IRB (IRBR3) tem prejuízo 68,5% menor no balanço do 2TRI21

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação/IRB

O IRB (IRBR3) registrou um prejuízo líquido de R$ 206,9 milhões no balanço do segundo trimestre (2TRI21). Um ano antes a companhia havia registrado prejuízo líquido de R$ 656,7 milhões.

O resultado financeiro do IRB foi uma receita líquida de R$ 89,2 milhões no 2TRI21, ante um resultado positivo de R$ 49,1 milhões no 2TRI20.

Veja o balanço na íntegra

IRB (IRBR3) : principais números do balanço do 2TRI21

Prejuízo líquido

  • Prejuízo 2TRI21: R$ 206,9 milhões
  • Prejuízo 2TRI20: R$ 656,7 milhões

Prêmio emitido

  • Prêmio 2TRI21: 2,16 bilhões
  • Prêmio 2TRI20: 2,54 bilhões

Prêmio emitido

No balanço do 2TRI21, o IRB (IRBR3) reportou R$ 2,16 bilhões em prêmio emitido, queda de 15,1% sobre a base anual.

O prêmio emitido no Brasil totalizou R$ 1,24 bilhão no trimestre, aumento de 6,6% em relação ao 2TRI20.

Segundo a companhia, esse aumento decorre do maior volume de prêmio emitido nas linhas de vida (+42,9%), rural (+34,0%) e outros (+34,5%).

Já o prêmio emitido no exterior totalizou R$ 919,3 milhões no balanço do 2TRI21, o que representou uma redução de 33,3% em relação a um ano antes.

O total de prêmio retido no 2TRI21 foi de R$ 1,59 bilhões, redução de 7% em relação ao 2TRI20.

Sinistros do IRB

No segundo trimestre de 2021, o sinistro retido total do IRB (IRBR3) foi de R$ 1,65 bilhão, uma redução de 29,1% em relação ao mesmo período de 2020.

O índice de sinistralidade total no trimestre apresentou uma redução de 39,6 p.p, ante ao mesmo trimestre do ano anterior, reduzindo de 135,3% para 95,7%.

“A redução da sinistralidade total do 2T21, é reflexo da redução no componente PSL (Provisões de Sinistros a Liquidar), o qual se refere aos avisos de sinistros que a Companhia recebeu no período, e que apresentou queda de 30,4% em relação ao 2T20”, explicou a empresa.

Confira os destaques do balanço do IRB (IRBR3)