EDP (ENBR3) tem lucro líquido 58% maior no 1TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).

Crédito: Divulgação/EDP

A EDP (ENBR3) registrou lucro líquido ajustado 58,6% maior no primeiro trimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020.

A empresa lucrou R$ 337 milhões no 1TRI21 contra R$ 212,5 milhões no 1TRI20.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Veja aqui o balanço do 1TRI21.

EDP (ENBR3): principais números do balanço do 1TRI21

Lucro líquido ajustado

Lucro 1TRI21: R$ 337,0 milhões

Lucro 1TRI20: R$ 212,5 milhões

Ebitda ajustado

Ebitda 1TRI21: R$ 807,4 milhões

Ebitda 1TRI20: R$ 601,3 milhões

Receita líquida

Receita 1TRI21: R$ 3,5 bilhões

Receita 1TRI20: R$ 3,2 milhões

Ebitda ajustado sobe 34% no 1TRI21

O Ebitda ajustado da EDP (ENBR3) cresceu 34,3% no 1TRI21.

O indicador passou de R$ 601,3 milhões para R$ 807,4 milhões nos três primeiros meses de 2021.

Receita sobe 7%

A receita líquida da EDP (ENBR3) cresceu 7% no 1TRI21.

O indicador passou de R$ 3,2 bilhões para R$ 3,5 bilhões ao fim de março deste ano.

Outros destaques de EDP (ENBR3)

A dívida líquida, considerando a geração operacional e os dispêndios de caixa no período, alcançou R$ 6,8 bilhões, aumento de 1 1,7% em relação ao saldo de 2020.

A relação Dívida Líquida/EBITDA dos ativos consolidados foi de 1,8 vez e de 2,0 vezes considerando a participação em Jari, Cachoeira Caldeirão e São Manoel.

Com foco na otimização da estrutura de capital, a alavancagem consolidada da EDP alcançou 2,5x Dívida Líquida / EBITDA ajustado no final do trimestre, desconsiderando os efeitos não recorrentes dos últimos 12 meses.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

EDP (ENBR3) 1TRI21