Havan pede novamente registro de companhia aberta

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.

Crédito: Lucas Tavares / Agência O Globo

Após suspender em outubro do ano passado os planos de uma oferta inicial de ações (IPO), a varejista Havan pediu nesta quarta-feira (12), segundo o site G1, o registro de companhia aberta, retomando os planos com as ações.

O empresário Luciano Hang planejava vender uma fatia da icônica cadeia de lojas que têm na fachada réplicas da Estátua da Liberdade, e buscar recursos para financiar aberturas de centros de distribuição e novas lojas, além de investimentos em tecnologia e reforço no capital de giro.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Desistência em 2020

Hang desistiu de levar adiante a operação, porque investidores não aceitaram avaliar a companhia em cerca de R$ 100 bilhões, como pretendia o empresário.

Na mesma época, oito empresas nacionais desistiram de entrar na B3.

A ideia na primeira tentativa, segundo reportagem publicada no site da revista Poder, era vender 10% da Havan no mercado de ações.

A operação poderia render à Havan um valor de mercado de até R$ 50 bilhões.

Já em março deste ano a varejista sinalizou a retomada de IPO.

Segundo o Estadão, as instituições financeiras contratadas para estruturar a oferta já estavam engajadas e a companhia tem o objetivo de buscar um valor de mercado de ao menos R$ 70 bilhões agora.

Mais cauteloso

Desta vez, porém, o pedido de registro de companhia aberta não veio imediatamente acompanhado de uma solicitação para realizar uma oferta de ações, o que indica que a Havan preferiu esperar o melhor momento do mercado para a operação.

Em 30 de junho de 2020, o capital social da Havan era de R$ 300 milhões.

Estima-se que o patrimônio de Hang gire em torno de R$ 18,5 bilhões. A oferta na bolsa pode torná-lo um dos cinco mais ricos do país. Hoje ele é o 13º nessa lista.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3