FII: IFIX fecha em alta de 0,03%; ABCP11 e TEPP11 puxam o índice

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Flickr

Nesta terça-feira (27), o IFIX encerrou a sessão em leve alta de 0,03%, aos 2845,36 pontos.

A mínima do dia para o índice foi de 2843,91 pontos, enquanto a máxima foi de 2850,75 pontos.

No acumulado de abril o índice recua 0,05%, já no ano cai 0,85%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 201,99 milhões.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

Destaques do dia

As maiores altas do IFIX foram em: Grand Plaza Shopping (ABCP11), Tellus Properties (TEPP11), Santander Renda de Aluguéis (SARE11), XP Corporate Macaé (XPCM11), Kinea High Yield CRI (KNHY11).

Na contramão, as maiores quedas foram em: General Shopping Ativo e Renda (FIGS11), Valora RE III (VGIR11), Bresco Logística (BRCO11), CSHG Real Estate (HGRE11), Rio Negro (RNGO11).

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
ABCP11R$ 76,021,75%
TEPP11R$ 81,351,69%
SARE11R$ 99,381,24%
XPCM11R$ 43,001,22%
KNHY11R$ 114,451,13%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
FIGS11R$ 58,75-2,07%
VGIR11R$ 93,00-1,59%
BRCO11R$ 108,40-1,37%
HGRE11R$ 136,31-1,15%
RNGO11R$ 62,15-1,15%

Confira as últimas notícias sobre FII

FII Max Retail (MAXR11)

O BTG Pactual, administrador do FII Max Retail (MAXR11), comunicou que foi aprovado em Assembleia Geral,o desdobramento da totalidade de suas cotas, na proporção de 1:19.

Dessa forma, para cada cota existente serão atribuídas ao respectivo titular 18 novas cotas, totalizando 19 cotas.

As cotas do Fundo passarão a ser negociadas na forma desdobrada a partir do dia 27 de abril e serão creditadas nas contas de depósito dos cotistas no dia 29 de abril. Diante da alteração, o Fundo, que contava com 59.245 cotas, passará, a partir de 27 de abril, a contar com 1.125.655 de cotas no total.

FII RB Capital Renda II (RBRD11)

O FII RB Capital Renda II (RBRD11) celebrou contrato de locação do imóvel na Rua do Catete, Rio de Janeiro/RJ, para as Lojas Riachuelo, pelo prazo de 120 meses.

O valor de aluguel representa um acréscimo de 140,8% à receita mensal do Fundo, e 34,3% à receita anualizada do Fundo.

Com esta locação, o Fundo informou que a vacância física foi reduzida para 15,5%, restando apenas o imóvel de Natal/RN em processo de locação.

Findo o período de carência e descontos, concedidos conforme práticas atuais de mercado, a distribuição de rendimentos deverá ser impactada positivamente em R$ 0,14 por cota.

FII Vinci Logística (VILG11)

O FII Vinci Logística (VILG11) comunicou a aquisição de 100% do empreendimento Porto Canoa LOG, pelo montante de R$ 286,90 milhões.

O ativo, localizado no município de Serra, estado do Espírito Santo, possui 93.690 m² de área bruta locável dividida em dois galpões.

O Fundo passará a ter direito sobre o resultado operacional líquido (NOI) do ativo, em regime caixa, a partir de 26 de abril. Nessa transação, a gestora estima um cap rate de 8,0% para os próximos 12 meses.

O NOI esperado para os próximos 12 meses é de cerca de R$ 23,1 milhões, o equivalente a um rendimento médio aproximado de R$ 0,13/cota ao mês.

O ativo encontra-se atualmente 100% locado, com 9 locatários, servindo como um dos principais centros de distribuição do Grupo Boticário no Brasil. O empreendimento possui outros locatários de primeira linha como a Fast Shop e Whirlpool.

Os contratos de locação do ativo são típicos e apresentam um WAULT de 4,1 anos.