Gol (GOLL4) espera queda de 10% na receita no 1TRI21

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Crédito: Divulgação

A Gol (GOLL4) divulgou, nesta quinta-feira (18), projeções sobre suas operações no primeiro trimestre de 2021.

A companhia espera que a receita do trimestre a findar-se em 31 de março de 2021 reduza aproximadamente 10% comparada com o trimestre findo em dezembro de 2020.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A capacidade planejada para o primeiro trimestre deste ano da GOL representa redução de 7% sobre quarto trimestre de 2020.

Em janeiro de 2021, a companhia operou aproximadamente 493 voos diários (59% do mesmo período de 2020).

Já em fevereiro, a GOL operou cerca de 355 voos/dia colocando a operação da companhia em cerca de 48% do realizado em fevereiro de 2020.

E no mês vigente, a GOL implementou uma redução ainda maior e opera cerca de 250 voos/dia, o que significa cerca de 40% do realizado em março/20. Em março,a GOL está adaptando sua frota e operará 59 aeronaves em sua malha para controlar a capacidade e os custos no período de menor demanda.

No primeiro trimestre de 2021, a Gol estima operar uma frota média de 74 aeronaves, que representará 67% da frota média operada no mesmo trimestre de 2019.

Liquidez

A GOL espera encerrar o trimestre com R$ 1,9 bilhão em liquidez e R$ 14,3 bilhões em dívida líquida ajustada.

De acordo com a operadora aérea, diversas iniciativas são relevantes para assegurar que a GOL mantenha a liquidez nos patamares esperados no final do deste trimestre.

A Gol aumentou sua projeção de consumo de caixa. A queima de caixa no primeiro trimestre de 2021, saiu de R$ 2 milhões por dia para R$ 3 milhões ao dia.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo