Notícias

Berkshire Hathaway – Conheça a história da empresa por trás de Warren Buffett

Avalie este artigo!
Berkshire Hathaway
Berkshire Hathaway

Composta por uma extensa gama de empresas subsidiárias, a Berkshire Hathaway é uma companhia cuja sede localiza-se no estado norte-americano de Nebraska. Seu crescimento ao longo das últimas 4 décadas impressiona, uma vez que o nível alcançado foi de 20,3% somente em dividendos destinados aos seus acionistas. Além disso, o -quadro total de colaboradores do conglomerado também é expressivo, sobretudo por seu aumento proporcional à cada nova aquisição da corporação.

No comando da grande companhia está o conhecido empreendedor Warren Buffett, que atualmente dirige todo o grupo. Para dar início a esse verdadeiro império do mundo dos negócios, Buffett empregou algumas rendas geradas em operações da própria Berkshire Hathaway, como aquelas provenientes de transações envolvendo seguros.
Nos últimos tempos, Warren Buffett empenhou-se na aquisição de companhias inteiras. Quando começou a atuar na Berkshire Hathaway, entretanto, sua linha de empreendimento caracterizava-se por investimentos através de ações na bolsa, algo que trazia resultados a longo prazo. Dentre as diversas empresas que compõem o grupo, destacam-se aquelas voltadas à produção de doces, jóias, jornais, uniformes, além da prestação de serviços como distribuição de energia elétrica e gás.

A história da Berkshire Hathaway

Berkshire Fine Spinning Associates
Berkshire Fine Spinning Associates – 1898

O ano de 1923 foi marcado pela fusão de duas empresas do ramo têxtil. Trata-se da união estabelecida pela Companhia de Algodão Berkshire, que abriu as portas em 1889 e pela corporação Valley Falls, cujo funcionamento se deu em 1839. Enquanto operavam separadamente, as duas instituições localizavam-se respectivamente em Massaschusetts e Rhode Island. Após a unificação, contudo, estabeleceu-se que passariam a se chamar “Berkshire Fine Spinning Associates”.

Em 1955, quando a empresa completava pouco mais de 3 décadas de funcionamento, uma nova fusão foi iniciada, dando origem à “Berkshire Hathaway”. Dessa vez, houve a participação da Companhia Manufaturada Hathaway, cuja fundação data de 1888, também em Massaschusetts, pelo empresário Horatio Hathaway, que viu-se em declínio financeiro após a Segunda Guerra Mundial. Depois da fusão, com o empreendimento sob o controle de Seabury Stanton, houve um período de melhora dos negócios, mas esta boa fase logo deu lugar a demissões em massa e fechamento de algumas unidades operacionais.

No ano de 1962, o empreendedor Warren Buffett decidiu que era hora de comprar ações da empresa fruto da fusão que já completava 7 anos. Mesmo com alguns atritos com a família Stanton, Buffett conseguiu adquirir um potencial acionário capaz de modificar o quadro de gestores da companhia e assim exercer o controle sobre a corporação.

National Indemnity building - Omaha, Nebraska
National Indemnity building – Omaha, Nebraska

Ao longo de 5 anos, Buffett atuou apenas com foco na produção têxtil. Em 1967 isso se modificou, já que o empreendedor abriu seu leque de atuações com a aquisição da seguradora National Indemnity Company. Na década de 1970, a organização conseguiu comprar um percentual do capital da empresa Geico, que até os dias atuais funciona como uma das maiores fornecedoras de recursos para investimentos do conglomerado. Em meados da década de 1980, gestores do grupo acharam melhor finalizar as operações têxteis.

Identificadas como “classe A”, as ações da companhia foram vendidas na Bolsa de Valores de Nova Iorque, como uma das mais caras da história. Para se ter uma ideia, cada uma delas foi negociada pelo exorbitante valor de US$ 99.200, no ano de 2009, sendo que em 2007 já havia alcançado o montante de US$ 150 mil.

Conhecido pela modo corajoso como realiza investimentos, Buffet é tido também como um dos homens mais sábios do ramo dos negócios. Uma de suas características mais emblemáticas diz respeito ao hábito de escrever cartas direcionadas aos seus colaboradores, algo que ocorre anualmente, de maneira que o conteúdo é sempre lido em eventos do grupo. Além disso, o conglomerado foi classificado em 2007 como o mais respeitado do mundo.

Dentre os sócios mais expressivos da organização, nomes internacionalmente conhecidos são comuns. É o caso de Bill Gates, segundo maior acionista do grupo, já que conta com um total de 5% de participação em ações consideradas de categoria B. O magnata que fundou a Microsoft, no entanto, atua no conglomerado através de uma outra empresa, a Cascade Investments LLC.

Com o intuito de promover a atração de investidores dispostos a efetuarem negócios de longo prazo, o grupo optou por nunca dividir suas ações. Dessa maneira, inibiu-se a possível participação de especuladores com objetivos contrários ao esperado pelos gestores do conglomerado. Anualmente, a reunião do quadro de acionistas ocorre no estado de Nebraska, onde há uma média de 20 mil visitas na data do evento, além da presença dos 27 mil acionistas da organização.

Mesmo com o estrondoso e reconhecido sucesso de Buffett à frente dos negócios, estima-se que ele tenha um salário considerado baixo para o cargo que exerce na direção do grupo, algo avaliado em torno de US$ 100 mil pelo período de um ano. Em comparação com os ordenados de outros executivos de grandes empresas, acredita-se que seja realmente um valor abaixo da média para os padrões norte-americanos.

Warren Buffett e Bill Gates
Warren Buffett e Bill Gates

Empresas que compõem a Berkshire Hathaway

Seguradoras

Cerca de 50 companhias integram essa área da corporação. Dentre os produtos e serviços oferecidos por elas, estão os seguros de vida, contra acidentes, de proteção a imóveis, sobretudo para contratantes residentes nos Estados Unidos, além de resseguros e planos de saúde. Boa parte do trabalho desenvolvido nessa área se deve ao fato da companhia ter adquirido em 1998 a empresa General Re. Com isso, um dos maiores faturamentos no segmento foram alcançados em 2004, quando se atingiu o montante de US$ 48 bilhões.

Energia elétrica

No campo das empresas que atuam com energia elétrica está a Companhia Gestora de Energia MidAmerican, cuja posse por parte da Berkshire Hathaway está representada por 83,7%. Dentro da empresa, contudo, há ainda uma outra subsidiária, a CE Electric UK.

Vestuário, serviços e varejo

O grupo responde por um grande volume de roupas que é produzido e distribuído dentro e fora do país. Nessa linha de atuação, estão empresas como Fechheimer Brothers, Russell Corporation e Garan. Os calçados ficam por conta das organizações Justin Brands, Acme Boots e H.H. Brown. Boa parte dessas instituições é resultado de aquisições transacionadas sob altos valores em se tratando de suas ações.

Itens de construção civil

O grupo ingressou nesse segmento em 2000, ano em que houve a compra da Acme Building Brands, bem como da empresa Benjamin Moore & Co. No ano seguinte, foi a vez da companhia adquirir 90% da MiTek Inc, além da totalidade da Johns Manville. Como últimas negociações, os gestores do conglomerado fecharam negócio para a aquisição da Clayton Homes e da Shaw Industries.

Serviços voltados à aviação

Uma das maiores empresas dessa área, a Flight Safety International Inc. foi comprada em 1996 pelo grupo. Dentre suas principais aplicações, está o desenvolvimento de recursos que empregam tecnologia de ponta e são voltados a operadores de aviação. Dois anos depois houve a aquisição da NetJet Inc., que atua no mesmo ramo.

Outras aquisições

Muitas outras empresas foram adquiridas pelo grupo e outras várias contam com algum percentual de participação em seus quadros societários. Dentre as mais expressivas, estão a See’s Candies, que atua na fabricação de embalagens para doces, a Marmon Holdings Inc., empresa esta fundada há mais de 50 anos e que produz tanques para automóveis, a McLane Company, que pertencia ao grupo Wal-Mart, dentre outras.

Veja também: Warren Buffett: Conheça a história do maior investidor de todos os tempos

Tags

Filipe Teixeira

Filipe Teixeira é redator do Portal EuQueroInvestir. Gremista, filho dos anos 80, apaixonado por filmes, música, política e economia.

É também Coordenador da área de Marketing do EuQueroInvestir.com e do EuQueroInvestir A.A.I assessores de investimentos.

Me envie um e-mail: filipe.teixeira@euqueroinvestir.com
Ou então uma mensagem por WhatsApp: (51) 98128-5585
Instagram: filipe_st

Artigos Relacionados

Close