Zona do euro: vendas no varejo caíram 11,7% em abril

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pexels

O Eurostat, serviço de estatística da União Europeia, divulgou nesta quinta-feira (4) o resultado de abril das vendas no varejo. Ainda sob forte impacto do isolamento social decorrente das medidas de contenção à pandemia de coronavírus, o indicador apontou uma queda de 11,7% no comércio da zona do euro. Na União Europeia, o recuo foi de 11,1%.

Em março, o volume de vendas também teve queda de 11,1% na zona do euro e de 10,1% na União Europeia.

Na comparação com abril de 2019, a queda é de 19,6% na zona do euro e de 18% na União Europeia.

vendas no varejo

Comparação mensal

As maiores quedas nas vendas na zona do euro no mês foram registradas para combustíveis automotivos,  produtos não-alimentícios e alimentos, bebidas e tabaco. Eles recuaram 27,7%, 17% e 5,5%, respectivamente.

Já as vendas online tiveram alta de 10,9%.

Ainda na comparação mensal, os países-membros que registraram as maiores quedas foram Malta (-25,1%), Romênia (-22,3%) e Irlanda (-21,9%). O único aumento foi observado na Finlândia (+ 0,3%), enquanto o volume na Suécia permaneceu estável.

Comparação anual

Na comparação anual, os combustíveis tiveram uma queda de consumo de 46,9% entre abril de 2019 e 2020. Produtos não-alimentícios caíram 33,6%. E comida, bebida e tabaco tiveram crescimento de 2,5%.

França (-31,1%), Espanha (-29.8%), Malta (-24.8%) e Luxemburgo(-24.7%) registraram as maiores baixas.