Vulcabras faz acordo com a Dok Participações para vender fábrica em Sergipe

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)

Crédito: Divulgação

A Vulcabras Azaleia (VULC3), empresa de calçados com sede em Jundiaí (SP), anunciou, nesta terça (7), por meio de comunicado, que irá vender fatia de sua subsidiária em Sergipe para a Dok Participações.

A operação, informa a nota publicada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), envolve a soma de R$ 25
milhões, o que inclui a absorção de passivos pela compradora.

“O valor da operação não inclui ativos e passivos de capital de giro”, lembra a nota.

Subsidiária continuará vendendo produtos da empresa

Na operação, foram firmados documentos para garantir o funcionamento da fábrica de Sergipe.

A Vulcabras de Sergipe continuará fabricando produtos do portfólio Vulcabras por um determinado período, não divulgado pela companhia.

Plantas do Ceará e Bahia

Segundo a nota, a capacidade da fábrica será, de maneira gradual, alocada à produção exclusiva de produtos do portfólio da Dok Participações.

A Vulcabras diz que a empresa pretende consolidar as operações fabris em menos localidades, para custos operacionais.

A Vulcabras absorverá a produção da planta do Sergipe gradualmente e a dividirá entre as fábricas do Ceará e Bahia ao longo do ano de 2020.