Itaú Unibanco (ITUB4): lucro tem alta de 19,6% sobre 2º trimestre

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Itaú - Bancos

O Itaú Unibanco (ITUB4) registrou um lucro líquido recorrente de R$ 5 bilhões no terceiro trimestre de 2020, um desempenho 19,6% superior na comparação com o segundo trimestre deste ano.

O desempenho ficou acima dos R$ 4,728 bilhões apurados da prévia de resultados do portal EuQueroInvestir.

Na comparação anual, por sua vez, o lucro recuou 29,7%.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

De acordo com a empresa, o resultado reflete a recuperação expressiva de algumas linhas de negócios, como imobiliário e veículos, além do aumento das receitas de serviços e seguros, em um cenário de perspectiva de retomada da economia e do mercado de capitais.

O lucro líquido contábil totalizou R$ 4,492 bilhões no mesmo período, queda de 19,4% em um ano.

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE, na sigla em inglês) atingiu 15,7%.

A margem financeira gerencial foi de R$ 16,928 bilhões no terceiro trimestre deste ano, retração de 4,8% em comparação ao segundo trimestre deste ano e 11,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

O custo do crédito atingiu R$ 6,319 bilhões no terceiro trimestre, o que representa uma queda de 18,7% em três meses, mas uma alta de 40,6% em 12 meses.

Carteira de crédito

A carteira de crédito total do Itaú cresceu 20,4% em 12 meses, atingindo R$ 847,0 bilhões em setembro de 2020, com melhora do desempenho das carteiras de crédito de pessoas físicas e de micro, pequenas e médias empresas, que avançaram 3,9% e 14,0%, respectivamente, ante o segundo trimestre deste ano.

Na carteira de crédito de pessoas físicas, considerando a mesma base de comparação, merecem destaque os crescimentos em crédito imobiliário (5,1%), veículos (10,4%) e cartão de crédito (6,4%).

O índice de inadimplência atingiu 2,2% no terceiro trimestre de 2020, baixa de 0,7 ponto percentual.

A despesa de provisão para créditos de liquidação duvidosa (PDD) caiu 16,2% em relação ao segundo trimestre de 2020, totalizando R$ 6,3 bilhões.

Conforme o Itaú, o desempenho foi explicado pela menor necessidade de constituição de provisão para perdas no trimestre, que ficou em R$ 51,1 bilhões.

Confira os principais destaques do balanço do Itaú (ITUB4):

Tá, e aí?

Em relatório assinado pelos analistas Carlos Daltozo e Renata Cabral, a Eleven escreveu que o Itaú reportou bons resultados no terceiro trimestre deste ano.

Segundo a Eleven, o destaque positivo do balanço foi a menor despesa de provisões.

O lucro líquido recorrente de R$ 5 bilhões, veio em linha com o consenso de mercado.

Mas a margem financeira veio pressionada e teve queda de 4,8% na comparação trimestral e de 11,2% na base anual.

De acordo com a Eleven, a retração foi impulsionado pela menor margem com clientes devido aos efeitos combinado da Selic menor, mudança de mix de carteira com perfil menos arriscado e spreads mais apertados e efeitos negativos da mudança regulatória do cheque especial.

Na visão da Eleven, a queda já era esperada, e as margens devem continuar pressionadas no próximos trimestres.

Dessa forma, a casa de análise reiterou a recomendação de compra para Itaú com preço-alvo de R$ 34,00.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.