Ata do Fomc sinaliza que membros podem elevar juros caso inflação continue a subir

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

O Fed (Federal Reserve, o banco central americano) divulgou nesta quarta-feira (24) a ata do Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto, na sigla em inglês,  formado por dirigentes da instituição).

Os membros disseram que a incerteza em torno da inflação aumentou. Diante disso, vários participantes avaliaram que pode ser necessário aumentar juros mais cedo do que o esperado.

O comunicado reforça que os membros do Fomc não hesitariam em tomar medidas contra a inflação. Isso porque, segundo a ata, a inflação elevada reflete em grande medida fatores que se esperavam ser transitórios.

De acordo com a ata do Fomc, os desequilíbrios de oferta e demanda contribuíram para aumentos de preços.

Além disso, os participantes avaliaram que riscos de inflação levaram à alta nos juros dos Treasuries.

Emprego e atividade econômica

Os membros do Fomc preveem crescimento robusto em 2022 com o avanço da vacinação e redução das restrições de oferta. No entanto, as restrições de oferta provavelmente continuarão por mais tempo que o esperado.

Adicionalmente, os integrantes informaram que houve nova aceleração na criação de empregos e um aumento nas vendas no varejo dos EUA.

Os membros ainda viram possibilidade de outra onda de Covid-19 como importante fator de risco para atividade econômica.

Tapering

Após a sessão de dois dias encerrada em 3 de novembro, o Fomc indicou que vai começar a cortar o programa mensal de compra de títulos.

O Fed comunicou que o movimento começaria no final deste mês, com uma redução de US$ 15 bilhões no programa de compra de papéis, sendo US$ 10 bilhões em Treasuries e US$ 5 bilhões em bônus atrelados a hipotecas.

A ata sinaliza que alguns integrantes do Fomc queriam um ritmo mais acelerado de aperto monetário para dar ao BC americano margem de manobra, de forma a elevar as taxas de juros mais cedo.

Reação do mercado

Após à ata do Fed o S&P 500 cai 0,01%, o Nasdaq tem alta 0,03% e Dow Jones recua 0,21%.

Já o Ibovespa opera aos 104.173,25 pontos, alta de 0,50%.

No câmbio, o dólar tem queda de 0,28%,  para R$ 5,592.