Hashdex (HSH11): o que é o novo ETF de criptomoedas que estreia hoje na B3

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução: Pixabay

Para quem busca investir em moedas virtuais, as chamadas criptomoedas, terá uma opção de peso a partir desta segunda-feira (26). O dia será marcado pela estreia do Hashdex (HSH11).

Esse fundo que inclui um conjunto de criptomoedas já começa grande na B3. O período de reservas de cotas, a Hashdex conseguiu captar mais de R$ 600 milhões já captados. Na última sexta-feira (23), a nova moeda virtual recebeu cerca de 30 mil reservas de cotas por parte de pessoas físicas.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

De acordo com matéria do jornal Valor Econômico, o mínimo estipulado pelo fundo gestor, era de R$ 250 milhões. A procura foi tão grande, que as reservas alcançaram quase três vezes esse valor. Isso denota um interesse de investidores brasileiros em criptomoedas.

Na época da reserva, cada cota saía pelo valor de R$ 47,02, somada a taxa de ingresso de R$ 2,98. No total, o valor de cada cota foi negociada a R$ 50. O coordenador líder do fundo é o Banco Genial, como administrador. Também fazem parte do grupo de administração o BTG Pactual (BPAC11) e o Itaú BBA.

De acordo com o site, do ETF, o fundo é voltado para investidores em geral que aceitem os riscos inerentes ao investimento. É voltado ainda para aqueles que busquem rentabilidade aderente ao objetivo do fundo.

O ETF fará a replicação de um índice da Nasdaq, índice de empresas do setor de tecnologia na bolsa de Nova York. Este será chamado de Nasdaq Crypto Index (NCI).

Hasdex (HSH11): como investir no ETF

Na estreia de um novo ativo na bolsa, é natural que surjam dúvidas. E como a Hashdex abriu reservas antes do início das negociações na B3, há quem tenha dúvidas sobre compras de cotas. Mas a operação é considerada simples.

Até a semana passada, o fundo aceito reserva de cotas. Mas quem não conseguiu fazê-lo, poderá comprar cotas diretamente na B3, via home broker. O objetivo do fundo é dar aos investidores retornos de investimentos compatíveis com a criptomoeda.

Para isso, serão investidos 95% do patrimônio do fundo em cotas do fundo de índice alvo, o Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF, ou em posições compradas no mercado futuro, de modo a refletir de modo geral a performance do NCI.

Para que pretende investir há taxas. A principal delas, a taxa de Administração do HASH11, será de 0,3% ao ano. Para ter uma ideia, a taxa de administração máxima, incluindo o fundo de índice alvo, é de 1,3% ao ano.

Além desta, existem outras taxas que podem incidir, como como impostos, contribuições federais, estaduais ou municipais, honorários dos auditores independentes, entre outras.

Os ativos

O ETF dará acesso aos investidores a ativos como Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Chainlink, Bitcoin Cash, Stellar Lumens, que compõem o índice NCI.  O índice é rebalanceado a cada três meses, nos meses de março, junho, setembro e dezembro.

Novos constituintes podem se tornar elegíveis a cada balanceamento, assim como constituintes que estão atualmente no índice podem sair ou ganhar ou perder relevância.

Segundo dados apresentados no site da Hashdex, o NCI é um fundo com valor de mercado próximo a US$ 1,99 trilhão, com 63,8% de cobertura de mercado. A principal criptomoeda, o Bitcoin, teve uma valorização acumulada no ano de 80%.

O Ethereum (ETH), criptoativo da rede que leva seu nome, teve a maior valorização anual, de 228,67%.

Bitcoin 100%

Desde a última terça-feira (20), os clientes da EQI Investimentos passaram a ter uma nova opção de investimentos. É o fundo de investimentos Hashdex Bitcoin Full 100 FIC FIM. É voltado a investidores qualificados (que possuem investimentos financeiros acima de R$ 1 milhão) e busca investir 100% do patrimônio no Hashdex Bitcoin I FIM.

Este por sua vez, investe em ativos financeiros emitidos ou negociados no exterior, em especial o bitcoin.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo