McDonald’s (MCDC34) tem resultado acima da projeção. Saiba como investir

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação/McDonald's

O McDonald’s (MCDC34) é uma das empresas de fast-food mais conhecidas do mundo e, pela natureza do seu negócio, foi bastante atingida pela crise sanitária decorrente do coronavírus. Nesta terça-feira (27), a empresa divulgou seu balanço do terceiro trimestre de 2021.

Segundo análise do BTG Pactual Digital (BPAC11), o resultado foi “forte”, superando as estimativas do consenso de mercado.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A diminuição das restrições de mobilidade na pandemia, as inovações no cardápio como o novo sanduíche “crispy chicken”, e os aumentos de preço beneficiaram bastante a rede.

As vendas no conceito mesmas-lojas cresceram 14,6% nos EUA e 10,2% no mundo todo na base de 2 anos (sobre o 3T2019), num ritmo acima da concorrência (a Restaurant Brands, dona da Burger King, e a Domino’s Pizza tiveram crescimento inferiores).

A receita líquida cresceu 14% a.a. para US$ 6,2 bilhões (o consenso era US$ 6,04 bilhões), e o lucro por ação ajustado por itens não-recorrentes cresceu 22% sobre o 3T2020, somando US$2,76, contra US$2,46 esperados. Os destaques neste trimestre foram as vendas nos EUA e no Reino Unido, enquanto que a Austrália e a China foram negativamente impactados por novas ondas do Covid-19 e restrições de mobilidade.

O lançamento recente do programa de fidelidade em todos os EUA ajudou nas vendas online, com pedidos de refeições maiores do que no consumo dentro das lojas. Além disso, as promoções “Pedidos de Famosos” com a banda coreana BTS e o rapper Saweetie impulsionaram as vendas nas lojas.

Em relatório anterior, divulgado em 3 de outubro, o BTG Pactual (BPAC11) já havia ressaltado que o McDonald’s gera valor com baixo risco.

“O McDonald’s é bastante saudável financeiramente, gera entre US$ 4 e US$ 5 bilhões de caixa por ano e gasta tudo isso distribuindo dividendos e recomprando suas ações no mercado, aumentando o valor para os demais acionistas (quanto menos ações, maior o lucro e maior o dividendo por cada ação remanescente). Segundo as estimativas do consenso de mercado do Bloomberg, o preço justo da ação oferece um retorno potencial de 9%, o que significa um preço alvo ao redor de R$ 72 para o BDR. No valuation relativo (comparando os múltiplos de resultado da companhia com os de seus pares), observamos um desconto em relação à média, o que na nossa visão é injustificado”, diz o BTG.

Valorização das ações do McDonald’s (MCDC34)

Para os investidores brasileiros, as ações do Mc estão disponíveis na B3 via Brazilian Depositary Receipts (BDRs), sob o código MCDC34.

O BDR de McDonald’s (MCDC34) acumula alta de 21,9% desde o início deste ano.

No primeiro pregão de 2021 os BDRs eram cotados a R$ 55,61 contra os atuais R$ 67,80 (27/10).

Conheça o McDonald’s (MCDC34)

O McDonald’s (MCDC34) é a maior empresa de fast-food de hambúrgueres do mundo. Serve mais de 68 milhões de clientes em quase 40 mil unidades espalhadas em 19 países.

Ela iniciou suas atividades em 1940 e sua sede está localizada nos Estados Unidos, onde começou como uma churrascaria. Foi só em 1948, oito anos após sua fundação, que o Mc Donald’s passou a ser uma hamburgueria, de fato. Ao longo dos anos, os negócios expandiram e hoje ela oferece um vasto cardápio de lanches e sobremesas.

A companhia atende em lojas físicas, drive-thru e via aplicativos de entrega.

Origem e história da companhia

Em 1937, os irmãos Richard e Maurice McDonald abriram uma barraca de cachorro-quente na Califórnia. Após três anos, eles fizeram uma primeira expansão, abrindo um restaurante chamado McDonald’s na tradicional Rota 66. O cardápio tinha 25 itens, mas a maioria era churrasco.

O primeiro lanche lançado pela dupla custava menos de 20 centavos de dólar e era entregue nos carros por garçonetes com patins. Com o preço baixo, a refeição se popularizou, o que aumentou o número de clientes.

Vendo que a receita da empresas vinha mesmo dos lanches, em 1948 o restaurante foi reinaugurado. Mas vendia até então apenas hambúrgueres, milk-shakes e batata frita.

Com o grande sucesso, em 1953, as franquias do McDonald’s (MCDC34) começam a surgir. Desde então, o foco em um atendimento rápido e de qualidade faz com que a empresa tenha ótimos resultados.

Atualmente, o Mc é a maior franquia de fast-food do mundo e está presente em quase duas dezenas de países.

BTG: McDonald’s é franquia de sucesso global bastante lucrativa

Apesar de crescer pouco, o McDonald’s permanece bastante lucrativo, com um balanço sólido e faturando por ano aproximadamente US$ 23 bilhões, diz o BTG Pactual (BPAC11) em relatório divulgado em outubro.

Segundo os analistas, o BDR do McDonald’s tem um papel fundamental numa carteira de BDRs, pois sua forte geração de caixa, recompras de ações e solidez financeira compensam posições em ativos de rápido crescimento e inovação.

“A companhia é uma verdadeira ‘cash cow’, gerando bilhões de dólares com baixo risco de execução nas operações e retornando quase tudo aos acionistas através de dividendos e recompras de ações. A companhia tem uma marca mundialmente conhecida, um longo histórico de resultados fortes e remunera muito bem os seus acionistas”, afirma o BTG.

Para os analistas, o McDonald’s está em um estágio maduro de crescimento, expandido a receita e lucros vagarosamente nos últimos anos (CAGR do lucro líquido entre 2017 e 2022 está em 7,2% a/a).

Em 2021, o McDonald’s está abrindo 1.350 novos restaurantes, dos quais mais de 400 na China. Os fechamentos deverão somar 700 unidades, grande parte nos EUA, em locais de vendas decrescentes, como dentro dos supermercados Walmart.

O BTG ressalta ainda um fato curioso: o patrimônio líquido é negativo! “Sim, há anos o McDonald ‘s contabiliza um valor negativo no patrimônio, como se as dívidas e demais passivos no balanço fossem maiores que os ativos, e a companhia estivesse ‘quebrada’. Por isso o indicador ROE, ou retorno sobre o patrimônio, é negativo e assusta à primeira vista”, afirmam os analistas.

Em setembro de 2021, o McDonald’s anunciou que aumentará seus dividendos trimestrais em 7% e que retomará a recompra de ações. O dividend yield para 2022 estimado pelo consenso de mercado é de 2,3%.

O que é preciso fazer para investir na empresa?

Até outubro de 2020, os BDRs eram restritos a instituições financeiras e pessoas com mais de R$ 1 milhão em investimentos – os chamados investidores qualificados. Agora, estão acessíveis a qualquer pessoa física.

Quem adquire um BDR está, indiretamente, participando de uma empresa no exterior, e terá direito aos dividendos distribuídos pela companhia lá fora.

Funciona mais ou menos como um fundo de investimento. O investidor não vira o dono da ação, portanto não é sócio da empresa em questão.

Para comercializar um BDR, a instituição emissora do papel adquire várias ações de empresas estrangeiras. Depois monta um “pacote” e vende partes dele aos investidores. Logo, esses títulos são como cotas.

Para adquirir BDRs do McDonald’s, o investidor precisa procurar um banco ou uma corretora de valores autorizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).