Westwing (WEST3): prejuízo cresce 10,8 vezes no 4TRI

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A Westwing (WEST3) registrou prejuízo de R$ 5,4 milhões no quarto trimestre de 2020, crescimento de 10,8 vezes na comparação com igual período de 2019.

No ano, o lucro somou R$ 11,7 milhões, revertendo prejuízo do mesmo período de 2019. Esse valor foi impactado pelo reconhecimento de Imposto de Renda diferido no período.

O GMV cresceu 96% no trimestre, totalizando R$ 372,6 milhões.

Ebitda

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) foi negativo em R$ 6,2 milhões no quarto trimestre de 2020, contra resultado positivo de R$ 1,336 milhão nos últimos três meses de 2019.

Enquanto isso, a margem Ebitda foi de %, baixa de  p.p.

Receita cresce 105%

A receita líquida atingiu R$ 77,4 milhões no período, uma elevação de 105% na comparação anual.

O lucro bruto da Westwing subiu 84% no quarto trimestre do ano passado, atingindo R$ 110,7 milhões.

A margem bruta atingiu 45,1%, baixa de 0,9 ponto percentual.

Dívida e Capex

O Capex no ano foi de R$ 7,9 milhões, R$ 6,0 milhões acima de 2019.

A Westwing apresentou dívida líquida negativa (de R$ 19,1 milhões) no final do ano, reforçada por sua sólida posição de caixa, comparada a uma dívida líquida de R$ 0,9 milhão em 2019.

Confira os destaques do balanço da Westwing: