Zona do euro: percepção econômica melhora quanto ao futuro

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Foi divulgado nesta terça-feira (21) o Índice de Percepção Econômica ZEW (Zentrum für Europäische Wirtschaftsforschung).

Ele traz a percepção dos investidores da Alemanha para a economia da zona do euro nos próximos seis meses.

O resultado de abril demonstra uma acentuada subida em relação a março: 25,2 pontos, ante -49,5 pontos.

Os -49,5 pontos foram registrados no auge das medidas de isolamento social, com s bloqueios nacionais e os fechamentos de fábricas e do comércio em grande parte dos países.

O índice atual já capta as perspectivas de retomada com a reaberturas das economias.

A avaliação da situação econômica atual, no entanto, piorou. Foi de -48,5 em março para -93,9 pontos em abril.

Na pesquisa, são consultados cerca de 300 especialistas, entre bancos, companhias de seguros e departamentos financeiros.