Jalles Machado protocola pedido de IPO

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Crédito: Jalles machado

A produtora e exportadora de açúcar orgânico, Jalles Machado, protocolou nesta quarta-feira (2) pedido de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Conforme o prospecto preliminar, a companhia irá realizar oferta primária e secundária de ações.

De acordo com a companhia, os recursos líquidos captados na oferta primária serão destinados para investimento no aumento da produção de cana-de-açúcar, para fins de matéria-prima, e investimentos nas duas plantas industriais já existentes, visando aumentar a capacidade de processamento deste mesmo volume de cana-de-açúcar.

Além disso, a Jalles Machado pretende investir em uma terceira unidade industrial e em seu canavial.

Os principais acionista vendedores são Vera Cruz Agropecuária, Gissara Agropecuária, Rural Agropastoril, Planagri, CL Morais.

Conforme o prospecto, os coordenadores da oferta são XP, BTG, Santander e Citi.

Sobre a Jalles Machado

A Jalles Machado é um importante produtor de açúcar e etanol do Brasil, com um diferencial no setor em função da sua relevante exposição a produtos não commodity, sendo classificado como não commodities o açúcar orgânico, saneantes, derivados de levedura, e outras vendas, que representaram 32%, 37% e 28%, da receita bruta total da companhia nos exercício sociais encerrados em 31 de março de 2018, 2019 e 2020, respectivamente.

No mercado local, a Jalles Machado possui a produção e comercialização de saneantes (álcool em gel, álcool para limpeza e álcool industrial) por meio da sua marca própria Itajá e Allgel, sendo que a participação desse produto na receita da companhia se tornou ainda mais relevante em 2020.

Ainda no mercado local, a Companhia também é destaque nas commodities, sendo que o açúcar branco comercializado com marca própria Itajá foi apontado pela revista Super Varejo como o segundo açúcar mais vendido nas regiões Centro-Oeste e Norte-Nordeste e o quinto no Brasil em 2018.

De acordo com o prospecto, a Jalles Machado figura como importante produtor de etanol (anidro, hidratado e orgânico), açúcar (branco e VHP) e energia elétrica, através do seu parque industrial com capacidade de moagem de 5,3 milhões de toneladas por ano, distribuídas nas unidades Jalles Machado (“UJM”) e Otávio Lage (“UOL”), ambas localizadas em Goianésia, município do estado de Goiás.

Lucratividade

A receita líquida no período de seis meses encerrados em 30 de setembro de 2020 foi de 500,5 milhões, o que representou aumento 23,8% na comparação com mesmo período de 2019.

O lucro líquido no período de seis meses encerrados em 30 de setembro de 2020 foi de R$48,7 milhões, crescimento de 173,0%.

Riscos

No prospecto, a Jalles Machado destacou os principais riscos que podem afetar a empresa. A Companhia pode ser afetada de forma adversa pela sazonalidade e pelas variações climáticas.

Recursos financeiros podem não estar sempre disponíveis ou não serem suficientes para atender às futuras
necessidades de capital da empresa.

Além disso, a Jalles Machado pode não ser capazes de cumprir com os índices financeiros ou outras obrigações previstas nos nossos contratos de dívida.

Leia Mais

Melhor investimento: onde investir durante e após a crise

Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) puxam recomendações para dezembro

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.