D1000 (DMVF3) reverte prejuízo e lucra R$ 1,5 milhão no 3TRI20

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A rede de drogarias d1000 (DMVF3) reportou o primeiro trimestre positivo de 2020. Com lucro líquido de R$ 1,5 milhão no terceiro trimestre, a empresa reverteu o prejuízo líquido de 5,9 milhões no mesmo período do ano passado.

No primeiro trimestre de 2020 o prejuízo havia sido de R$ 6,3 milhões, seguido de um prejuízo de R$ 13 milhões no segundo trimestre.

Este é o primeiro balanço divulgado pela empresa desde que realizou IPO (Oferta Pública Inicial), em 10 de agosto.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

 

Ebitda aumenta

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da d1000 somou R$ 23,6 milhões no terceiro trimestre deste ano. Ou seja, alta de 10% em relação aos R$ 21,4 milhões do mesmo período de 2019.

A margem Ebitda ficou em 9% nos meses de julho, agosto e setembro. Assim, houve aumento de 1,9 p.p. em relação ao mesmo período do ano passado.

Resultados d1000 3TRI2020

 

 

 

 

 

Receita bruta da d1000 cai 13,5%

A receita bruta da d1000 alcançou R$ 263,2 milhões no terceiro trimestre de 2020. O número é 13,5% menor do que o mesmo período de 2019.

Por outro lado, o indicador apresentou um avanço em relação ao segundo trimestre deste ano, com aumento de 14,5%.

O resultado, segundo a empresa, está concentrado no menor fluxo de clientes nas lojas de shopping impactadas pelo efeito da pandemia.

“Excluindo-se as lojas com atividades encerradas e aquelas localizadas em shoppings, que representam 17% do portfólio de lojas, a queda de venda teria sido de 2,7% entre os anos”, diz a d1000.

O fluxo de caixa livre ficou negativo em R$ 20,1 milhões.

A empresa fechou o trimestre com R$ 317 milhões em caixa, e pagou R$ 100 milhões de dívidas.

“Seguimos confiantes no nosso modelo de negócio e estamos cada vez mais animados com as oportunidades futuras”, afirma a empresa.

 

Novas lojas em operação

No terceiro trimestre de 2020, a d1000 inaugurou cinco lojas e fechou uma, somando 11 aberturas no acumulado do ano.

Em 30 de setembro de 2020, havia 192 lojas em operação. Destas, 120 eram no estado do Rio de Janeiro, e 72 no Centro-Oeste do país.

“Mesmo diante do cenário provocado pelo novo coronavírus, continuamos o nosso plano de expansão de lojas. Acreditamos em boas oportunidades de pontos para aberturas e ampliações e temos a certeza de que sairemos mais fortes do que entramos nesta pandemia”, explica a empresa.

 

Quer saber como investir no mercado de ações? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para auxiliar na sua trajetória de investimentos