Focus traz projeção de inflação a 5,06% e PIB a 3,21% em 2021

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Banco Central (BC)/Divulgação

O Boletim Focus desta segunda-feira (10), divulgado pelo Banco Central com as projeções do mercado, traz alta para IPCA, indicador oficial de inflação, e para o Produto Interno Bruto (PIB) e recuo do dólar até o final deste ano.

O IPCA, que há quatro semanas era estimado em 4,85%, agora se encontra em 5,06% – era 5,04 uma semana atrás.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Amanhã, o IBGE divulga o resultado da inflação de abril e ela deve ser acompanhada de perto pelo investidor, de olho nas alterações para a Selic depois que o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou mais uma vez a taxa básica de juros, justamente para conter a alta dos preços.

A previsão para o PIB também subiu, de 3,14% há uma semana para 3,21%. Há quatro semanas, era de 3,08%.

A taxa de câmbio foi de R$ 5,40 há uma semana para R$ 5,35 – era R$ 5,37 há quatro semanas.

A projeção para Selic até dezembro foi mantida em 5,50% – o mercado já mantinha tal previsão desde que o Copom sinalizou que aumentaria novamente a Selic, chegando aos atuais 3,50%.

Focus: projeção para 2022

Para o ano que vem, a única alteração no Focus na comparação com a semana passada é de alta do PIB: de 2,31% da semana passada para 2,33%.

IPCA segue em 3,61%; câmbio em R$ 5,40; e Selic em 6,25%.

Focus 2023 e 2024

Para 2023, tudo segue igual, com IPCA a 3,25%; PIB a 2,5%; câmbio a R$ 5,20; e Selic a 6,50%.

Para 2024, mudança na taxa de câmbio: de R$ 5,08 da semana passada para R$ 5,10. IPCA segue em 3,25%; PIB a 2,5%; e Selic a 6,5%.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

Focus

Reprodução/BC