XP lucra R$ 1,1 bi, alta de 119%, com crescimento recorde

Osni Alves
Jornalista desde 2007. Passou por redações e empresas de comunicação em SC, RJ e MG. E-mail: oalvesj@gmail.com.
1

Crédito: Guilherme Benchimol CEO XP

Uma as maiores gestoras de ativos do país, a XP Investimento reportou lucro líquido de R$ 1,1 bilhão em 2019, alta de 119% na comparação com o ano anterior.

Conforme a companhia, tratou-se e um recorde. Já no quarto trimestre de 2019, o lucro líquido atingiu R$ 417 milhões, incremento de 262% frente a igual período de 2018.

Outros indicadores também se mostraram positivos. A receita bruta foi de R$ 5,5 bilhões, um crescimento de 73%. No quarto trimestre, a receita alcançou R$ 1,7 bilhão (+91%).

No ano passado, a margem líquida ajustada ficou em 20,9% contra 16,6% no ano anterior. A companhia tem mais de R$ 7 bilhões de caixa próprio e diz estar capitalizada para enfrentar o atual cenário de turbulência e aproveitar oportunidades nos diferentes mercados de atuação.

xp-inc-xp-investimentos-2

Investimentos de qualidade

A XP aumentou sua base de clientes, passando de 892 mil, em 2018, para 1,702 milhão no final de 2019, uma alta de 91%.

Segundo a gestora, essa elevação é porque a companhia “segue democratizando o acesso dos brasileiros a investimentos de qualidade.”

E acrescenta: “embora os resultados sejam significativos, eles ainda têm grande potencial de crescimento”, diz.

Isso porque “aproximadamente 90% dos ativos dos brasileiros ainda estão investidos em grandes bancos, com altas taxas, produtos de menor qualidade e serviços ineficientes”, frisa.

CEO da XP Inc, Guilherme Benchimol se diz confiante e que este é apenas o começo da jornada, com um mercado ainda massivo e concentrado no Brasil, oferecendo oportunidades significativas no futuro.

guilherme-benchimol-xp-investimentos-inc

Ganhando relevância

De acordo com Benchimol, o tema investimentos vem ganhando relevância na vida dos brasileiros, visto que as taxas de juros do país estão cada vez menores.

“A XP oferece grande diversidade de produtos de investimento acessíveis no mercado brasileiro e internacional a todos os tipos de investidores, incluindo clientes corporativos, por meio das três marcas: XP Investimentos, Rico e Clear”, diz.

Guerra aos bancos convencionais

Ele frisa que um dos principais desafios de curto prazo da companhia é proporcionar um pacote completo de serviços financeiros, incluindo contas digitais, cartões de crédito e débito, câmbio, empréstimos garantidos, entre outros.

“O objetivo é que, ao longo dos próximos trimestres, os clientes tenham a oportunidade de consolidar totalmente seus investimentos na XP Inc., para que possam cortar ainda mais seus vínculos com os bancos comerciais”, afirma.

Conforme o executivo, em março a XP assinou uma parceria com a Visa para a emissão de cartões de débito e crédito, que serão lançados pela empresa em 2020. A iniciativa marca a entrada da companhia no segmento de pagamentos digitais no Brasil.

“Desde o ano passado, estabelecemos uma equipe focada no design do produto, que agora trabalha em estreita colaboração com a Visa para oferecer uma oferta diferenciada aos clientes por meio do XP Visa Infinite Card”, informa.

E continua: “a nossa cultura, nosso modelo de partnership e alinhamento de longo prazo são os diferenciais que nos manterão à frente da concorrência e serão essenciais para superarmos adversidades”, diz.

Para o CEO, a XP está no início de um movimento que traz uma série de benefícios para todos os investidores do país. “Temos orgulho em seguirmos firmes transformando o mercado financeiro para melhorar a vida das pessoas”, conclui Benchimol.