Wilson Witzel, governador do RJ, testa positivo para Covid-19

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / Twitter

O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou nesta terça-feira (14) que testou positivo para o novo coronavírus.

Em um vídeo publicado em sua conta oficial no Twitter, comunicou que vinha passando mal desde sexta-feira (10) e pediu para fosse testado. O resultado saiu hoje.

“Quero comunicar a todos que desde sexta-feira não venho me sentindo bem, e pedi para que fosse feito o teste do Covid e hoje veio o teste positivo”, disse o governador, visivelmente abatido.

“Tive febre, dor de garganta, perda de olfato, e, graças a Deus, estou me sentindo bem e continuarei trabalhando, aqui do Palácio Laranjeiras, mantendo as restrições e as recomendações médicas. Tenho certeza que vou superar mais essa dificuldade”, disse.

Encerrou sua mensagem pedindo para que as pessoas fiquem e casa: “peço mais uma vez para que fiquem em casa, porque a doença, como todos podem perceber, ela não escolhe ninguém e o contágio é rápido.

Casos no Rio de Janeiro

O estado do Rio de Janeiro é o segundo mais afetado da federação, com 3.231 casos confirmados e 188 mortes, segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados em 13 de abril.

O estado preocupa, pois 71% dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) estão ocupados por pacientes com Covid-19. A saturação impede que pessoas com outras enfermidades, que também necessitam de tratamento intensivo, recebem a atenção devida.

Na enfermaria, a taxa de ocupação por doentes com Covid-19 é de 48,5%.

É um número que aumenta preocupantemente: segundo o UOL, na semana passada, as porcentagens eram de 63%, no caso da UTI, e 41%, na enfermaria. Há disponíveis 2.541 leitos de enfermaria e 214 de UTI.

Wilson Witzel prorroga isolamento

Na segunda-feira (13), Witzel já havia declarado a prorrogação do isolamento no estado até o dia 30 de abril.

Estão previstos a construção de novos 3.414 leitos, sendo 2.000 nos hospitais de campanha, com previsão de entrega só no final de abril.

Esse é o tempo que Witzel espera ganhar ao anunciar a prorrogação. As medidas que restringem a circulação de pessoas em todo o estado, e estipula como o comércio pode funcionar, assim como os aparelhos públicos, como parques e praias.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Autoridades infectadas

Não só Wilson Witzel. Outras autoridades também foram infectadas.

O presidente do Congresso Nacional, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi a primeira autoridade de relevância no Brasil a ser infectado com o novo coronavírus. Foi para isolamento domiciliar e está plenamente recuperado e já de volta ao trabalho.

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS), também recuperado, foi o primeiro parlamentar a ser infectado. Ele estava na comitiva presidencial que foi aos Estados Unidos no começo de março e que infectou mais de 20 pessoas, com exceção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Foram infectados Allan Coelho de Séllos (Chefe do Cerimonial do Itamaraty), Augusto Heleno (Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Bento Albuquerque (Ministro de Minas e Energia), Daniel Freitas (Deputado Federal (PSL), Fabio Wajngarten (Secretário de Comunicação da Presidência da República), Gabriel Azevedo (vereador de Belo Horizonte (Patriota), Izolda Cela (vice-governadora do Estado do Ceará), Prisco Bezerra (Senador (PDT-CE) e outros.

Em 28 de março, Antônio Felícia (PT), prefeito de São José do Divino, cidade a 234 km de Teresina, no Piauí, se tornou o primeiro governante no Brasil a morrer em decorrência do novo coronavírus.

LEIA MAIS
Brasil tem 23.240 casos confirmados e 1.328 mortes pelo Covid-19

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre testa positivo para o coronavírus