AES Brasil (AESB3) informa sobre leilão de ações; Qualicorp (QUAL3) conclui aquisição de carteira

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: AES Brasil / Reprodução

A AES Brasil (AESB3), comunicou nesta quarta-feira (16) que realizará em 17 de junho de 2021 um leilão de venda de ações ordinárias, organizado pela B3 (B3SA3), “referente às frações de ações remanescentes em decorrência da incorporação das ações de emissão da AES Tietê pela companhia”.

Serão leiloadas 18.428 ações, ao preço de referência de R$ 14,27, equivalente ao preço de fechamento em 16 de junho de 2021, véspera do leilão.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O leilão acontece na quinta-feira (17), das 16h55 às 17h00.

“Os valores auferidos no referido leilão serão disponibilizados líquidos de taxas aos antigos acionistas da AES Tietê, titulares originais das frações de ações a serem leiloadas, nas devidas proporções, com data prevista para pagamento até 2 de julho de 2021”, completou a AES Brasil.

Qualicorp (QUAL3) conclui aquisição da carteira de planos privados coletivos da Unimed Natal

A Qualicorp (QUAL3) concluiu o fechamento da transação prevista no contrato celebrado em 6 de abril último com a Gestão Serviços de Intermediação, Agenciamento e Negócios Ltda., para a aquisição de carteira de planos privados de assistência à saúde no segmento coletivo por adesão.

A carteira possui aproximadamente 7,9 mil vidas atendidas pela Unimed Natal. Todas serão migradas para a base da Qualicorp.

A empresa também iniciou uma parceria comercial com a Unimed Natal, “adicionando mais uma operadora ao seu portfólio e firmando uma importante parceira para distribuição de produtos nas áreas de cobertura da Unimed Natal”.

Smartfit (SMFT3) fecha aquisição da Just Fit

A Smartfit (SMFT3) concluiu a aquisição de 100% das ações do capital social total e votante da Just Fit, sociedade que opera 27 academias no estado de São Paulo.

O preço da aquisição será apurado e pago somente após a ocorrência de um evento de liquidez na Smart Fit.

CSN (CSNA3) elege membros para a diretoria executiva

O Conselho de Administração da CSN (CSNA3) aprovou por unanimidade a eleição de membros da Diretoria Executiva.

São eles: Milton Picinini Filho, para o cargo de Diretor Executivo, responsável pela área de produção do segmento de siderurgia; e Stephan Heinz Josef Victor Weber, para o cargo de Diretor Executivo, responsável pela área de investimentos.

Eles tomam posse de imediato. Desta forma, a Diretoria Executiva da CSN passa a ter Benjamin Steinbruch como Diretor Presidente; e os diretores executivos Luis Fernando Barbosa Martinez, David Moise Salama, Eduardo Gotilla, Marcelo Cunha Ribeiro, em Finanças, mas acumulando as funções de Relações com Investidores, Milton Picinini Filho e Stephan Heinz Josef Victor Weber, todos com mandato até 25 de setembro de 2021, “ficando desde já estabelecido que o mandato se estende até a investidura de seus substitutos”.

Hidrovias do Brasil (HBSA3) tem alteração acionária

A Hidrovias do Brasil (HBSA3) recebeu correspondência da Verde Asset informando que fundos de investimento geridos por ela passaram a deter 38.079.990 ações ordinárias da companhia.

/Isso equivale a 5,01% do capital social da HBSA, se qualificando como detentora de participação relevante no capital social.

Como de praxe nessas operações, a Verde informou que o aumento de participação societária tem natureza de investimento e não busca alterar composição do controle ou a estrutura administrativa da Hidrovias do Brasil.

Linx (LINX3): Cade aprova compra da companhia pela Stone sem restrições

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição, pela Stone, da totalidade das atividades da Linx (LINX3). O Tribunal deu aval à operação, em definitivo, sem restrições.

O Grupo Stone presta serviços de pagamentos, incluindo o desenvolvimento de estrutura tecnológica para captura, transmissão e processamento de dados e liquidação de transações, lembra o Cade. “Além disso, atuam nos segmentos de adquirência, serviços de gateway on-line, softwares de gestão empresarial, crédito, transferência eletrônica de fundos e serviços de entrega rápida com ênfase maior no setor de varejo”.

Em novembro de 2020, os acionistas da Linx bateram o martelo pelo negócio, que tinha também a Totvs (TOTS3) como pretendente. Pouco antes da assembleia, a Stone aumentou sua proposta em R$ 268,5 milhões a parcela em dinheiro a ser paga pela incorporação da companhia.

A cifra corresponde a um pagamento adicional em caixa de R$ 1,50 por ação Linx, totalizando R$ 33,56 em dinheiro mais 0,0126774 ações classe A da Stone.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3