Warren Buffett: Conheça a trajetória da lenda do mercado financeiro

Natalia Gómez
Editora, é jornalista especializada no mercado de investimentos há 17 anos. Formada pela PUC-SP, teve experiências em veículos como Agência Estado, Valor Econômico e Revista Você SA; e na área de comunicação corporativa e relações públicas para instituições financeiras.
1

Foto: warren buffet

Quase todo mundo que se interessa por negócios, investimentos e mercado financeiro já se deparou algum dia com o nome de Warren Buffett. Fazer referência a Buffett nestes contextos é justificável quando consideramos a genialidade deste investidor.

Buffett não se faz presente apenas em conversas sobre investimentos ou na lista dos investidores mais lendários de todos os tempos. Ele também faz parte do ranking dos homens mais ricos do mundo.

Por isso, suas frases e ensinamentos são passados para todos aqueles que almejam atingir o mesmo patamar que ele conseguiu atingir: o sucesso financeiro e pessoal.

Além de ser muito famoso entre os investidores, Buffett também é muito conhecido nos Estados Unidos por aparecer em noticiários econômicos, onde costuma compartilhar conhecimento sobre investimentos e até ensinamentos de vida.

Apesar de ser tão conhecido, grande parte das pessoas não conhecem a sua história. Ou como foi que ele se tornou o maior investidor de todos os tempos.

Confira a seguir a história de Warren Buffett e como ele entrou para a lista dos homens mais ricos do mundo:

Quem é Warren Buffett

Buffett, ou Warren Edward Buffett, é reconhecido mundialmente como grande investidor do mercado financeiro e como filantropo americano focado em realizar iniciativas sociais.

Além disso, Warren também é presidente do conselho, principal acionista e diretor executivo da empresa Berkshire Hathaway.

Ele já entrou para a lista das pessoas mais ricas do mundo diversas vezes. Mas seu auge ocorreu em 2008, quando seu nome estampou o primeiro lugar.

Mas não é apenas por esse fato que Buffett é tão admirado.

Além disso, seu lado filantrópico se destaca pelas iniciativas sociais firmadas junto com diversos bilionários, como o Bill Gates.

Dentre seus trabalhos filantrópicos está a promessa de doação chamada de “Giving Pledge”. Trata-se de um projeto criado por Gates com o intuito de estimular bilionários a doarem pelo menos a metade de todo o seu patrimônio para ações sociais. O projeto sugere que os bilionários realizem a doação em vida ou em testamentos.

A história começa em Omaha

A história do maior investidor de todos os tempos começou no dia 30 de agosto de 1930, data do nascimento de Warren Edward Buffett. Nascido em Omaha, cidade localizada em Nebraska, nos Estados Unidos. Buffett é o segundo filho dentre os três de Leila e Howard Buffett. Warren é o único filho homem entre Doris e Bertie Buffett.

O primeiro contato de Buffett com investimentos foi inspirado por seu pai. Ele era um corretor da bolsa de valores americana e também membro associado ao Congresso dos Estados Unidos.

Mas sua familiaridade com o mundo dos negócios não parou por aí. O avô de Warren também era empresário e possuía uma loja de produtos alimentícios na cidade de Omaha.

A educação de Buffett se iniciou na Escola Elementar Rose Hill, também em Omaha. Aos 12 anos de idade, no ano de 1942, Buffett terminou o primário e entrou para a Escola Alice Deal Junior em Washington.

Mudança para Washington

A mudança de Omaha para Washington ocorreu por que o pai de Buffett foi eleito para atuar no Congresso dos Estados Unidos. Sendo assim, a mudança de estado foi inevitável. Já a formação escolar de Buffett ocorreu na Escola Woodrow Wilson.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

A vida empresarial de Buffett começou muito cedo, com iniciativas tomadas por ele mesmo na esperança de ganhar e guardar dinheiro. Desde criança, Buffett já esbanjava conhecimento sobre finanças e a importância de poupar.

Por isso, ele vendia balas, revistas semanais e Coca-Cola batendo de porta em porta na casa de vizinhos e moradores próximos a sua rua em Omaha. Além disso, Warren trabalhou ainda jovem na loja de seu avô.

Quando Buffett estava no ensino médio, suas ideias de como ganhar dinheiro eram sempre sinônimos de sucesso. Dentre elas, Buffett já vendeu bolas de golfe remanufaturadas e até trabalhou na customização de carros. Desde aquela época, Warren já demonstrava grande facilidade em lidar com dinheiro e construir riquezas.

Em 1944, Buffett realizou a sua primeira declaração fiscal. Nela, declarou que sua bicicleta e seu relógio de pulso eram itens indispensáveis para a realização de seu trabalho. Com isso, ele conseguiu uma dedução de US$ 35.

No ano seguinte, Warren e um amigo da escola compraram uma máquina de pinball no valor de US$ 25, e a colocaram dentro de uma barbearia da cidade. Passado algum tempo, Warren e seu amigo já contavam com dezenas de máquinas de pinball espalhadas por toda a cidade.

New York Stock Exchange

New York Stock Exchange

Primeiro encontro com o mercado financeiro

A trajetória de Buffett no mercado financeiro começou muito cedo. Logo quando criança, Buffett fez questão de passar pelo New York Stock Exchange durante uma viagem a Nova York. Com apenas 10 anos de idade, Buffett aproveitou a visita e comprou algumas ações que ele guardou para ele mesmo e outras que cedeu a uma de suas irmãs.

Todos os projetos criados por Buffett desde a sua infância até a sua adolescência permitiram que ele acumulasse uma quantia alta de dinheiro. Essa quantia foi utilizada por Buffett para investir em uma empresa criada pelo pai dele e para comprar uma fazenda.

Para ter ideia, somente no período em que Buffett saiu do colégio, ele já contava com uma quantia de mais de US$ 90 mil.

Vida acadêmica de Buffett

A vida acadêmica universitária de Buffett se iniciou em 1947 na Universidade da Pensilvânia. Lá, ele foi membro de uma fraternidade denominada de “Alpha Phi Alpha”. Contudo, Buffett transferiu após dois anos de estudos o seu curso para a Universidade Nebraska-Lincoln. Em 1950, quando Buffett tinha apenas 19 anos de idade, ele se formou em economia, tornando-se bacharel.

Depois de sua formação acadêmica universitária, Warren Buffett entrou para a Escola de Negócios Columbia. Ele teve forte influência de dois grandes analistas econômicos: David Dodd e Benjamin Graham. A influência desses dois analistas ocorreu por parte dos livros: “Security Analyses” e “O Investidor Inteligente”.

Em seguida, um ano após a sua formação acadêmica em Economia, Buffett graduou-se em Mestre em Economia. Além disso, Buffett também recebeu uma graduação do Instituto de Finanças de Nova York.

Infuências

Benjamin Graham

Benjamin Graham

Segundo Buffett, a segunda pessoa que mais o influenciou em toda a sua vida foi Benjamin Graham, logo atrás de seu pai. Ele afirmou diversas vezes que a abordagem que ele utiliza para realizar investimentos consiste em técnicas elaboradas por Graham.

Em outras palavras, Buffett opera comprando ações abaixo do valor intrínseco, que é o “valor real de uma ação”, teoria enfatizada por Benjamin Graham em seu livro “O Investidor Inteligente”.

Contudo, Graham não foi o único a influenciar a forma como Buffett opera no mercado financeiro. Ele também já afirmou diversas vezes que segue algumas abordagens feitas por Fisher. Comprar ações de uma empresa barata não era o suficiente, na visão de Fisher.

Ou seja, ele acreditava que para se tornar um investidor de sucesso era preciso comprar papéis de empresas grandes. Principalmente aquelas que eram líderes no setor e que apresentavam vantagem competitiva em relação a outras.

Todas essas teorias estudadas por Buffett foram primordiais para que ele se tornasse um verdadeiro sucesso no mercado financeiro. Em suas palavras, Buffett afirmou: “Eu sou 15% Fisher e 85% Benjamin Graham”.

A carreira de Warren Buffett e a Berkshire Hathaway

Berkshire Hathaway

Berkshire Hathaway

A carreira de Buffett no mercado financeiro começou na empresa Buffett-Falk e Co. em 1951, onde trabalhou como vendedor. A empresa foi criada pelo seu pai com a sua ajuda. Após sair da empresa em 1954, Buffett aceitou um trabalho de analista na Graham-Newman Corp, onde trabalhou de 1954 a 1956.

No período de 1956 até o ano de 1969, Buffett trabalhou na Buffett Partnership Ltd. como sócio da empresa. Mas seu nome se destacou na Berkshire Hathaway Inc., empresa fundada por ele mesmo, onde atua desde 1970 com investimentos.

Voltando para 1954, Buffett também teve um grande marco em sua carreira, que foi um trabalho realizado em parceria com Benjamin Graham, um de seus grandes líderes em ensinamentos sobre o mercado financeiro. Durante essa parceria, Buffett recebia um salário de US$ 12 mil, e ainda pôde trabalhar ao lado de Walter Schloss, outro grande investidor.

Buffett Partnership

A parceria entre Graham e Buffett terminou em 1956, ano em que Buffett já contava com uma poupança pessoal no valor de US$ 174 mil. Com todo o conhecimento adquirido e valor arrecadado para o investimento, Buffett iniciou a empresa Buffett Partnership Ltd. A empresa era sediada em Omaha. Mais tarde, no ano de 1957, a empresa criada por Buffett já contava com a parceria de outros três sócios. Eles auxiliavam Buffett nas operações financeiras.

O número de sócios só foi aumentando com o passar dos anos. Em 1958 eram cinco, e em 1959, o número passou a ser seis com a chegada do investidor Charlie Munger. No ano de 1960, a empresa de Buffett passou a se chamar Buffett Associates, Buffett Fund, Dacee, Emdee, Glenoff, Mo-Buff e Underwood, por causa de seus sete sócios.

Durante este período, Warren ainda pediu a um de seus sócios que era médico, para que encontrasse outros dez médicos que pudessem se associar à empresa com um investimento de US$ 10 mil cada. Buffett conta este pedido trouxe outros onze novos associados a companhia.

O primeiro milhão de Buffett veio em 1962 graças à sua companhia e aos seus sócios. Somente em janeiro de 1962, a empresa acumulou uma quantia de US$ 7.178.500, sendo que desse total US$ 1.025.000 era de Warren Buffett.

Com desse capital, Buffett passou a ter apenas um sócio, conquistando por fim o controle total da empresa Berkshire Hathaway. Ainda em 1962, Buffett nomeou Ken Chace como presidente da empresa e terminou a sua parceria com os demais sócios.

A Fortuna de Warren Buffet

Toda a sua história resulta na multiplicação de dinheiro, tanto de Buffett quanto de outros investidores que puderam participar de parcerias com ele. Mas ele fez isso acontecer em diversas áreas de atuação. Inclusive na aquisição da empresa que atuava no setor têxtil e na venda de seguros, a Berkshire Hathaway.

Na época em que Buffett adquiriu o controle da empresa, as ações da Berkshire Hathaway podiam ser compradas por menos de US$ 10. Atualmente, para comprar uma única ação da empresa é preciso desembolsar quase US$ 100 mil.

Em 40 anos, a empresa teve uma valorização de 1.000.000%. Sendo assim, os investidores que aplicaram US$ 100 dólares na época em que Buffett comprou a empresa hoje contam com US$ 1 milhão. Essa mesma quantia aplicada na média Dow Jones durante os 40 anos que se seguiram renderam apenas US$ 1.500.

Homem mais rico

No ano de 2012, Buffett entrou para o terceiro lugar na lista das pessoas mais ricas do mundo, segundo a Forbes. Sua fortura era de US$ 44 bilhões. No ano seguinte, ele foi considerado a pessoa que mais arrecadou dinheiro em todo o mundo por ter conseguido uma média de US$ 37 milhões por dia. Esse resultado satisfatório de Buffett foi divulgado pela Wealth-X no dia 18 de dezembro de 2013.

Como resultado, Buffett conseguiu somar US$ 12,7 bilhões para a sua fortuna. Ele passou a deter um valor estimado de US$ 59,1 bilhões. A última lista lançada pela Revista Forbes em 2019 informou que Warren Buffett ocupa o terceiro lugar entre as pessoas mais ricas do mundo, logo atrás de Bill Gates. Atualmente, a sua fortuna é estimada em US$ 82,5 bilhões.

Vida pessoal de Warren Buffett

Warren Buffett se casou em 1952 com Susan Buffett Thompson. O casal teve três filhos, sendo eles: Susie, Howie e Peter. Em 1977, Buffett e Susan passaram a viver de forma separada até o ano de 2004, quando Susan morreu. Dois anos depois, em 2006, Warren se casou novamente com Astrid Menks, uma colega que trabalhava na companhia.

Entre as particularidades de Buffett, ele se classifica como agnóstico e não utiliza celular. Além disso, não possui computador em sua mesa de escritório e ainda dirige seu próprio carro, um Cadillac DTS. Ou seja, mesmo com toda a sua fortuna, ele leva uma vida bastante simples.

Warren Buffett e Jorge Paulo Lemann

Warren Buffett e o brasileiro Jorge Paulo Lemann se conheceram em 1998, época em que o brasileiro vendeu o Banco Garantia ao Credit Suisse First Boston. O negócio foi fechado por US$675 milhões.

Finalmente em 2013, concretizaram o primeiro negócio juntos: a aquisição da Heinz.

“Considero um dos maiores erros da minha vida que não tenhamos negócios antes – estamos na mesma sintonia”, declarou Buffett.

“No fim, estamos executando as coisas no longo prazo e construindo empresas que durarão para sempre, se for possível”, comentou o brasileiro.

Veja também: Berkshire Hathaway – Conheça a história da empresa por trás de Warren Buffett

(Texto publicado originalmente por Filipe Teixeira)

Conheça os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Dúvidas sobre como investir? Consulte nossoSimulador de Investimentos