Grupo GPS (GGPS3) estreia com alta de 6,67% na B3 (B3SA3)

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)

Crédito: Divulgação

O Grupo GPS (GGPS3), do setor de prestação de serviços integrados (logística indoor, facilities, manutenção industrial, serviços de engenharia, alimentação e segurança), concluiu hoje (26) sua oferta pública inicial (IPO) na B3 (B3SA3). Os papéis fecharam em alta de 6,67%, cotados a R$ 12,80.

As ações havia caído no início da manhã, a -3,83% (R$ 11,54), mas a tendência se reverteu no início da tarde.

O Grupo GPS levantou R$ 2,49 bilhões no IPO, sendo metade na oferta primária e o restante na oferta secundária.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

A companhia, que atua na prestação de serviços terceirizados como limpeza, segurança, logística indoor, manutenção industrial, tem entre seus clientes Petrobras (PETR4), Pão de Açúcar (PCAR3) e Braskem (BRKM5).

GPS: portfólio de soluções em serviços integrados

Transmitido ao vivo, atendendo às medidas de distanciamento social exigidas pela pandemia, o evento contou com a participação do presidente da B3, Gilson Finkelsztain e do diretor presidente do Grupo GPS, Luis Carlos Martinez Romero, conectados com os demais executivos e conselheiros da companhia.

“Hoje o Grupo GPS é líder no setor de serviços integrados – logística indoor, facilities, manutenção industrial, serviços de engenharia e segurança. Ao optar pelo Novo Mercado, nosso segmento de listagem com os mais elevados padrões de governança, o Grupo GPS também transmite uma mensagem importante ao mercado, mostrando que a clareza das práticas de governança é uma aliada das companhias nesse processo de conquista do mercado de capitais”, comentou Gilson Finkelsztain, CEO da B3.

“A GPS possui hoje o mais abrangente portfólio de soluções em serviços integrados, atendendo 2.700 clientes em todo o Brasil, com mais de 100 mil colaboradores.

Com base no que vemos no mercado brasileiro e na nossa capacidade de expansão, agora como companhia de capital aberto, podemos continuar nessa trajetória de crescimento”, comemorou Luis Carlos Martinez Romero, diretor presidente do Grupo GPS.

Recursos captados

A oferta pública do Grupo GPS foi feita nos termos da ICVM 400 sob a coordenação do Itaú BBA (Coordenador Líder), do Goldman Sachs, do Bank of America, do BTG Pactual, do Citi e do Morgan Stanley (Coordenadores da Oferta).

Os recursos captados pela oferta do Grupo GPS serão utilizados pela companhia para aquisições e fortalecimento de caixa.

Com a realização de seu IPO, o Grupo GPS passa a ser a 187ª empresa listada no Novo Mercado, segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa.

Sobre a GPS

A GPS Participações foi fundada em 1962 em Salvador e tem cerca de 82 mil empregados e 2.400 clientes.

A companhia acredita ser o maior player do setor de prestação de serviços integrados, que incluem soluções de facilities, segurança, logística indoor, serviços de engenharia e manutenção industrial.

Lucratividade

O lucro líquido da GPS totalizou R$ 283 mil em 2020, ante R$ 212 mil no ano anterior.

A receita líquida atingiu R$ 4,9 milhões em 2020, contra R$ 4,3 milhões de 2019.

O Ebitda somou R$ 564 mil no ano passado, ante R$ 449 mil de 2019.

A margem Ebitda atingiu 11,4% em 2020, contra 10,4% de 2019.