.

Também durante a pandemia, mais clientes corporativos passaram a assinar o Microsoft Office.

A receita da Microsoft foi de US$ 37,3 bilhões, um aumento de 12%. O lucro líquido somou US$ 13,9 bilhões, com crescimento de 30%.

No período, a receita do Linkedin aumentou 16%. E a receita do braço de games da empresa, o Xbox, cresceu 30%. Para o próximo trimestre, a empresa acredita que haverá um crescimento de 40% na demanda por consoles para o videogame, com o lançamento do Xbox Series X e S, que deve acontecer em breve.

A Microsoft retornou US$ 9,5 bilhões aos acionistas na forma de recompra de ações e dividendos no período, um aumento de 21% em comparação com o primeiro trimestre do ano fiscal de 2020, afirmou a empresa em comunicado.

BDR da Microsoft

Os investidores brasileiros podem ter acesso aos chamados BDRs – Brazilian Depositary Receipts – da Microsoft.

Eles são ativos que representam ações de empresas estrangeiras.

Quem adquire um BDR está, indiretamente, participando de uma empresa no exterior, e terá direito aos dividendos distribuídos pela companhia lá fora.

Funciona mais ou menos como um fundo de investimento. O investidor não vira o dono da ação, portanto não é sócio da empresa em questão.

Para comercializar um BDR, a instituição emissora do papel adquire várias ações de empresas estrangeiras. Depois monta um “pacote” e vende partes dele aos investidores. Logo, esses títulos são como cotas.

Onde tudo começou

A Microsoft nasceu da união de Bill Gates e Paul Allen, amigos de colégio que dividiam o interesse por computadores.

Em 1975, os dois fundaram uma pequena empresa de garagem batizada de Microsoft – junção de microcomputer e software. O que eles queriam era desenvolver um software em linguagem BASIC para o computador Altair 8800 da IBM.

Em 1979, a empresa de Bill Gates foi contratada pela IBM para desenvolver um sistema operacional para um novo modelo de computador. Como não tinham uma solução completa, eles compraram o Q-DOS da Seattle Computer Products, e trabalharam em cima dele, aperfeiçoando-o e chegando ao MS-DOS.

Nasce a família Windows

Em 1985, Microsoft e IBM lançaram o Microsoft Windows 1.0. A parceria seguiria até 1992. A partir daí, Microsoft continuou sozinha. Em 1995, a empresa tem dois marcos importantes: o lançamento do Windows 95, sistema operacional completo para computadores pessoais, que dispensava o uso do MS-DOS, e o lançamento do navegador Internet Explorer. Dentro da família Windows, o mais recente é o 10.

Gates se aposentou do trabalho diário na Microsoft em 2008. O terceiro homem mais rico do mundo passou a se dedicar mais ao trabalho filantrópico e às pesquisas na área da saúde de sua Bill & Melinda Gates Foundation. Ele ainda detém 2% da empresa e segue no quadro de conselheiros da Microsoft.

O que é preciso fazer para investir na Microsoft?

Para adquirir BDRs da Microsoft, o investidor precisa procurar um banco ou uma corretora de valores autorizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

  • Quer saber mais sobre como investir em BDRs ou outros ativos correlacionados ao mercado exterior? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos irá entrar em contato!